Você está na página 1de 38

CÓDIGO GENÉTICO

E
SÍNTESE PROTEICA

As Proteínas são as moléculas mais abundantes e funcionalmente diversas nos sistemas biológicos.

as quais diferem pela posição dos aminoácidos. . onde há 23 letras e milhares de palavras. Como no alfabeto.Há 20 aminoácidos diferentes para formar vários tipos de proteínas.

DNA Presente em todas as células do organismo Nucleotídeos: •Um açúcar •Base Nitrogenada •Um grupo Fosfato .

.

DOGMA CENTRAL .

armazenada nos cromossomos. . é expressa através da transcrição em RNAm e tradução subsequente em cadeias polipeptídicas.DOGMA CENTRAL • A informação genética. é transferida às células filhas através da replicação do DNA.

CÓDIGO GENÉTICO • A informação genética é estocada no DNA por meio de um código (o código genético) no qual a seqüência de bases adjacentes determina a seqüência de aminoácidos no polipeptídeo codificado. .

.

C. G) 4n = combinações possíveis 42 = 16 aa diferentes 43 = 64 combinações .CÓDIGO GENÉTICO • 20 aa diferentes e apenas 4 bases diferentes de RNA • Em qualquer posição existem 4 possibilidades (A. T.

.

CARACTERÍSTICAS DO CÓDIGO GENÉTICO • Especificidade • Universalidade • Redundância .

RNA • RNAr • RNAm • RNAt .

RNAr • É encontrado em associação com uma série de proteínas diferentes.8S e 5S). • No citosol eucariótico. como componente dos ribossomos. existem quatro espécies de RNAr de tamanhos diferentes (28S. 18S. • Juntos constituem até 80% do RNA da célula. . 5.

.

RNAt • É o menor das três prinicipais moléculas de RNA (4S). • Existe no mínimo um tipo específico de molécula de RNAt para cada um dos 20 aminoácidos. • Cerca de 15% do RNA da célula. tem entre 74 e 95 resíduos de nucleotídeos. . pareamento de bases intracadeia.

. que transporta seu aminoácido específico ao sítio de síntese de proteínas.RNAt • Cada RNAt serve como uma molécula de "adaptador".

.

onde é usado como molde para a síntese de proteínas. .RNAm • Compreende somente cerca de 5% do RNA da célula • O RNAm leva a informação genética do DNA ao citosol.

Complementaridade .

TRADUÇÃO • A tradução é o processo pelo qual o mRNA fornece um molde para a síntese de um polipeptideo .

. alongamento e terminação da cadeia polipeptídica.TRADUÇÃO • • • • • • os aminoácidos encontrados no produto o mRNA a ser traduzido os RNAt ribossomos funcionais fontes de energia fatores proteicos necessários à iniciação.

ETAPAS DA TRADUÇÃO • INICIAÇÃO • ALONGAMENTO • TERMINAÇÃO .

INICIAÇÃO • As duas subunidades ribossômicas • O RNAm a ser traduzido • Aminoacil-RNAt especificado pelo primeiro códon na mensagem • GTP (o qual fornece energia ao processo) • Fatores de iniciação que facilitam a montagem deste complexo de iniciação. .

.

.

ALONGAMENTO • O alongamento envolve a adição de aminoácidos à extremidade carboxila da cadeia poliptídica em formação. . • Durante a elongação. os ribossomos movem-se do 5'-terminal ao 3'terminal do RNAm que está sendo traduzido.

.

.

Terminação • A terminação ocorre quando um dos três códons de encerramento movemse ao sítio. . • A proteína recém sintetizada é liberada do complexo ribossômico e causa a dissociação entre o ribossomo e o RNAm.

.

Terminação • O polipeptídeo recém sintetizado pode sofrer modificações subsequentes. o RNAt e fatores proteicos podem ser reciclados e usados para sintetizar outro polipeptídeo. o RNAm. as subunidades ribossômicas. .

.

.

.

Modificações Pós-traducionais • Modificação de tamanho • Alterações Covalentes: – – – – fosforilação glicosilação hidroxilação outras modificações .

. • O DNAmt é herdado maternalmente. ela tem um código genético diferente. • O DNAmt possui uma elevada velocidade de mutação (cerca de 10 vezes maior que o DNA). • Assim como ela tem genes específicos.Mitocôndria • A mitocôndria contém moléculas circulares de DNA (DNAmt).