Você está na página 1de 49

Filo: Artropoda

Classe: Insecta
Ordem: Diptera
Sub-ordem: Nematocera
Famílias :
CULICIDAE
CERATOPOGONIDAE
PSYCHODIDAE
SIMULIDAE
ORDEM DIPTERA
MORFOLOGIA GERAL

Apresenta 1 par de asas


inserido no 2o segmento torácico
Cabeça articulada bem distinta do tórax, com
1 par de antenas, 1 par de olhos compostos,
1 a 3 ocelos e o aparelho bucal.
As antenas possuem 3 segmentos: escalpo, pedicelo e flagelo
(esse pode ter de 1 a 16 segmentos, pluriarticulado ou não.
Essas características definem a subordem.
No caso das moscas não se vê escalpo nem pedicelo,
mas sim o flagelo, que é pendurado e há uma cerda,
um apêndice chamado arista. Essa pode ser simples ou nua,
bipectinada, pectinada dorsalmente e pectinada ventralmente.
Na subordem nematocera as antenas têm cerdas.
Fêmeas apresentam poucas cerdas
e machos apresentam muitas cerdas.
Os olhos compostos são grandes,
ocupam quase toda a cabeça e
são constituidos por céls denominadas Omatídeos.
Na subordem ciclorrapha,
fêmeas são dicópticos(olhos separados)
e machos holópticos (olhos juntos).
Ocelos entre os olhos compostos
aparelho bucal picador (hematófagos) ou lambedor (moscas).
Apresenta 1 par de mandíbulas cortante,
1 par de maxilas para triturar, 1 lábio,
1 labro e hipofaringe. As maxilas podem apresentar
palpos maxilares(não confundir
com antenas que está entre os olhos)
As labelas nos lambedores são muito desenvolvidas
e apresentam
canalículos (tipo esponjinha)
e nos sugadores são pouco desenvolvidos
e apresentam dentículos.
A exceção é que na mutuca (sugador)
as labelas são grandes e têm dentículos.
O protórax não é muito desenvolvido mas o mesotórax é.
O par de asas é inserido no mesotórax.
No metatórax aparece o balancim ou halter e também
uma estrutura membranosa chamada calíptera
e as duas estruturas são auxiliares das asas,
dando equilíbrio ao vôo.
Todos holometabólicos (apresentam ecdises - mudas)
Morfologia
Asa
Costal Subcostal R1
R2+R3
R4+R5

M1+M2
Aparelho bucal do tipo lambedor
Muscidae
Arista
Antenas
Aparelho
bucal
do tipo
lambedor
Haematobia irritans (Cabeça)

Palpos e Probóscida
do mesmo tamanho
Stomoxys calcitrans
Aparelho bucal do
tipo picador sugador
Stomoxys (Frontal)
Filo: Artropoda
Classe: Insecta
Ordem: Díptera
Sub-ordem: Nematocera
Família : CULICIDAE
SUBORDEM NEMATOCERA

FAMÍLIA CULICIDAE

flagelos de 15 a 16 segmentos
palpos com 4 segmentos visíveis
asas e corpo recobertos por escamas
patas longas
Anopheles, Culex e Aedes
são mosquitos transmissores de
doenças e que causam irritação e reações alérgicas.
Anopheles Culex Aedes

hábito crepuscular noturno diurno


transmite Malária helmintoses Dengue
(dirofilario Febre
se) Amarela
àguas limpas e poluída limpa
mansas
Ciclo biológico:
ovo - larva1 - larva2 - larva3 - larva4 - pupa (aquática) – adulto

*na fase de adulto ele é bastante vulnerável pois acaba de sair do


pupário e sua quitina não endureceu.
Quando isso ocorre ele sai e procura os abrigos e no
horário característico começa a cópula.

O Culex é um mosquito que faz dança nupcial,


onde os machos formam uma nuvem a espera da 1a fêmea.
São todos holometabólicos e
fazem a ovoposição dentro d’agua.
Apenas as fêmeas são hematófagas.
•O macho se alimenta de
néctar e outros açúcares naturais.
A fêmea ovipõe no mesmo tipo de criadouro
que ela nasceu.

Tipos de Criadouros:
I ) Permanentes:
1. Naturais: lago, riacho.
2. Artificiais: caixas de água, garrafas, cascas de ovo, pneus.
II ) Temporário: poças
Ciclo de Nematocera
Subfamília Anophelinae Subfamília Culicinae
Ovo Jangada de Ovo

Sifão respiratório
Diferenças
Larva
entre
Anophelinae Larva

e Culicinae
Pupa Pupa

Adulto em Adulto em
Repouso Repouso
Estágio de
desenvolvimento
de Mosquitos
Culex
Culex sp - Antena do macho
Aedes aegypti
Anopheles sp (Fêmea)
Anopheles
Anopheles sp
Anopheles sp
Anopheles aquasalis Anopheles
Maláriadarlingi
Anopheles sp (Larva)

Cabeça

Abdomem Tórax
Anopheles sp ( pupa)
Filo: Artropoda
Classe: Insecta
Ordem: Díptera
Sub-ordem: Nematocera
Famílias :
PSYCHODIDAE
Fêmeas hematófagas
O mosquito palha é transmissor do
agente causal da leishmaniose
(ex. Lutzomia longipalpis transmite
a leishmaniose visceral)
Asa com formato lanceolar e
com nervuras longitudinais e paralelas
4 estágios larvais e com
fase de pupa no mesmo local
cerdas longas pelo corpo
pouca capacidade de vôo
Hábitos diurnos (manhã e/ou tarde), preferindo locais
sombreados e ricos em matéria
orgânica para fazer postura como tocas de animais.
Família Psychodidae -
Lutzomia sp
Lutzomia
Família
Psychodidae
Phlebotomus
Filo: Artropoda
Classe: Insecta
Ordem: Díptera
Sub-ordem: Nematocera
Famílias :
CERATOPOGONIDAE
Mosquito pólvora (principal gênero: Culicoides)
picada semelhante a de um fósforo aceso no braço
causa dermatite em equinos, com perda de pele
Realizam a postura em pedras, pedaços de pau...
> 6 estágios larvais, só fêmeas são hematófagas.
hábitos diurnos, bem pequeno
Vivem nos mangues e terrenos pantanosos,
pois se desenvolvem em certo grau de salinidade.
Com pigmentos nas asas que
se distribuem de maneira variada (asa enfuscada)
os 1os segmentos antenais parecem bolas
Culicoides sp
Família
Ceratopogonidae
Culicoides

Antenas
em forma
de rosário
Filo: Artropoda
Classe: Insecta
Ordem: Díptera
Sub-ordem: Nematocera
Famílias :
SIMULIDAE
mosquito borrachudo (principal gênero: Simulium)
habitam àreas de cachoeiras e rios,
pois só se desenvolvem em àguas correntes
hábitos diurnos, picadas
não dolorosas, atacam em bandos.
larvas e pupas ficam abaixo do nível das àguas e as larvas
apresentam ventosa posterior (para fixação),
escova oral (para captar nutrientes rapidamente),
pseudópodos (por isso é chamada de semi-fixa)
e gls salivares que produz um fio pegajoso do qual
são tecidas as pupas. As pupas são em forma de
cones com filamentos traqueais (para absorção de O2).
O adulto apresenta asa com nervuras em apenas uma parte
dela e a antena parece um chifre e
tem segmentos de flagelos achatados.
Transmitem doenças de filarideos (elefantíase, onchocercose).
Transmite também o Leucocytozoon em aves.
Simulium sp alimentando-se
Simulium sp
Simulium sp
Simuliidae
Simulium sp (Larva)
Ciclo do Simulium
Simulium
Habitat ideal para Simulium sp