Você está na página 1de 21

Reflexões sobre o Uso de

Registros Fílmicos
durante Pesquisa de
Campo

Sílvia Martins
Ph.D. em Antropologia/University of
Manitoba
Antropologia Visual em Alagoas/AVAL
Pós-Graduação em Sociologia/CSO/UFAL
A Especificidade da Pesquisa
Antropológica:
* Pesquisa
*Trabalho de voltada para
Campo: doutoramento
• 9 meses em em
2001 Antropologia:
• Kariri-Xocó: • Xamanismo
grupo indígena enquanto
com população prática e
de 1500 conhecimento
indivíduos/Port médico
o Real do • Diferença
Colégio sexual:
Posição fundamental durante a pesquisa de
campo foi o reconhecimento da “(...)
centralidade da [minha] subjetividade
[como pesquisadora] para produção e
representação de conhecimento
etnográfico" (Pink 2001, 19) sobre os Kariri-
Xocó.
• Pesquisa etnográfica serve
como um "processo de criação e
representação de
conhecimento" (Pink 2001, 18),
onde interpretação e
representação do contexto
cultural é baseado na própria
experiência do etnógrafo.

• Dados visuais podem ser


considerados através de um
método sistemático de
observação através do qual a
pesquisa é apoiada por
tecnologia visual (Collier and
Collier1986, 163)
Perspectiva adotada na
pesquisa:
• Reflexividade: forma essencial para
equilibrar o realismo de dados
coletados:

• Subjetividade (enquanto minha


própria experiência e percepção) e
intersubjetividades (as experiências
compartilhadas e percepções entre
pessoas que eu pesquisei e eu
mesma) guiou o processo de
pesquisa como um todo a partir do
qual conhecimento foi criado.

• O conhecimento, interpretação e
representação produzida sobre os
Kariri-Xocó são baseados em
reflexividade: contextos da pesquisa,
relacionamentos estabelecidos e
minhas próprias experiências
Pesquisa de Campo
• Dados qualitativos: coletados e
analisados através de diferentes
métodos e técnicas de pesquisa:
• Diário de campo; anotações de
conversas informais; observação
participante; entrevistas
etnográficas;
• Gravações áudio e/ou vídeo digitais
• Relacionamentos próximos com
estudos de caso selecionados (com
xamãs e mulheres em idade
reprodutiva)
Uso de Antropologia Visual:

• “A ‘etnograficidade’ de qualquer
imagem ou representação é
contingente a como ela esta
situada, interpretada e usada para
evocar significado e conhecimento
de interesse etnográfico” (Pink
2001, 19)
• O uso de método de registro visual
da ‘etnograficidade’ Kariri-Xocó
baseou-se em:
• Gravações de entrevistas
etnográficas com estudos de caso
Questões Éticas
• Autorização informal gravadas
(Pajé Júlio e estudos de caso)
• Confidência e anonimato ganhou
uma característica diferente
através do registro de imagens
fílmicas
• Aprendí sobre a importância para
os especialistas xamânicos:
reconhecimento dos seus
conhecimentos.
• A confiança estabelecida com
mulheres pesquisadas através da
amizade tornou possível gravações
fílmicas das entrevistas e
explicações de suas experiências
com reprodução e sexualidade.
Experiência do Uso de Imagens
como Técnica de Pesquisa:
• A utilização desse recurso
tecnológico implicou na
observação/registro da reação dos
Kariri-Xocó ao uso da filmadora
digital.
• Freqüentemente as imagens
fílmicas eram mostradas e fotos
impressas como forma de
compartilhar as imagens gravadas.
• Registro de 38 rituais e diversas
práticas de cura (feitura de
remédios) para análise.
“Kenedy Explicando sobre o Momento de
Silêncio”
• Após um ritual de reza, Kenedy explicou
como é vivenciado esse ritual:
• “A reza é sempre a mesma. Por um lado,
nós não revelamos tudo. Depende do
problema, mas também depende da força
da cura que eu rezo, porque quando eu
rezo, eu tenho aquela hora mais de
silêncio, que é a parte que mais fortalece
a reza, que é a parte do segrêdo [ele
estava falando sorrindo] e sem
considerar também a mente, o que... o
que...”
• Nesse momento, Kenedy fez um gesto
com a mão sobre sua cabeça abaixada,
como se estivesse mostrando algo que
vem de cima para dentro da cabeça. Ele
continuou explicando:
• “…o que é escrito do coração para a
mente, e que não sai p’ra fora da boca
[porque é ‘parte do segredo’, que é
“Kenedy Explicando sobre o
Momento de Silêncio”
• Selecionei essas digital stills para
mostrar como o gesto de Kenedy revela
uma explicação visual sobre a prática
médica xamânica Kariri-Xocó.
• Considero que a “etnograficidade” desse
relato ilustra como os rituais de cura
xamânicos Kariri-Xocó são vivenciados
através de incorporalidade
(embodiment).
• O momento de silêncio é vivenciado
através de ares que não saem para fora
da boca através de palavras que possam
ser escutadas.
• Entendo que o silêncio envolve a
comunicação e interação do xamã com
espíritos ao se praticar a cura,
Referências Bibliográficas

Collier, J. Jr., and M. Collier.


1986 Visual Anthropology:
Photography as a Research
Method. Albuquerque: University of
New Mexico Press.
Pink, S.
2001 Doing Visual Ethnography. Images,
Media and Representation in Research.
London, Thousand Oaks, New Delhi: Sage
Publications.