Importância da Pós-Graduação no cenário Estadual

Marco Antonio Oliva Cano (Dr.rer.nat)

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Porque Pós-Graduação ?

 Formação e capacitação de recursos humanos qualificados (mestres e doutores)  Inovação científica e tecnológica em diversas áreas do conhecimento  PESQUISA

FACULTADE Formação profissional CENTRO DE ENSINO SUPERIOR Formação profissional + pesquisa (opcional) UNIVERSIDADE Formação profissional + pesquisa (obrigatória) + extensão .

EMBRAPA. etc.A PESQUISA DO PONTO DE VISTA INSTITUCIONAL  Essência da Universidade – geração e transmissão de conhecimentos – Formação de recursos humanos qualificados – contraditório -creatividade  Instituições de pesquisa.) . MIT. (Max Planck Institut. INPA. INPE.

DO PONTO DE VISTA PESSOAL • Realização científica – Mestrado – Doutorado – Para que? • Fator curricular – Aulas enriquecem currículo ? • Progressão acadêmica – Evolução normal em uma IES – meritocracia • Curriculum Lattes .

programas.  Publicações. etc.Relação Pós-graduação . palestras.Pesquisa Os Programas de pós-graduação são avaliados. fundamentalmente. TCC. revisões. comunicações em congressos. pela qualidade dos produtos da pesquisa.  Projetos institucionais e inter-institucionais financiados  Patentes. livros. .  Dissertações. teses.

Qualidade da pesquisa • Qualificação científica dos professores orientadores e preparação dos estudantes • Infraestrutura institucional • Financiamento do projeto – avaliação dos órgãos de fomento • Relações interinstitucionais nacionais e internacionais (redes. bolsas sanduiches. etc) . convênios. intercâmbios acadêmicos.

Avaliação das pesquisas pelos órgãos de fomento o Inovador .novos conceitos o Incremental – nova informação o Confirmativo o Pouco relevante .

A pesquisa no Brasil .

• 3.SJR e Indice H -O índice h é o número de artigos com citações maiores ou iguais a esse número. Um pesquisador com h = 5 tem 5 artigos que receberam 5 ou mais citações.Journal Citations Report . 2002.Qualidade dos Periódicos Científicos e Fator de Impacto • 1. a partir das abordagens bibliométricas e infométricas" (Bjöneborn. estruturas e tecnologias na Web.Webometria: "o estudo dos aspectos quantitativos da construção e uso dos recursos de informação.JCR . um departamento com h = 45 tem 45 artigos com 45 ou mais citações.Web of Science -o número de vezes que os artigos publicados nos anos x-1 e x-2 pelo Periódico Y foram citados em revistas indexadas durante o ano x.SCImago Journal & Country Rank . ) . • 2.

248.197 851.060 18.640.589 Citações 114.988.793 Índice H 1.229.278 1.811.149.279.860.017 1.716 8.688 13.711.068.928.581.442 497.919.796 23.977 634.455 2.415 9.862 3.692 655.681 487.533 527.005 885.664 2.441.114 11.429 1.604.546.544 3.167 7.Avaliação das publicações Rank 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 País Estados Unidos China Reino Unido Japão Alemanha França Canadá Itália Espanha Índia Australia Russia Coréia do Sul Holanda Brasil Documentos 6.850 2.789 27.472 592.928.878 1.305 353 802 602 704 646 621 550 448 281 481 308 309 545 285 .884.085 16.141.494 8.784 391.180.288.

RJ Pontifícia Universidade Católica .RS UNISINOS Pontifícia Universidade Católica .Ranking Mundial de Visibilidade das Publicações nos Websites das IES Ranking Brasil 1 2 3 4 5 13 14 25 28 Ranking Mundo 15 99 122 125 173 575 603 738 913 IES Universidade de São Paulo Universidade Federal de Santa Catarina Universidade Estadual de Campinas Tipo Pública Pública Pública Pública Pública Privada Privada Privada Privada Universidade Federal do Rio Grande do Sul Universidade Federal do Rio de Janeiro Pontifícia Universidade Católica .SP Universidade Federal do Espírito Santo Fundação Getúlio Vargas Universidade Vila Velha 33 35 232 1117 1187 6375 Pública Privada Privada .

webometrics.RJ Pontifícia Universidade Católica .Produção científica – Visibilidade IES Ranking Mundial de Visibilidade das Publicações nos Websites das IES IES Universidade de São Paulo Universidade Federal de Santa Catarina Universidade Estadual de Campinas Universidade Federal do Rio Grande do Sul Universidade Federal do Rio de Janeiro Pontifícia Universidade Católica .RS UNISINOS Pontifícia Universidade Católica .SP Universidade Federal do Espírito Santo Brasil 2012 Brasil 2013 Mundo 2012 Mundo 2013 1º 1º 15º 19º Tipo Pública 2º 3º 4º 5º 13º 14º 25º 28º 33º 232º 5º 3º 2º 6º 17º 16º 24º 35º 31º 263º 99º 122º 125º 173º 575º 603º 738º 913º 1117º 6375º 205º 177º 129º 241º 655º 621º 791º 1262º 1162º 6972º Pública Pública Pública Pública Privada Privada Privada Privada Pública Privada Universidade Vila Velha Fonte: http://www.info .

Ranking Ibero-americano de Publicações Científicas IBE Ranking* 1 3 5 6 12 16 75 80 101 127 172 175 474 IES Universidade de São Paulo Universidade Estadual de Campinas Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho Universidade Federal do Rio de Janeiro Universidade Federal do Rio Grande do Sul Universidade Federal de Minas Gerais Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Universidade Federal do Espirito Santo Pontifícia Universidade Católica do Paraná Universidade do Vale do Rio dos Sinos Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Universidade Vila Velha Tipo Pública Pública Pública Pública Pública Pública Privada Privada Pública Privada Privada Privada Privada UF SP SP SP RJ RS MG RJ RS ES PR RS MG ES * O Ranking Ibero-americano analisa as publicações científicas entre 2006-2010 através do banco de dados SCOPUS .

Usar apenas o número total de publicações pode ser enganoso e. (arquivos pdf. docx. ppt). docx. ou seja. contando-se todos os links de sites externos que apontam para conteúdo hospedado no domínio web da Universidade PRESENÇA O número total de páginas hospedadas no domínio web principal da universidade disponível no Google. A qualidade dos conteúdos é avaliada através de uma "referência virtual". doc.Indicadores utilizados para o ranking das IES • IMPACTO. 10% da produção científica mais citada da universidades. (Google Scholar e o SCImago. por isso. se restringe o indicador apenas às excelentes publicações. EXCELÊNCIA Os trabalhos acadêmicos publicados em revistas internacionais de alto impacto. ppt e outros) ABERTURA Quantidade de repositórios institucionais de pesquisa (pdf.) • • • . doc. publicado em sites de pesquisa acadêmica Google Scholar.

987º 8.203º 5.268º 9.011º 17.434º 8.563º 10.webometrics.793º 17.670º 2.Classificação das IES do ES Ranking Brasil 31 210 263 287 302 378 438 509 518 566 688 756 1.922º IES Ranking Mundo Presença 2.760º 18.230º 11.429º 11.954º 9.827º Excelência 1.623º 10.203º 5.135º 4.748º 10.026º 4.203º 5.902º 14.497º 5.904º 6.156º 12.203º 5.802º 20.225 18.202º 5.219º 5.203º 5.895º 11.468º 2.203º 5.223 1.472º 10.091º 17.261º 10.633º Impacto 1.103 1.788º 11.900º Abertura 607º 2.669º 13.203º 5.203º Fonte: http://www.849º 8.018º 16.162º 5.827º 7.349º 17.info .645º 11.562º 7.203º 5.541º 10.123 Mundo 1.228º 11.537º 6.203º 5.577º 11.705º 18.990º 12.219º 5.371º 10.497º 16.203º 5.972º 7.956º 15.614º 5.718º Faculdade de Aracruz FAACZ Faculdade Batista de Vila Velha 12.061º 9.203º Universidade Federal do Espírito Santo IFES Universidade Vila Velha Faculdade de Direito de Vitória FDV FUCAPE Business School Faculdades FAESA Centro Universitário São Camilo Faculdade de Filosofia FAFI EMESCAM Faculdade Novo Milênio Faculdade do Centro Leste UCL Faculdade Católica Salesiana Faculdade Vitoriana FAVI UNIVIX .908º 11.362º 4.143º 16.471º 13.022º 15.203º 5.348º 5.203º 5.203º 5.712º 11.219º 8.783º 20.Serra 1.

4 94.8 8 UFRJ BRA 89.4 93.7 10 UFMG BRA 83.9 Fonte: http://www.10 7 Tecnológico de Monterrey MEX 89.2 9 Universidad Nacional de Colômbia COL 83.50 93.Ranking QS América Latina 2013 QS Rank 1 2 3 4 5 6 IES Universidade de São Paulo Pontificia Universidade Católica do Chile UNICAMP Universidad Los Andes Universidad de Chile Universidad Nacional Autônoma País BRA CHI BRA COL CHI MEX Pontos 100 99.com/university-rankings/latin-american-universityrankings/2013 .20 97.topuniversities.1 121 UFES BRA 38.

465 UFF 2.547 UFRGS 2.126 UFPE 1.Quantidade Total de Doutores nas Principais IES Públicas e Privadas IES Públicas Doutores USP 7.693 UNICAMP 2.130 UFSC 2.621 UNESP 4.001 UFRJ 3.898 UFES 1.656 UFMG 2.116 IFES 198 Fonte: Lattes atualizados até 18/12/2012 IES Privadas PUC/SP PUC/RS PUC/RJ UNIP PUC/MG MACKENZIE UNINOVE PUC/PR UNISINOS FGV UVV Doutores 848 780 676 596 592 557 442 408 398 354 55 .143 UNB 2.

839 3.117 116 149 1.107 1.016 269 Legendas: ESPub = Ensino Superior Público ESPri = Ensino Superior Privado Ext = Exterior SEPri = Setor Empresarial Privado SEPub = Setor Empresarial Público SGP = Setor Governamental Público SPSFL = Setor Privado sem Fins Lucrativos .023 1.148 214 45 131 248 3 235 976 737 715 823 156 828 Não Informado 6.247 4.594 190 14.553 3.562 1.414 920 124 55 48 152 43 123 65 37 50 79 166 191 106 185 32 61 275 9 138 1.Doutores por Grande Área nos Setores Econômicos Grande Área Agrárias Biológicas Saúde Exatas e da Terra Humanas Sociais Aplicadas Engenharias Linguística.108 2.876 202 8. Letras e Artes ESPub ESPri Ext Outros SEPri SEPub 8.284 362 6.954 422 12.391 258 5.337 352 SGP SPSFL 858 996 98 197 390 245 191 108 206 35 187 11.698 548 13.442 1.

OUTROS INDICADORES RELACIONADOS A PRODUÇÃO CIENTIFICA NO ES .

6 e 7 IES Universidade de São Paulo Universidade Federal do Rio Grande do Sul Universidade Estadual de Campinas Universidade de Brasília Universidade Federal de Santa Catarina Universidade Federal do Rio de Janeiro Universidade Federal de Minas Gerais Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho Programas 5 Programas 6 Programas 7 Total de Programas 82 35 25 16 19 22 19 49 10 15 5 7 22 16 35 11 14 1 3 14 9 224 79 71 77 68 97 69 39 9 2 132 Universidade Federal Fluminense 7 4 1 55 Universidade Federal do Paraná 21 1 0 64 PUC-RJ 15 5 3 30 Todas as IES do estado do ES 5 0 0 57 Fonte: Portal Geocapes com dados até os Coletas entregues no ano de 2012 .Total de Programas com notas 5.

199 Sudeste 430 130 32 5.092 2.594 7.062 1.256 52 2.067 232 4.272 226 1.cnpq.997 694 27.758 15.572 3.376 ES 8 0 0 106 16 16 22 23 14 9 307 79 45 0 5 130 .081 132 1.565 5.202 5.846 279 253 12.br/efomento/distribuicaoGeografica Brasil 789 185 55 12.726 1.Tabela de Bolsas e Auxílios Financeiros Vigentes no CNPq Modalidade de Bolsa/Auxílio Financeiro Apoio a Participação/Realização de Eventos Apoio a Periódicos Científicos Apoio a Pesquisador Visitante Apoio a Projetos de Pesquisa Bolsas de Apoio Técnico Bolsas de Desenvolvimento Científico Regional Bolsas de Desenvolvimento Tecnológico e Industrial Bolsas de Doutorado Bolsas de Extensão em Pesquisa Bolsas de Fixação de Doutores Bolsas de Iniciação Científica Bolsas de Iniciação Tecnológica e Industrial Bolsas de Mestrado Bolsas de Pesquisador/Especialista Visitante Bolsas de Pós-Doutorado Bolsas de Produtividade em Pesquisa e Tecnologia Fonte: Mapa de Investimentos do CNPq em http://efomento.364 9.151 9.182 9.

2012 .Bolsas mestrado UVV .

130 2.235 78.622 16.097 158 73 Total 375.567 28.744 33.930 19.566 418.823 83 0 Texto Completo 18.455 235.Acessos ao Portal de Periódicos CAPES no Espírito Santo por IES em 2012 IES FUCAPE UFES IFES UNESC UVV EMESCAM FDV FAPES Fonte: Portal Geocapes Base Referência 357.491 44.175 4.392 82.920 241 73 .111 182.305 6.462 62.945 12.

Considerações finais  Estabelecer políticas estaduais para a formação de cientistas (bolsas + isenção de mensalidade) em áreas estratégica para o desenvolvimento de ES  Estabelecer incentivos financeiros (bolsas pós-doc. formação de grupos emergentes) destinados à fixação do pesquisador capixaba no ES.  Financiamento de projetos estratégicos para o desenvolvimento de ES .  Incentivar a criação nas IES de núcleos de excelência mediante programas destinados à aparelhamento e infraestrutura. exclusivamente para pesquisa.

OBRIGADO .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful