Você está na página 1de 57

Direitos Fundamentais

Evolução Histórica
George Marmelstein Lima
georgemlima.blogspot.com
Questão para pensar:

As sociedades antigas
conheceram os direitos
fundamentais?
As sociedades antigas
conheceram os direitos
fundamentais?
As sociedades antigas
conheceram os direitos
fundamentais?
As sociedades antigas
conheceram os direitos
fundamentais?
Será que evoluímos tanto
assim?
Será que evoluímos tanto
assim?
Será que evoluímos tanto
assim?
Será que evoluímos tanto
assim?
Será que evoluímos tanto
assim?
O sentimento de revolta e indignação
diante de injustiça é tão antigo quanto à
própria sociedade.

Antígona, de Sófocles
Antígona, de Sófocles
Documentos históricos: os
embriões dos direitos
fundamentais
Código de Hammurabi (cerca de 1.800 a.C.)
Documentos históricos: os
embriões dos direitos
fundamentais
Código de Hammurabi (cerca de 1.800 a.C.)
PRÓLOGO _ "Quando o alto Anu, Rei de Anunaki e Bel, Senhor da
Terra d dos Céus, determinador dos destinos do mundo, entregou o
governo de toda humanidade a Marduk... quando foi pronunciado o
alto nome da Babilônia; quando ele a fez famosa no mundo e nela
estabeleceu um duradouro reino cujos alicerces tinham a firmeza do
céu e da terra - por esse tempo de Anu e Bel me chamaram, a mim,
Hamurabi, o excelso príncipe, o adorador dos deuses, para
implantar a justiça na terra, para destruir os maus e o mal, para
prevenir a opressão do fraco pelo forte... para iluminar o
mundo e propiciar o bem-estar do povo. Hamurabi,
governador escolhido por Bel, sou eu, eu o que trouxe a abundância
à terra; o que fez obra completa para Nippur e Durilu; o que deu
vida à cidade de Uruk; o que supriu água com abundância aos seus
habitantes;... o que tornou bela a cidade de Borsippa;... o que
enceleirou grãos para a poderosa Urash;... o que ajudou o povo em
tempo de necessidade; o que estabeleceu a segurança na
Documentos históricos: os
embriões dos direitos
fundamentais
Carta Magna de João Sem-Terra (1.215)
O Absolutismo
Séculos XV a XVIII
O Estado Absoluto
O Leviatã
O Estado Absoluto
Intolerância Religiosa
O Estado Absoluto
Repressão ao Pensamento
O Estado Absoluto
Repressão ao Pensamento
O Estado Absoluto
Repressão ao Pensamento

Copérnico
O Estado Absoluto
Repressão ao Pensamento

O Julgamento de Galileu
Galilei
O Iluminismo
Século XVIII
O Iluminismo

Jonh Locke
“Tratado Sobre o Rousseau
Montesquieu Governo Civil” “O Contrato
“O Espírito das (1.693) Social”
Leis” (1.762)
(1.748)
O Iluminismo

Jonh Locke
Jean-Jacques
“Tratado Sobre o Rousseau
Montesquieu Governo Civil”
“O Contrato
“O Espírito das (1.693) Social”
Leis”
(1.762)
(1.748)
O Iluminismo
Estado de Direito Legalidade
Democracia
Separação de

Jonh Locke
Jean-Jacques
“Tratado Sobre o Rousseau
Montesquieu Governo Civil”
“O Contrato
“O Espírito das (1.693) Social”
Leis”
(1.762)
(1.748) Limitação do poder
Sistema de freios e Direitos do homem
contrapesos
Evolução dos Direitos
Fundamentais
Teoria das Gerações dos Direitos Fundamentais

Karel Vasak se inspirou na bandeira


francesa para desenvolver a teoria das
gerações dos direitos. A liberdade é
representada pela cor azul; a igualdade,
pela branca; e a fraternidade, pela
As Revoluções Liberais

Revolução Francesa
(1789)
As Revoluções Liberais

Independência Norte-Americana
(1776)
Os Direitos Fundamentais e
as Revoluções Liberais
Os Federalistas Norte-Americanos –
1.787
Os Direitos Fundamentais e
as Revoluções Liberais
Os Federalistas Norte-Americanos –
1.787
Controle de
Constitucionalidade

Supremacia da
Constituição
“Judicial Review”
Constituição Rígida

Papel importante do “Marbury vs.


Judiciário no sistema Madison” - 1803
de freios e contra
pesos (“check and
balances”)
Os Direitos Fundamentais e
as Revoluções Liberais
Marbury versus Madison (1.803): A
Consolidação do Judicial Review

Madison
Marbury
Eu e o John
Marshall
Os Direitos Fundamentais e
as Revoluções Liberais

As
Declarações
de Direitos

Declaração Declaração de Direitos


Universal dos (EUA - Filadélfia - 1.791)
Direitos do Homem
e do Cidadão
(França - 1.789)
Os Direitos Fundamentais e
as Revoluções Liberais
Primeira
Geração
Liberdade

Propriedade

Igualdade Formal

Declaração Declaração de Direitos


Garantias
Universal dos (EUA - Filadélfia - 1.791)
Direitos do Homem
e do Cidadão
(França - 1.789)
As Declarações de Direito e o
Triunfo do Liberalismo
Adam Smith e “A Riqueza das Nações” (1776)
A Mão Invisível do Mercado
“laissez faire, laissez aller, laissez passer”
"deixai fazer, deixai ir, deixai passar".
A Igualdade “de Fachada”
“Os Homens nascem e permanecem livres
e iguais em direitos” (Declaração dos
Direitos do Homem e do Cidadão de 1789)

“A Lei será igual para todos” (art. 179, inc.


XIII, da Constituição da Política do Império
do Brazil, de 1824).

Porém, na realidade....
A Igualdade “de Fachada”

Escravidão
Quadro Navio Negreiro
A Igualdade “de Fachada”

Voto Censitário
Masculino
Os Direitos Fundamentais e a
Revolução Industrial

A Revolução
Industrial
(Século XIX)
A Revolução Industrial, o
Liberalismo Econômico e o
Capitalismo sem Ética

Charles Chaplin – “Tempos Modernos”


A Ameaça

Karl Marx e seu “Manifesto Comunista” (1848):


“trabalhadores do mundo todo, uni-vos!”
Rerum Novarum

Papa Pio XII e a Encíclica “Rerum Novarum” (1891)


A Ameaça

Revolução Russa (1917)


O Estado do Bem-Estar Social
(Welfare State)
Proteção aos
Direitos Sociais
Trabalhadores
(saúde, educação,

Maior Mais Funções


Intervencionismo Estatais
O Estado do Bem-Estar Social
(Welfare State)
A Segunda Geração de
Direitos

Proteção aos
Trabalhadores

Direitos Sociais
(saúde, educação,
aposentadoria,
assistência social)

Constituição Constituição Alemã de 1919


Mexicana de 1917 (Constituição de Weimar)
Welfare State nos EUA: o
“crack” na Bolsa de Nova
Iorque (1929)
A Grande Depressão

Fila de Desempregados
durante a Grande
Welfare State nos EUA: o
“crack” na Bolsa de Nova
Iorque (1929)
O New Deal

Sir John Maynard Keynes,


Boton de Campanha de idealizados do “New Deal”
Franklin Delano Roosevelt
Welfare State nos EUA: o
“crack” na Bolsa de Nova
Iorque (1929)
O New Deal

Aumento dos Gastos Públicos


Criação de Agências Reguladoras (Autarquias)
Investimento em Políticas Sociais (direitos sociais)
Intervenção do Estado na Economia
O Nazismo, a Crise dos Direitos
Fundamentais e os Direitos de
Terceira Geração
Terceira Geração dos Direitos

Direitos de Fraternidade:

- Direito ao desenvolvimento
- Direito à paz
- Direito ao meio ambiente
-Direito de propriedade sobre
o patrimônio comum da
humanidade
-Direito de comunicação.
Terceira Geração dos Direitos

ONU – Organização
das Nações Unidas
Novas gerações?
A constante evolução dos direitos
Novas Gerações dos Direitos

Globalização

Cibernética
Bioética
A Teoria das Gerações dos
Direitos

Críticas

* Uma geração não substitui a outra


(processo de complementação)
* Não há hierarquia entre as gerações
* Não há prioridade de
implementação
* Preferência pelo termo “dimensões”
A Teoria das Gerações dos
Direitos Humanos
Indivisibilidade dos Direitos
Fundamentais

É de suma importância tratar os direitos fundamentais


como valores indivisíveis, a fim de não se priorizarem
os direitos de liberdade em detrimento dos direitos
sociais ou vice-versa.
Na verdade, de nada adianta a liberdade sem que
sejam concedidas as condições materiais e espirituais
mínimas para a fruição desse direito. Não é possível,
portanto, falar em liberdade sem um mínimo de
A Indivisibilidade dos Direitos
Fundamentais