Você está na página 1de 6

BACILOS GRAM-NEGATIVOS NÃO-FERMENTADORES

Gênero Pseudomonas:

-ubíquos; ambiente hospitalar


-não faz parte microbiota normal
-exigências simples p/ crescer
-infecções oportunistas
-flagelos
-citocromo oxidase +
-espécie + comum: P. aeruginosa
-fatores de virulência: pili, cápsula, endotoxina, exotoxinas
-infecções causadas por P. aeruginosa: bacteriemia; endocardite;
infecções pulmonares, do ouvido, de feridas por queimaduras,
das vias urinárias, dos olhos, musculoesqueléticas; gastroenterite
DIAGNÓSTICO LABORATORIAL
-ágar sangue e MacConkey
-oxidase positiva
-odor característico doce ~ uva

TRATAMENTO
-resistentes à maioria dos antibióticos
-aminoglicosídeo + beta-lactâmico

BACILOS GRAM-NEGATIVOS CURVOS

-gêneros: Vibrio, Campylobacter, Helicobacter

Vibrio cholerae:
-oxidase positiva
-exotoxina ⇒ secreção de sódio, potássio, bicarbonato de sódio
⇒ diarreia aquosa – água de arroz
-água e alimentos contaminados
Vibrio vulnificus:
-ostras cruas ⇒ septicemia

DIAGNÓSTICO LABORATORIAL
-meio transporte: Cary-Blair
-meios de cultura: ágar sangue, MacConkey, XLD
-meio seletivo: TCBS – tiossulfato-citrato-bile-sacarose

TRATAMENTO
-tetraciclina e reposição de líquidos

Campylobacter sp:
-oxidase negativos e catalase positivos
-C. jejuni: diarreia sanguinolenta
-reservatórios: gado, carneiro, cães, gatos, roedores e aves
-alimento, leite ou água contaminados

DIAGNÓSTICO LABORATORIAL
-ágar sangue c/ antibióticos; microaerofilia
-identificação sorológica
TRATAMENTO

-eritromicina, tetraciclina, cloranfenicol

Helicobacter pylori:
-urease positiva
-gastrite e úlcera gástrica e duodenal
-agente cancerígeno
DIAGNÓSTICO LABORATORIAL
-biópsia ⇒ microscopia direta, histologia, urease, cultura c/ ágar
sangue + antibióticos em microaerofilia
-não invasivo: teste do bafo ou da uréia marcada
TRATAMENTO

-amoxicilina, claritromicina, omeprazol: 1 semana

BACILOS ESPORULADOS

Gênero Bacillus:
B. anthracis
-cápsula e toxina; aeróbios
-solo e vegetação
-anos na forma de esporos
-carbúnculo cutâneo
-carbúnculo por inalação
-carbúnculo gastrointestinal
DIAGNÓSTICO LABORATORIAL
-ágar sangue sem hemólise
-colônias c/ consistência viscosa
-sem motilidade
TRATAMENTO
-penicilina

Gênero Clostridium:
-anaeróbios
-ubíquos
-tétano, botulismo, gangrena gasosa
BACILOS NÃO-ESPORULADOS

Gênero Corynebacterium

-gram positivos
-exotoxina ⇒ difteria ⇒ C. diphteriae
-orofaringe ou pele: reservatórios
DIAGNÓSTICO LABORATORIAL
-ágar cisteína-telurito, meio de Loeffler

TRATAMENTO
-anti-toxina diftérica
-penicilina
-vacina: DPT – difteria, pertussis e tétano

Listeria monocytogenes

-gram positivo
-móvel
-intracelulares
-RN, grávidas, imunodeprimidos: suscetíveis
-beta-hemolíticos
-solo, água, vegetação, mamíferos, aves, peixes, insetos
-meningite: transplante renal e câncer
-desenvolvimento em T°s + baixas
DIAGNÓSTICO LABORATORIAL
-beta-hemólise em ágar sangue
-motilidade +
-catalase +
-H2S em TSI
-testes sorológicos
TRATAMENTO

-penicilina + aminoglicosídeo

BACILOS - MYCOBACTERIUM

-não esporulados
-imóvel
-parede celular: rica em lipídeos ⇒ resistente à desinfetantes e
corantes ⇒ bacilos ácido-resistentes
-crescimento lento
-hanseníase, tuberculose
Mycobacterium tuberculosis
-bacilo de Koch: BK
-contato interpessoal íntimo
-imunodeprimidos
-tosse, sudorese noturna ⇒ trato respiratório inferior
DIAGNÓSTICO LABORATORIAL
-teste cutâneo
-coloração de Ziehl-Neelsen: vermelho

-meios c/ base de ovo: Lowenstein-Jensen

-testes bioquímicos: niacina +, urease +, catalase termoestável –


-testes sorológicos
TRATAMENTO

-isoniazida e rifampicina: 6 meses a 1 ano

Mycobacterium leprae
-contato interpessoal
-hanseníase tuberculóide e lepromatóide