Você está na página 1de 41

FORMAÇÃO DE CIENTISTAS

Ciclo virtuoso da ciência

A ENFERMAGEM CIENTÍFICA

MSc. Magda Dantas E-mail magda@ufba.br

Preocupação comum nas profissões modernas, mormente em razão da busca da cientificidade como estatuto e fronteira de acesso a conhecimentos avançados.

A idéia prevalente visa estabelecer compasso entre atividades profissionais e progresso científico.

A enfermagem não escapa da preocupação. O saber profissional sofre pressões para manter-se pedagogicamente de nível elevado,

Ciência é...

InIniici

ciaçaçããoo CCiienenttífífiicaca

“Conhecimento certo do real pelas suas causas”;

“Conhecimento sistemático dos fenômenos da

natureza e das leis que os regem, obtido através

da investigação, pelo raciocínio e pela

Na enfermagem, a maior dificuldade dos pesquisadores talvez seja decidir, objetivamente, quais os métodos aplicáveis e as teorias que merecem maior peso.

Dificuldades metodológicas tornam

Na enfermagem, a maior dificuldade dos pesquisadores talvez seja decidir, objetivamente, quais os métodos aplicáveis e

EVOLUÇÃO

NOVOS

PARADIGMAS

Na enfermagem, a maior dificuldade dos pesquisadores talvez seja decidir, objetivamente, quais os métodos aplicáveis e

Características da Ciências

• Conhecimento pelas causas; • Profundidades e generalidades de suas conclusões; • Finalidade teórica e prática; • Objetos: formais e factuais; • Método e controle; • Exatidão; • Aspecto social.

Competências para a Pesquisa

Atitudes do Pesquisador:

• Paciência; • Autonomia intelectual; • Criatividade; • Espírito crítico e empreendedor; • Raciocínio lógico; • Persistência; • Consciência e responsabilidade ética, social e política; • Coragem para enfrentar desafios e romper paradigmas; • Humildade; • Habilidade escrita

Pesquisar é ...

Realizar revisão bibliográfica séria e exaustiva; • Um processo de aquisição de conhecimento; • Um exercício e trabalho com hipóteses; • Um trabalho cultural; • Buscar divergências,

Pesquisar é ...

• Procurar respostas para inquietações ou problemas; • É uma atividade básica das ciências na sua indagação e descoberta da realidade. É uma atitude e uma prática de

O que é Pesquisa Científica?

• “Pesquisa científica é a realização concreta de uma investigação planejada, desenvolvida e redigida de acordo com as normas da metodologia consagradas pela ciência.” (Ruiz, 1991);

• “A pesquisa é uma atividade voltada para a

solução de problemas, através do

O que é Pesquisa Científica?

O traço mais saliente da ciência é o controle prático da natureza (7) . Entenda-se "natureza" como "o objeto específico da ciência".

O objeto da experiência, em um dado projeto de pesquisa, o que circunscreve a busca de respostas para um problema, é designado

"objeto de estudo" - um aspecto da t

N

i

O que é Pesquisa Científica?

Teórica e experimentalmente, a ciência ressalta-se no segundo traço enquanto concebida como sistemática objetiva e ocasião para a "pesquisa básica" - a que pode determinar leis com a matematização dos resultados.

Na concepção de cientistas da objetividade, instruções e medidas asseguram a confiabilidade da experiência, afastando inadequações e erros na pesquisa, que retardam verdadeiras descobertas.

Ciências pautadas pela Física visam preservar os fenômenos, em sua

inte

ra

ão à nat

reza

a resentando

A CIÊNCIA E A ENFERMAGEM

Sabemos que a enfermagem moderna pauta-se por princípios fundamentais e proposições explicativas de Florence Nightingale (9-10) .

“Em sua gênese e desenvolvimento, a enfermagem é consistente com a arte de cuidar específica de uma prática científica, que corresponde a uma verdadeira reforma sanitária e, por isso, reconhecida de alta relevância" (11) .

A trajetória histórico-evolutiva e o progresso profissional, como sucedido na expansão paradigmática em todas as partes do mundo, estão socialmente reconhecidos.

Se a enfermagem não culminou como ciência, em

si e

or si

é

ue "a ciência não nasce toda

FINALMENTE ... • Somos um processo; • Uma evolução; • Uma síntese; • Somos inacabados; •

FINALMENTE ...

Somos um processo; Uma evolução; Uma síntese; Somos inacabados; Um conjunto de possíveis.

FINALMENTE ... • Somos um processo; • Uma evolução; • Uma síntese; • Somos inacabados; •

O que é Metodologia Científica?

É um conjunto de abordagens, técnicas e processos utilizados pela ciência para formular e resolver problemas de aquisição objetiva do conhecimento,de uma maneira sistemática.

A enfermagem no seu caminhar evolutivo teve sempre no cenário prático uma interligação com o cuidar /cuidando e sendo esse sempre o pano de fundo de suas inquietações.

O saber científico da enfermagem está pautado em outras ciências, por isso nas ultimas décadas, a busca pelo saber próprio da enfermagem foi uma meta a alcançar;

A interface cuidar, ensinar, pesquisar e gerenciar em

Assistir –Cuidar em enfermagem

Cuidar em enfermagem é planejar e realizar intervenções para melhorar as respostas das pessoas aos problemas de saúde e aos processos de vida. Requer a identificação de respostas funcionais e disfuncionais, a

Cuidar em enfermagem

Respostas das pessoas aos problemas de saúde e aos processos de vida referem-se às esferas fisiológicas, emocionais, sociais, cognitivas, comportamentais e espirituais. Funcional refere-se a respostas mais ajustadas, mais adaptadas, em todos os âmbitos da pessoa (físico, emocional, social e espiritual).

Intervenção de enfermagem é uma conduta de natureza variada(educacional, fisiológica, dietética, comportamental, farmacológica, ambiental etc), de responsabilidade da enfermeira ou compartilhada com outros profissionais para promover respostas funcionais e para prevenir e/ou melhorar as disfuncionais.

Intervenção de Enfermagem

Respostas das pessoas

Classificar respostas –exige modelos

•sinais e sintomas

da fisiologia e patologia?

Intervenção de Enfermagem

Definir intervenções exige modelos

•delimitação de papéis enfermeiro maior especificação – entre os enfermeiros e outros profissionais maior “borramento”–entre os enfermeiros e outros profissionais

•analisar as evidências –leitura

Intervenção de Enferma em

Estabelecer resultados esperados por intervenção

•Compromisso com o cliente, com a instituição e sociedade

•Maior visibilidade e poder (social, econômico)

•Exige pesquisa

Pesquisa Clínica pesquisa centrada no paciente

Nasce no cenário clínico -orientar decisões sobre o cuidado

Testa diversas intervenções como apoio emocional, educação, procedimentos cirúrgicos, meios físicos e fármacos.

Não se destina somente a testar novas drogas e nem é só aquela paga pela indústria farmacêutica.

Envolve diferentes desenhos de estudos:

transversais, ensaio clínico, coorte, caso-

“Fases”do conhecimento

(Burns, Grove 2005)

Descrever

“Fases”do conhecimento (Burns, Grove 2005) • Descrever • Explicar • Prever Controlar

Explicar

“Fases”do conhecimento (Burns, Grove 2005) • Descrever • Explicar • Prever Controlar

Prever Controlar

“Fases”do conhecimento (Burns, Grove 2005) • Descrever • Explicar • Prever Controlar

Questões da pesquisa clínica

Tópico Questão :

Anormalidade : A condição é normal ou anormal?

Diagnóstico: Qual a precisão dos testes para diagnosticar a

condição?

Questões da pesquisa clínica Tópico Questão : Anormalidade : A condição é normal ou anormal? Diagnóstico:
Questões da pesquisa clínica Tópico Questão : Anormalidade : A condição é normal ou anormal? Diagnóstico:

Freqüência: Com que freqüência a condição ocorre?

Risco: Quais os fatores associados a um risco maior da condição?

Prognóstico: Quais as conseqüências de se ter a condição?

Tratamento: Como o tratamento altera o curso da condição?

Prevenção: A intervenção impede o surgimento da condição?

A intervenção modifica a evolução da condição?

Causa: O que leva à condição?

Quais as origens da condição?

Desfechos da pesquisa clínica

Desfechos:

morte desfecho ruim, se for antes do tempo

doença sinais físicos, anormalidades laboratoriais como o paciente vivencia a doença

desconforto dor, náusea, dispnéia, prurido e zumbido ...

funcionalidade capacidade de desempenhar as atividades domésticas, laborais, de lazer, sociais e funcionalidade psíquica

Formação em pesquisa

Básica Avançada

Formação em pesquisa • Básica Avançada Noções Graduaçã desenhar estudos o coordenar estudos Intermediária Obter pesquisa

Noções

Graduaçã

desenhar estudos

o

coordenar estudos

Intermediária

Intermediária Obter pesquisa sob orientação financiamento doutores iniciação científica especialização mestrado

Obter

pesquisa sob orientação

financiamento

pesquisa sob orientação financiamento doutores iniciação científica especialização

doutores

iniciação científica

especialização

mestrado

Formação em pesquisa • Básica Avançada Noções Graduaçã desenhar estudos o coordenar estudos Intermediária Obter pesquisa

consumo critico

A pesquisa e a clínica

Temos investido o suficiente na formação em pesquisa dos enfermeiros?

•Banalizamos a pesquisa em enfermagem?

A pesquisa e a clínica • Temos investido o suficiente na formação em pesquisa dos enfermeiros?

•Os estudos têm o rigor metodológico ?

á i

Pesquisar –para subsidiar o cuidar

Pergunta de pesquisa:

Doentes recebendo o tratamento para sua doença em particular, apresentam prejuízos, idiossincrasias medicamentosas na função cognitiva ou outras,diferentes de outros medicamentos usados para o mesmo fim?

Pesquisar –para subsidiar o cuidar Pergunta de pesquisa: • Doentes recebendo o tratamento para sua doença

Pesquisar –para subsidiar o cuidar

Pergunta de pesquisa:

Qual o efeito da intervenção do Treinamento, Avaliação e Registro Sistematizado no controle da dor no pós- operatório de cirurgia cardíaca sobre a intensidade da dor, o consumo suplementar de morfina, o tratamento de náusea, vômito, prurido,

Formação Academica para o cuidar

Generalista em enfermagem

Cuidar de pessoas (nas diferentes fases do ciclo vital) com problemas de saúde (reais e potenciais) mais prevalentes em determinada região e período, nos diversos cenários de assistência (domicílio, UBS, hospital etc.);

Identificar com acurácia situações que requerem cuidado de especialistas e os recursos para obtê-lo;

ê

ã

l

i

é

Formação para o cuidar

Especialista

Alguém largamente reconhecido como fonte confiável de habilidades (técnicas e cognitivas) para julgar e decidir corretamente, justificadamente.

Aquele que é considerado autoridade por seus pares ou pelo público.

Aquele com grande conhecimento e habilidade em uma dada área de saber. Especialistas são chamados para aconselhar, na sua área de conhecimento.

É aquele que tem um conhecimento especial (adquirido por treinamento, educação, publicação, experiência)

i

i

à

é

i

Formação para o cuidar

BASICA

INTERMEDIÁRIA

Formação para o cuidar INTERMEDIÁRIA • Prevenção e detecção Tratamento • Controle de sintoma • Cuidados

AVANÇADA

Formação para o cuidar INTERMEDIÁRIA • Prevenção e detecção Tratamento • Controle de sintoma • Cuidados

Prevenção e detecção Tratamento Controle de sintoma Cuidados “suportivos”e paliativos

Bases para o cuidar e o

Cuidado humanizado como valor da disciplina e da profissão

Reconhece o ser humano, na sua singularidade, como um ser com valor inerente e insubstituível, com necessidades biológicas, emocionais, sociais e espirituais;

É orientado para o atendimento das necessidades da pessoa, numa relação inter-humana, em ambiente de empatia e afeto;

P

lib

d

d

d

ã

t

t

Bases para o cuidar e es uisar

Prática baseada em evidência como integradora entre teoria e prática

As decisões clínicas e gerenciais são fundamentadas nas melhores evidências disponíveis;

Integra as preferências das pessoas às melhores evidências;

Requer a elaboração de perguntas bem definidas, a aplicação de estratégias adequadas para busca da literatura e

Bases para o cuidar e es uisar

Prática clínica avançada como meta a

médio e longo prazo

Requer formação e aprimoramento para além dos limites do Bacharelado;

Atitudes favoráveis à busca de competências para a prática clínica avançada;

Envolve habilidades de pensamento crítico, habilidades para tomada de decisões complexas, conhecimentos e habilidades psicomotoras necessárias para prática competente e segura em

Bases para o cuidar e

Raciocínio clínico como habilidade fundamental da enfermeira

Refere-se à habilidade de integrar dados obtidos nas interações com os pacientes a conhecimentos teóricos pertinentes para fazer julgamentos clínicos apropriados sobre diagnósticos, intervenções e resultados de enfermagem;

Reconhece o raciocínio clínico como habilidade fundamental a ser desenvolvida;

l

i

id

d

d

d

i

õ

Bases para o cuidar e es uisar

Processo de enfermagem, classificações e raciocínio clínico como elementos inter- relacionados na prática clínica e gerencial

Reconhece o processo de enfermagem como guia para sistematizar o cuidado e o uso de classificações de enfermagem e de outras classificações de saúde como auxiliares para a meta cognição no campo da prática clínica e gerencial.

Reconhece que o uso de classificações de enfermagem permite recuperar dados sobre

Bases para o cuidar e

Os conceitos e teorias de enfermagem como fundamentos da profissão

Reconhece que as teorias, modelos conceituais e construtos teóricos de enfermagem são elementos constitutivos da disciplina que fundamenta a profissão do enfermeiro;

Valoriza a reflexão contínua sobre os conceitos de pessoa,

Bases para o cuidar e a

Perfil de morbi- mortalidade como diretriz para a seleção e priorização de conteúdos de pesquisa;

Assume as prevalências mais altas de morbidade e mortalidade na região, bem como as tendências demográficas no País, como referência para a escolha e

Bases para o cuidar, ensinar e pesquisar

A ENFERMEIRA ( O ) deve:

Valorizar o desenvolvimento de competência para desencadear experiências de aprendizagem que conduzem a comportamentos de prevenção de doenças, de promoção da saúde e a melhor qualidade de vida de pessoas e grupos sociais.

Implementar pesquisas e ações que se pautam no desenvolvimento de potencialidades e capacidades das pessoas e grupos sociais para a adoção

PESQUISAR PARA AVANÇAR

Na consolidação da ciência da enfermagem, do enfermeira (o ) como clínico;

Na consolidação do enfermeiro ( a ) como pesquisador

Na consolidação do ensino de enfermagem no refinamento do cuidado ao doente Não é burocracia Não é a manutenção da mesmice. Resultados clínicos -indicador de sucesso políticas de aperfeiçoamento e valorização políticas de responsabilização e premiação

Associações e entidades de

ORGANIZAR PARA AVANÇAR

CUIDADOS ENFERMEIRO CLÍNICO

Associações e entidades de ORGANIZAR PARA AVANÇAR CUIDADOS ENFERMEIRO CLÍNICO INTEGRAR PARA AVANÇAR ENSINO PROFESSOR ACADEMICO

INTEGRAR PARA AVANÇAR

ENSINO PROFESSOR

ACADEMICO FORMAÇÃO

PESQUISA PESQUISADOR

CLIENTE E SOCIEDADE

Associações e entidades de ORGANIZAR PARA AVANÇAR CUIDADOS ENFERMEIRO CLÍNICO INTEGRAR PARA AVANÇAR ENSINO PROFESSOR ACADEMICO

Definição de carreira papéis e remuneração

OBRIGADA

ESTUDEM E ATÉ 3° FEIRA

FI