Você está na página 1de 15

Ler, escrever e resolver

problemas.
Universidade Federal de Pernambuco
Centro Acadêmico do Agreste

Disciplina: Metodologia do Ensino da


Matemática I
Prof. Iranet Lima
Grupo: Beatriz Nogueira, Janaína Costa, Mitsy
Tamara, Paola Romana.
Capítulo 08

Por que formular problemas?

A construção de problemas promove além do encontro entre a


produção textual com a matemática, uma aproximação maior com as
linguagens específicas e utilizadas para estruturar seu problema.

Desta maneira, o aluno possui o controle sobre sua produção e


sistematização de idéias através de um problema matemático.
• Produção de textos como instrumento de expressão e comunicação que
requer uma estrutura adequada na distribuição de palavras, pontuação, etc.
• Percepção de pontos fundamentais na elaboração de problemas, tais como:

“que relação há entre os dados apresentados, a pergunta a ser respondida e a


resposta; como articular o texto, os dados e a operação a ser usada.” (SMOLE
e DINIZ, 2001)

• Redirecionamento das atenções de números à organização da situação-


problema e suas características essenciais.
• O processo da criação requer paciência por parte dos alunos e a mediação
interventiva dos professores para que os alunos alcancem os objetivos com o
entusiasmo que suscita o desafio de formular problemas.
Primeiras propostas de formulação de
problemas

Propiciar uma
maior
Contato com experiência
diferentes com diferentes
tipos de modelos de
problemas para problema para
resolução, que a posterior
antes da formulação seja
construção dos com base nestas
problemas. experiências.
A partir de um problema dado, criar
uma pergunta que possa ser respondida
através dele

• Reconhecer na situação-problema os dados necessários para a construção de


perguntas cada vez mais elaboradas;
• Fomentar a discussão das perguntas formuladas pelos alunos e sugerir a
criação de outras acima das discutidas, favorece o desempenho da melhoria
da qualidade das perguntas.
A partir de uma figura dada, criar uma
pergunta
• A situação-problema deve ser criada a partir da figura, através de análises dos
alunos, que procuram elementos que podem ser destacados na pergunta.
• A figura deve ser selecionada pelo professor com cautela, para que de maneira
alguma sugira alguma intenção de pergunta ou resposta adequada do
professor.
• Problemas que propiciam não somente a realização das quatro operações,
mas que também estimulem a formulação de problemas não-numéricos (já
que estas situações são freqüentes no cotidiano)
A partir de um início dado, continuar o
problema

• Neste caso, os dados incompletos precisam ser readaptados aos novos dados
sugeridos pelos alunos, de maneira a compor outra situação-problema,
finalizada em pergunta.
• Essa proposta tem sua importância ao passo de que exige dos alunos uma
elaboração maior dos conhecimentos matemáticos, no sentido que de é
preciso readaptá-los a uma novo problema.
• A linguagem aplicada pelos alunos expõe a sua vivência com os modelos mais
convencionais de problema.
A partir de um problema dado, criar um
parecido

• Desta vez, o problema produzido poderá obter algumas semelhanças tais


como: história, na operação, na pergunta aplicada, nas ações, etc.
• Esta produção propiciará o estímulo inicial para a produção livre de
problemas, ainda que necessite de uma reflexão do modelo de problema
fornecido previamente.
• É importante que haja um debate na sala a cerca das percepções de
semelhança entre o problema fornecido e o produzido pelos alunos, para que
eles esclareçam suas interpretações.
Organizando o trabalho em sala de aula

• Para a formulação de problemas, não são necessários que os alunos já tenham


todas as habilidades de escrita e leitura avançadas, por isso trabalhar na
construção da aprendizagem de forma coletiva é relevante. Deste modo cabe
ao professor propor dinâmicas e discussões coletivas para melhor orientar e
auxiliar os alunos a organizarem seus questionamentos e reflexões.
Formulando problemas a partir de uma
pergunta

• Ex: Juca tem 17 figurinhas e eu tenho o dobro de figurinhas que ele. Quantas
figurinhas eu tenho a mais.
Formulando problemas a partir de uma
palavra

• Ex: Elias Gleiseré ator de novela ‘era uma vez’. Todos os dias ele grava cinco
horas, menos domingo e segunda. Em 5 meses, quantos dias Elias grava.
Formulando problemas a partir de uma
resposta dada

• Ex: O Jardineiro da escola plantou 172 flores. Ele arrumou um jardim bem grande
e ele tinha que plantar ainda duas fileiras com 16 margaridas em cada. Quantas
margaridas e flores ele tem ao todo.
Resposta: O jardineiro plantou 204 plantas.
Formulando problemas a partir de uma
operação

• É uma proposta que pode ser realizada de duas maneiras.


• Sua ênfase se baseia na compreensão que se obtêm dos alunos e suas
aprendizagens das idéias matemáticas relacionadas às operações.
• É um tipo de problema que não é recomendado que seja utilizado a princípio
das atividades e nem mesmo que seja aplicado isoladamente com freqüência.
Formulando problemas a partir de um
tema

• Propõe-se que a criança a partir de um tema formule problemas e que haja


um momento de troca dos problemas, onde cada uma irá resolucionar o
problema do seu colega de classe.
• Esta proposta pode ser vinculada a projetos, o que torna as atividades
dinâmicas e significantes aos alunos envolvidos.
Formulando problemas com
determinado tipo de texto

• Este tipo de problema é enfocado na produção de gêneros textuais que se


apresentam em maioria no problema, mas que contém elementos da
estrutura matemática, estimulando a criação infantil.