Você está na página 1de 15

IDADE MODERNA

Podemos considerar o Renascimento como um


dos marcos iniciais da Modernidade, ao
refletirmos o conjunto de mudanças vivenciadas
pela sociedade urbana da Europa Ocidental.
INTRODUÇÃO
• Retomada dos valores da cultura
grego-romana;
• Valorização do antropocentrismo;
• Racionalidade;
• Ideal humanista;
• Individualismo;
• Culto ao belo;
• Universalismo.
ITÁLIA:

O berço do
Renascimento
• Crescimento das cidades;
• Novas relações sociais;
• Comércio em ascensão;
• Surgimento da classe burguesa;
• Existência de diversas obras
clássicas na região;
• Investimento dos mecenas
(patrocinadores)
EXPANSÃO DO
RENASCIMENTO
• Guerras e invasões vividas pela Itália;
• Invasão francesa e espanhola;
• Grandes navegações;
• Desenvolvimento comercial nos países
do Atlântico;
• Crise econômica das cidades italianas
provocada pela perda do monopólio de
especiarias;
• Reforma Protestante e Contra
Reforma.
ARQUITETURA
Principais características
Ordens arquitetônicas

• Retorno à arquitetura grego-romana;


• Arcos de volta-perfeita;
• Simplicidade na construção;
• A pintura e a escultura se desprendem da
arquitetura;
• Construções de: palácios, igrejas, casas,
vilas, fortalezas, etc.;
• Principal arquiteto: Brunelleschi.
Brunelleschi

É um exemplo de artista
completo renascentista,
pois foi pintor, escultor e
arquiteto. Além de dominar
conhecimentos de
Matemática, Geometria e
de ser grande conhecedor
da poesia de Dante. Foi
como construtor, porém,
que realizou seus mais
importantes trabalhos,
entre eles a cúpula da
catedral de Florença e a
Capela Pazzi.
ESCULTURA
Principais Características

• Realismo humano;
• Proporção da
figura;
• Profundidade e
perspectiva;
• Estudo do corpo e
do caráter humano;
• Principal escultor:
Michelângelo.
PRINCIPAIS ESCULTORES
Michelângelo - dominou a escultura e o
desenho do corpo humano maravilhosamente
bem, pois tendo dissecado cadáveres por
muito tempo, assim como Leonardo da Vinci,
sabia exatamente a posição de cada músculo,
cada tendão, cada veia.
Donatello - foi o primeiro grande escultor
renascentista, fazendo uma distribuição de luz e
sombra. Masaccio é o principal pintor do século
XV, baseando sua arte na anatomia do corpo
humano.
Entre outros:
Dürer Hans Holbein

Bosch Bruegel
PINTURA
Principais características
• Perspectiva segundo • Início do uso da tela e
os princípios da da tinta a óleo;
matemática e da • Estilo pessoal;
geografia; • Ideal de liberdade;
• Volume dos corpos; • Individualismo;
• Realismo;
PRINCIPAIS PINTORES
Leonardo da Vinci Ele dominou com
sabedoria um jogo
expressivo de luz e
sombra, gerador de uma
atmosfera que parte da
realidade, mas estimula a
imaginação do
observador. Foi possuidor
de um espírito versátil
que o tornou capaz de
pesquisar e realizar
trabalhos em diversos
campos do conhecimento
humano.
Obras destacadas: A
Virgem dos Rochedos e
Monalisa
PRINCIPAIS PINTORES
Michelângelo
Michelângelo
Entre 1508 e 1512
trabalhou na pintura do
teto da Capela Sistina, no
Vaticano. Para essa capela,
concebeu e realizou grande
número de cenas do
Antigo Testamento. Dentre
tantas que expressam a
genialidade do artista, uma
particularmente
representativa é a criação
do homem.
Obras destacadas: Teto da
Capela Sistina e a Sagrada
Família.
Botticelli
Os temas de seus quadros foram escolhidos segundo a
possibilidade que lhe proporcionavam de expressar seu
ideal de beleza. Para ele, a beleza estava associada ao
ideal cristão. Por isso, as figuras humanas de seus quadros
são belas porque manifestam a graça divina, e, ao mesmo
tempo, melancólicas porque supõem que perderam esse
dom de Deus.
Obras destacadas: A Primavera e O Nascimento de Vênus.
Rafael
Suas obras
comunicam ao
observador um
sentimento de ordem
e segurança, pois os
elementos que
compõem seus
quadros são dispostos
em espaços amplo,
claros e de acordo
com uma simetria
equilibrada. Foi
considerado grande
pintor de “Madonas”.