Você está na página 1de 6

TRATADO DE AYACUCHO - 1867

Tratado

feito entre Brasil e Bolvia na cidade de La Paz de Ayacucho: Presidente General Mariano Melgarejo. D. Pedro II Este tratado pode ainda receber o nome de: Tratado Muoz Netto. Esse nome deve-se aos diplomatas da poca que representavam os pases em questo.

TRATADO DE AMIZADE, COMRCIO, NAVEGAO, LIMITES E EXTRADIO

Amizade: Bolvia se aproveitou do momento em que o Brasil estava envolvido na Guerra do Paraguai (1864-70) e posicionou-se da seguinte maneira: ou Brasil assinava o tratado ou ela colocaria 10 mil homens para somarem aos homens de Solano Lopez que j haviam invadido o Mato Grosso. Comrcio: Pelo tratado Brasil compraria, fumo, quinino, estanho e outros produtos necessrios para a sociedade seringalista.

Navegao: Bolvia ficava livre para navegar no Rio Madeira (lembrando da sua interdio em 1733)

Aqui vale ressaltar que tendo em vista o trecho encachoeirado Bolvia podia resolver o problema construindo um canal.

Limites: O Brasil reconhecia o Acre como Boliviano e ganhava o territrio do alto madeira. Extradio: Todos os Bolivianos nos seringais do madeira bem como os Brasileiros no territrio do Acre deveriam voltar para seus pases.

(UNIR) Em 1867, Brasil e Bolvia assinaram o Tratado de Ayacucho, pelo qual o Brasil incorporou a regio do Alto Madeira, at ento pertencente Bolvia e com populao predominantemente boliviana. As concesses territoriais bolivianas podem ser explicadas: [A] pela instabilidade poltica da regio marcada por conflitos agrrios e tnicos. [B] pelo compromisso de construo da ferrovia MadeiraMamor pelo governo alemo. [C] pelo pequeno interesse econmico da regio para a elite boliviana envolvida com a explorao das recmdescobertas jazidas de salitre e guano. [D] pela vitria na eleio presidencial do grupo poltico ligado ao Altiplano boliviano adversrio das elites da regio de Beni e Pando.

Você também pode gostar