Você está na página 1de 28

CRESCER A PARTIR DA AMÉRICA LATINA:

HISTÓRIA DO GRUPO GERDAU

José Paulo Soares Martins


• João Gerdau emigrou para o Brasil, em
1869, mantendo vínculos culturais com a
família e a Alemanha. Sua forte cultura
comercial foi decisiva no sucesso dos
seus empreendimentos.
• Otto Gerdau emigrou para os EUA e
fundou a trading The Otto Gerdau
Company.
• Barthold Gerdau formou-se em
engenharia hidráulica, tornando-se um
dos mais importantes profissionais na
Europa. Como diretor da Haniel & Lueg,
coordenou obras nos portos de
Hamburgo, Veneza, Gênova e Rotterdan.
• Hugo Gerdau e o pai João Gerdau.
Juntos lançaram as bases do Grupo
Gerdau, com a pequena fábrica de
Pregos Pontas de Paris em 1901.

• Participou ativamente da vida empresarial


do Estado do Rio Grande do Sul, sendo
sócio-controlador da Cia. Geral de
Indústrias e atuando de forma decisiva na
criação do Centro de Indústrias do
Estado, hoje FIERGS.
• Curt Johannpeter foi diretor inspetor do
Deutsch Bank.
• Assume a direção da Fábrica de Pregos
Pontas de Paris em 1946. Traz para a
Gerdau uma forte cultura em tecnologia
de gestão financeira, administrativa e de
RH.
• Em 1947, inicia a Gerdau no mercado de
capitais.
• Responsável pela entrada da Gerdau na
siderurgia, em 1948. Antecipa na
Siderúrgica Riograndense em Porto
Alegre, o consagrado conceito de
mini mill.
•Tradição de 104 anos
•Foco em siderurgia
•Clientes:
Construção civil
Indústria
Agropecuária
•Mercado de capitais:
Bovespa Brasil
NYSE EUA
Latibex Espanha
Toronto Canadá

•Maior produtor de aços longos das Américas


•Segundo maior reciclador das Américas
Nossa Visão

Ser uma empresa


siderúrgica internacional,
de classe mundial.
Nossa Visão

Internacional Classe Mundial


Presença em diversos Padrões de excelência
países mundiais
Diversidade cultural como Soluções pró-ativas e
riqueza inovadoras
Resultados superiores
Identidade de valores Benchmark em tudo o que
fazemos
Processos consolidados
Modelo de negócio global
Nossa Missão

O Grupo Gerdau é uma


organização empresarial focada
em siderurgia, com a missão de
satisfazer as necessidades dos
clientes e de criar valor para os
acionistas, comprometida com a
realização das pessoas e com o
desenvolvimento sustentado da
sociedade.
Nossos Valores

• CLIENTE Satisfeito
• PESSOAS Realizadas
• SEGURANÇA TOTAL no ambiente de trabalho
• QUALIDADE em tudo o que faz
• SEGURANÇA e SOLIDEZ
• SERIEDADE com todos os públicos
• LUCRO como medida de desempenho
Clientes 183 mil

Fornecedores 25 mil

Acionistas 81 mil

Colaboradores 24 mil
Distribuição Geográfica

Usinas Siderúrgicas (28)

Unidades de Transformação (25)

Centro de Corte e Dobra de Aço (42)


Centro de Serviços de Aços Planos (5)

Filiais da Comercial Gerdau (70)


Unidades de Processamento de Sucata (21)

Unidades de Produção de Ferro-Gusa (2)

Áreas de Extração de Minério de Ferro (3)


Terminal Privativo Portuário (2)

Participações Societárias (2)


Grupo Gerdau | Estrutura
Conselho de
Administração

Comitê
Executivo

América do Sul

Aços Especiais
Am. do Norte
Longos Brasil

Açominas
Marketing e vendas
Industrial
Logística de entregas
Líderes dos
Metálicos
Macroprocessos
Suprimentos
Planejamento operacional
RH-desenvolvimento organizacional
Finanças e redação com investidores
Líderes dos Contabilidade e auditoria
Processos nas Jurídico
Operações Tecnologia de gestão
Planejamento estratégico
Instituto Gerdau
Comunicação Corporativa
Capacidade de produção

Capacidade Total
• 16,8 milhões de toneladas de aço
• 13,6 milhões de toneladas de laminados

Brasil
• 7,6 milhões de toneladas de aço
• 4,7 milhões de toneladas de laminados

Exterior
• 9,2 milhões de toneladas de aço
• 8,9 milhões de toneladas de laminados
Evolução da Produção
MÉDIA DA TAXA DE CRESCIMENTO
Em milhares de toneladas
1980 - 2004
Aço Bruto: 10.2% por ano NorthStar
USA
Laminados: 9.4% por ano 2004
Part. Co-Steel
Piratini Açominas Diaco and
Usiba 2002
1992 1997 Sidelpa
1989
AmeriSteel Colômbia
25000 USA 2004 2007e:
Pains Sipsa 1999 Açominas 21.000
Barão de (control)
1994 Argentina
20000 Cearense Cocais 2002
1988 1997
Guaíra
1982 Part.
Hime Aza MRM Sipar
15000
1985 Courtice Chile Canada Argentina
2007e:
Canada 1992 1995 1998
Laisa 1989 16.000
10000
Uruguay
1981
5000

0
1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2003 2004 2007e

Aço Bruto Laminados


e: estimado
Evolução da produção de aço

Crescimento: % anual Década de 80 Década de 90 2000-2004


Gerdau 7,8% 10,4% 17,6%
Brasil 3,0% 3,1% 4,2%
Mundo 0,7% 1,7% 5,1%

China 6,0% 6,7% 21,0%

Produção (em milhões


1990 2000 2004
de toneladas)
Gerdau 2,6 7.0 13,4
Brasil 20,6 27.9 32,9
Mundo 716 849 1.035

China 66.3 127,2 272,5

Fonte: IBS e IISI


Maiores Empresas Siderúrgicas
Em milhões de toneladas de Aço Bruto (2004)

POSIÇÃO POSIÇÃO PRODUÇÃO


2004 2003 EMPRESA 2004

1 1 Arcelor (LUX) 46,9


2 3 LNM Holdings (HOL) 42,8
3 2 Nippon Steel (JAP) 31,4
4 4 JFE Steel (JAP) 31,1
5 5 Posco (COR) 31,0
6 6 Shanghai Baosteel (CHI) 21,4
7 8 US Steel (EUA) 20,8
8 7 Corus Group (ING) 19,9
9 11 Nucor (EUA) 17,9
10 9 Thyssen Krupp (ALE) 17,6
11 10 Riva Group (ITA) 16,7
12 17 International Steel Group (EUA) 16,1
13 14 Gerdau Group (BRA) 13,4
14 20 Severstal (RUS) 12,8
15 19 China Steel (TAI) 12,5
Fonte: Metal Bulletin
Investimento Social
2004

•O Grupo Gerdau apóia mais de 200 projetos


sociais nas Américas.

•Os investimentos sociais são coordenados


pelo Instituto Gerdau
•Buscamos uma atuação com a parceria de
outras organizações, visando otimizar
recursos e resultados
•Estimulamos o trabalho voluntário organizado
dos nossos colaboradores e da comunidade
Investimento Social
2004
•Transmitir tecnologia de gestão é uma das
principais contribuições que a Gerdau realiza

•A prioridade para os investimentos sociais são


as comunidades vizinhas às nossas unidades,
em programas na área da educação

•Projetos destinados à infância e juventude e à


melhoria de gestão em organizações públicas e
privadas, recebem atenção especial
•Outra prioridade são as estruturas de ensino
público, visando melhorias na qualidade de
gestão e nos processos de educação
Pessoas
2004

•24 mil colaboradores próprios nas


Américas e 9,5 mil prestadores de serviços
•Foram realizadas 1,5 milhão de horas
de capacitação, um investimento de mais
de R$ 28 milhões
•A folha de pagamento bruta somou
R$ 1,7 bilhão

•A participação nos resultados atingiu


a marca de R$ 283,6 milhões
Fatores de Sucesso na
História da Empresa

• Foco na siderurgia
• Visão Estratégica e Liderança de mercado
• Forte atuação no Sistema Financeiro e no
Mercado de Capitais
• Pessoas com Atitude e Eficácia, baseadas
em Valores
• Contribuição para o desenvolvimento das
comunidades
• Management Gerdau
Management Gerdau

• Gestão com ferramentas de Qualidade Total


• Planejamento integrado e mapa estratégico
• Organização horizontal
• Visão de processo – GBS
• Gestão com foco no operador
• Benchmarking
• Remuneração variável para todos os níveis
• Tecnologia de informação – R3, internet etc
• Busca permanente de capacitação das equipes
Comunicação Corporativa | Gerdau Business System

Controle de
Valor da Orientações
marcas e
marca e diretrizes
domínios

3 Gestão da marca

Demandas
de interesse Controle da marca
Matriz de Objetivos Planos
dos Públicos relacionamento de imagem de ação Publicações
e internet Intranet

4 Marketing institucional
1
Gestão da
Imagem
Produtos institucionais Materiais
de promoção
Memória Gerdau
Objetivos Orientações Pesquisa Recursos
e diretrizes de imagem
estratégicos Auditoria Treinamento
de imagem de fontes Entrevistas
Networking
Planejamento 5 Imprensa
Sinergia c/ processos
Agentes de comunicação Pautas e Clipping
Relac. com jornalistas
releases de notícias
Desafios para o futuro

• Assegurar o crescimento sustentável do Grupo


Gerdau.
• Alcançar produtividade competitiva em todos os
negócios.
• Contribuir para o desenvolvimento do negócio
dos nossos clientes.
• Criar um ambiente de trabalho que propicie a
realização das pessoas.
• Contribuir para o desenvolvimento sustentável
das comunidades onde atuamos.
“Toda ordem social é criada por nós.
O agir ou não agir de cada um,
contribui para a formação e consolidação
da ordem em que vivemos”

José Bernardo Toro A.


Sociólogo colombiano