Você está na página 1de 32

ONDAS

ELETROMAGNÉTICA
S
 A transmissão das ondas de radio é
realizada por meio de ondas.
 Analogicamente podemos comparar o
comportamento das ondas
eletromagnéticas as ondas das
águas.
 Se atirarmos uma pedra na superfície
de uma lagoa, logo notamos a
formação de ondas circulares em
volta do local onde caiu a pedra.
 Observando o ponto em que uma
pedra cai na superfície da água,
notaremos uma formação de
sucessivas ondas que se deslocam
afastando-sedo ponto de origem.
 A onda sofre um amortecimento
gradual e progressivo à medida que
se afasta do ponto inicial, devido à
resistência encontrada pela agua.
 Ao ilustrarmos o corte da superfície
da lagoa, podemos visualizar como
se formam e se comportam as
ondas.
 O que é que se desloca numa onda?
 Fazendo analogia ao ato de enfileirar
pedras de dominó de forma vertical e
uniformemente espaçadas umas das
outras ao empurrarmos a primeira
pedra da seqüência, há um efeito em
cadeia onde cada uma empurra a
seguinte, derrubando toda a serie.
 O movimento, ou onda, passa por
toda a serie de pedras podendo
verificar que elas continuam
praticamente no mesmo lugar.
 Podemos dizer que a energia
aplicada à primeira pedra se desloca
em todas as pedras enfileiradas até a
ultima pedra de dominó da
seqüência.

 Portanto, de modo semelhante, no


exemplo do lago, não são as
partículas de água que se deslocam
sobre a superfície do lago, mas sim
a energia.
 Podemos definir as
ondas como a
perturbação do meio
caracterizada pelo
transporte de energia e
quantidade de
movimento, sem o
transporte da matéria.
CLASSIFICAÇÃO DAS
ONDAS
 A classificação clássica das ondas
segundo a sua natureza é:
 Ondas eletromagnéticas – produzidas
pela vibração de descargas elétricas
(não necessitam de meio material
para propagar-se.
 Ondas mecânicas – oscilações de um
meio elástico, portanto necessitam
de um meio material para existirem.
ONDAS
ELETROMAGNÉTICAS

 É importante tomarmos consciência


de como estamos imersos em ondas
eletromagnéticas. Iniciando pelo Sol,
a maior e mais importante fonte para
os seres terrestres, cuja vida
depende do calor e da luz recebidos
através de ondas eletromagnéticas.
ONDAS
ELETROMAGNÉTICAS
 Qual é a relação entre a luz, os raios
X, raios gamas com as ondas de
radio e TV?
 Aparentemente nenhuma porque são
fenômenos com propriedades
aparentemente muito diferentes.
 Entretanto, todos esses fenômenos
são radiações, vibrações de campos
elétricos e magnéticos que se
propagam no espaço com a
velocidade da luz.
ONDAS
ELETROMAGNÉTICAS
 Todos são fenômenos
eletromagnéticos diferenciados
apenas pelo comprimento da onda.
 A esse conjunto de fenômenos
eletromagnéticos chamamos:
 ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO.
ESPECTRO
ELETROMAGNÉTICO
ESPECTRO
ELETROMAGNÉTICO
ESPECTRO
ELETROMAGNÉTICO
ESPECTRO
ELETROMAGNÉTICO
 Características das ondas
ESPECTRO
ELETROMAGNÉTICO
 A diferença entre a parte mais baixa até a
parte mais alta chama-se de AMPLITUDE
da onda.
 A parte mais alta chamamos de CRISTA da
onda.
 A distancia entre duas cristas consecutivas
chamamos de COMPRIMENTO da onda.
 Ao trajeto percorrido para realizar um
comprimento de onda chamamos de
CICLO.
 O numero de ciclos completados no tempo
 Como vimos a radiocomunicação
também é realizada pela da
propagação de energia através do
espectro eletromagnético.
 No inicio as freqüências de radio
eram expressadas em cps, mas em
honra ao físico Heirich Hertz a
unidade foi renomeada de Herzt (Hz).
 Devido as unidades serem iguais (1
Hz = 1 cps) o nosso exemplo de
onda acima tem uma freqüência de 1
Hz.
 Sendo que as freqüências de radio
são muito altas elas são expressadas
em kilohertz (KHz = 1000s de Hz)
e/ou megahertz (MHz = 1.000.000s
de Hz).
 Logo uma emissora de radio que
transmite no meio da banda de AM
pode ser expressa como 1.000.000
Hz, ou 1.000 KHz, ou 1 MHz.
 Os dials (mostradores de frequencia
dos receptores) usados no Brasil são
normalmente calibrados em KHz ou
 Como vimos a diferença entre um
tipo de onda e outra está no
comprimento e na sua freqüência
que esta apresenta, ambas
resultantes do meio em que ela se
propaga e da fonte que a gerou.
 Para a nossa finalidade de
transmissão e recepção de ondas de
radio a parte do espectro que nos
interessa são as ondas Hertzianas
que grosso modo passamos a
descrever.
Ondas curtas e rádio
 As faixas de freqüência das ondas curtas e
rádio são utilizadas por diversos serviços
tais como rádio-amadorismo, aeronáutica,
bombeiros, polícia e rádio-taxis.
 1.625 a 1.800 kHz Rádio-navegação da
Aeronáutica
 1.800 a 1.850 kHz Rádio-amadorismo 160
mts
 2.173,5 a 2.190,5 kHz Socorro marítimo
 2.505 a 3.155 kHz Fixo móvel da
Aeronáutica
 4.072 kHz Socorro internacional
 4.125 kHz SOS Atlântico Sul
 26.100 a 26.960 kHz Fixo móvel
meteorológico
 26.870 kHz Rádio táxi
 33.480 kHz Bombeiros
Ondas de Rádio
 "Ondas de rádio" é a denominação dada
às ondas desde freqüências muito
pequenas, até 1012 Hz , acima da qual
estão os raios infravermelhos.
 As ondas de rádio são geradas por
osciladores eletrônicos instalados
geralmente em um lugar alto, para atingir
uma maior região.
 O nome "ondas de rádio" inclui as
microondas, as ondas de TV, as ondas
curtas, as ondas longas e as próprias
Ondas de rádio
propriamente ditas
 As ondas de rádio propriamente
ditas, que vão de 104 Hz a 107 Hz ,
têm comprimento de onda grande, o
que permite que elas sejam
refletidas pelas camadas ionizadas
da atmosfera superior (ionosfera).
 Estas ondas, além disso, têm a
capacidade de contornar obstáculos
como árvores, edifícios, de modo que
é relativamente fácil captá-las num
aparelho rádio-receptor.
Televisão e FM (VHF)
 Nesta faixa de freqüência operam os canais de televisão e
as rádios FM.
 Como podemos ver abaixo, a faixa reservada as rádios FM
está entre o canal 6 e 7 da televisão.
 54.000 a 60.000 Khz Canal de TV (2)
 60.000 a 66.000 Khz Canal de TV (3)
 66.000 a 72.000 Khz Canal de TV (4)
 76.000 a 82.000 Khz Canal de TV (5)
 82.000 a 88.000 Khz Canal de TV (6)
 88.100 a 107.900 Khz Rádio FM
 174.000 a 180.000 Khz Canal de TV (7)
 180.000 a 186.000 Khz Canal de TV (8)
 186.000 a 192.000 Khz Canal de TV (9)
 192.000 a 198.000 Khz Canal de TV (10)
 198.000 a 204.000 Khz Canal de TV (11)
 204.000 a 210.000 Khz Canal de TV (12)
 210.000 a 216.000 Khz Canal de TV (13)
 Super banda Celulares
Ondas de TV
 As emissões de TV são feitas a partir de 5x107 Hz
(50 MHz) . É costume classificar as ondas de TV
em bandas de freqüência (faixa de freqüência),
que são:
 VHF : very high frequency (54 MHz à 216 MHZ è
canal 2 à 13)
 UHF : ultra-high frequency (470 MHz à 890 MHz è
canal 14 à 83)
 SHF : super-high frequency (C-Band: X-Band; Ku-
band; Ka- Band)
 EHF : extremely high frequency (Satelites)
 VHFI : veri high frequency indeed
 As ondas de TV não são refletidas pela ionosfera,
de modo que para estas ondas serem captadas a
distâncias superiores a 75 Km é necessário o uso
de estações repetidoras.
MICROONDAS
(SATÉLITES)
 A radiodifusão é baseada numa
estação de radio ou de TV
(transmissores) que possui
estúdios, equipamentos técnicos
de captação de áudio e/ou
imagens e, um transmissor.
 O transmissor se encarrega de
transformar as imagens e sons
em Ondas Eletromagnéticas que
são enviadas ao espaço através
 Na outra ponta, para fechar o ciclo,
temos os receptores de radio e/ou TV
que tem a função de captar as ondas
eletromagnéticas através de uma
antena receptora e transforma-las
em sons e imagens discerníveis aos
ouvidos e olhos humanos.