Você está na página 1de 25

SISTEMA DA QUALIDADE

NBR ISO/IEC 17025

ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO DE


SISTEMA DE GESTÃO PELA QUALIDADE

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

DIAGNÓSTICO DA SITUAÇÃO ATUAL

SENSIBILIZAÇÃO PARA QUALIDADE

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

ESTRUTURA FÍSICA E MATERIAL

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

• Diagnóstico da situação atual


1.1 Check list de verificação quanto ao cumprimento dos
requisitos da NBR ISO/IEC 17.025;
1.2 Relatório com constatações gerais e específicas.

QUAL O NOSSO ESTÁGIO


ATUAL EM RELAÇÃO AOS
REQUISITOS DA NORMA ?

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

2. Sensibilização para a Qualidade


2.1 Curso para explicar o que é qualidade e sistema de
gestão pela qualidade para todos os colaboradores;
2.2 Curso para tratar dos aspectos comportamentais que
interferem na implantação do SGQ e para criar
mecanismos de motivação da equipe.
2.3 Utilizar profissionais especializados
para realizar os treinamentos;
2.4 Identificar e gerenciar as pessoas
resistentes às mudanças.

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

3. Estrutura organizacional
3.1 Definir ou revisar o organograma da Instituição.
3.2 Verificar o conteúdo do regimento interno, não
havendo, o mesmo deve ser elaborado.
3.3 Designar o Gerente da Qualidade e profissional para
digitação de documentos.
3.4 Designar os membros da Comissão da Qualidade e
seus comitês.
3.5 Designar os responsáveis por setores que farão parte
do escopo do SGQ. Diretoria

Gerência Gerência Gerência

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

4. Estrutura física e material


4.1 Definir espaço físico para a gerência da qualidade e
para a equipe de implantação do SGQ;
4.2 Ter sala de reunião para as atividades da Comissão e
comitês da qualidade;
4.3 Ter computador, impressora, projetor multimidia para
treinamentos;
4.4 Ter local para treinamento (próprio ou terceirizado);
4.5 Armários para arquivo de documentos do SGQ;
4.6 Ter software para gestão de documentos (se
possível);
4.7 Pastas para organização dos manuais do SGQ.
Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

PLANEJAMENTO

APRENDIZADO DA NBR ISO/IEC 17.025 E


DA NIT-DICLA-083

POLÍTICA E OBJETIVOS DA QUALIDADE

MANUAL DA QUALIDADE

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

5. Planejamento do SGQ
5.1 Elaborar o plano de ação para implantação do SGQ;
5.2 Negociar o plano de ação com os profissionais
envolvidos;
5.3 Integrar o plano de ação do SGQ ao Sistema de
Planejamento Estratégico e Operacional da Instituição;
5.4 Elaborar o orçamento do plano de ação e captar os
recursos necessários.

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

6. Interpretação da NBR ISO/IEC 17.025


6.1 Curso para interpretação das normas;
6.2 Reuniões da comissão para debater as política da
Instituição em relação a cada requisito da norma.
6.3 Troca de informações e experiências com outras
instituições, com consultores ou com instrutores.

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

7. Elaboração da Política e Objetivos da


qualidade
7.1 Realizar reuniões com a alta administração para traçar
os compromissos institucionais em relação ao SGQ e
elaborar declaração assinada pelo diretor confirmando
sua intenção em cumprí-los.
7.2 Definir objetivos mensuráveis quanto a:
- satisfação dos clientes;
- qualidade dos resultados;
- redução de reclamações;
- economia de recursos.

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

NORMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS

PLANOS DA QUALIDADE - PROCESSOS

LISTA MESTRA DE DOCUMENTOS

NORMAS

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

8. Elaboração da norma para controle de


documentos
8.1 Responsabilidade de elaboração é da gerência da
qualidade;
8.2 Utilizar “benchmarking”;
8.3 Elaborar modelos padrão para normas, rotinas e POP’s;
8.4 Preocupar-se com os aspectos estéticos e com a
linguagem utilizada nos documentos – a gerência da
qualidade precisa exercer o papel de “professor”;
8.5 Identificar as pessoas que têm competência para
escrever e as que têm dificuldades e precisam de apoio
para transformar seu conhecimento prático em um
POP.
Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

9. Mapeamento dos processos técnicos e


administrativos da Instituição
9.1 Reunir-se com os responsáveis por setores e detalhar
os processos de trabalho e suas principais etapas;
9.2 Identificar as variáveis controladas em cada etapa do
processo;
9.3 Definir os profissionais que executam as etapas do
processo;
9.4 Identificar os documentos do SGQ que precisam ser
elaborados para detalhar cada etapa do processo,
estabelecendo suas denominações no Sistema.
9.5 Elaborar os planos da qualidade.

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

10. Elaboração da Lista Mestra de Documentos


do SGQ
10.1 Compilar todos os documentos do SGQ numa lista geral
identificando:
- código do documento;
- nome do documento;
- setor;
- quantidade de normas, rotinas e procedimentos por setor.
10.2 Elaborar cronograma de elaboração de documentos com:
- responsáveis;
- prazos.
Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ
PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS PADRÃO - POP

CÓDIGO SETOR NOME DO DOCUMENTO

1.123-POP-011 Físico-química Álimentos POP da Reação Química para Pesquisa de Formol

1.123-POP-012 Físico-química Álimentos POP da Reação Química para Pesquisa de Cloro e Hipoclorito

1.123-POP-013 Físico-química Álimentos POP da Reação Química para Pesquisa de Cloretos

1.123-POP-014 Físico-química Álimentos POP da Reação Química de Neutralizante de Acidez

1.123-POP-015 Físico-química Álimentos POP para Determinação do Teor de Iodo no Sal pelo Método de
Titulometria

1.123-POP-016 Físico-química Álimentos POP para Determinação de sólido não Gorduroso no Leite pelo
Cálculo da Legislação

1.123-POP-017 Físico-química Álimentos POP para Densitometria

1.123-POP-018 Físico-química Álimentos POP de Crioscopia pelo Método de Diferença de Temperatura

1.123-POP-019 Físico-química Álimentos POP para Extrato Seco Total pelo Método do Disco de
Ackerman

1.124-POP-001 Físico-química Saneantes POP para Determinação do Teor de Cloro Livre

1.124-POP-002 Físico-química Saneantes POP para Determinação do Teor de Fosfato Total como
Pentóxido de Fósforo

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

11. Elaboração de normas gerais


11.1 Elaborar as normas relativas à gerência da qualidade:
- tratamento de não-conformidades;
- ações preventivas e corretivas;
- auditoria internas;
- análise crítica do SGQ etc.
11.2 Elaborar as normas da Administração:
- Aquisição;
- Manutenção e Calibração;
- Treinamento etc.

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

11. Elaboração de normas gerais


11.3 Elaborar as normas técnicas:
- controle de qualidade;
- acondicionamento, transporte, manuseio, armazenamento
e descarte de amostras;
- inspeção e controle de resultados.

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

PROCEDIMENTOS E ROTINAS

FORMAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS

AUDITORIA INTERNA

SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO SGQ

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

12. Elaboração de procedimentos e rotinas


12.1 Devem ser elaborados por quem faz a técnica/atividade;
12.2 Devem refletir a realidade;
12.3 Buscar a melhor forma de fazer para escrever no POP;
12.4 Ser didático, visando a compreensão do treinando;
12.5 Estabelecer prazos para sua elaboração;
12.6 Divisão equilibrada da elaboração dos documentos entre
a equipe;
12.7 Apoio permanente da gerência da qualidade.

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

13. Sistema de Avaliação do SGQ


13.1 Definir calendário de reuniões ordinárias para Comissão e
comitês;
13.2 Definir relatórios com os indicadores de desempenho:
- indicadores de qualidade;
- indicadores econômico-financeiros;
- indicadores de pessoal;
- indicadores de compras e controle de estoque;
- indicadores técnicos.
13.3 Integração entre objetivos planejados e alcançados.

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ROTEIRO PARA IMPLANTAÇÃO SGQ

SOLICITAÇÃO DE AUDITORIA DE HABILITAÇÃO

AUDITORIA EXTERNA

HABILITAÇÃO

MELHORIA CONTÍNUA

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ELEMENTOS PARA O SUCESSO

Alta Administração precisa conhecer as normas


da qualidade e participar do planejamento do
S.G.Q.

Fundamental o apoio da Alta Administração

Divulgar os objetivos e benefícios da


implantação do S.Q.

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ELEMENTOS PARA O SUCESSO

Participação EFETIVA dos colaboradores.

Implantação de mecanismos para


acompanhamento e avaliação dos resultados
do S.G.Q.

Propósito da buscar a melhoria contínua do


sistema.

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
ELEMENTOS PARA O SUCESSO

O desenvolvimento de uma instituição depende


de como ela percebe e trata o seu time de
pessoas. Apenas as instituições abertas e
criativas, que conquistaram a confiança de seus
colaboradores, sobreviverá
9002 em um mundo
competitivo.

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária
VOCÊ É O PRINCIPAL AGENTE DO
SISTEMA DA QUALIDADE.

O SUCESSO DO SISTEMA DEPENDE DE


VOCÊ.
9002

SEJA UM AGENTE ATIVO NO SISTEMA

Agência Nacional
de Vigilância Sanitária