Você está na página 1de 8

Mercado Brasileiro de Caf

Hellen Caroline Juliana Matias

CONSUMO PER CAPITA DE CAF NOS PASES IMPORTADORES E EXPORTADORES 2010

Fonte: OIC

Ranking Dos Maiores Produtores De Caf:


3,000 2,500 2,000 1,500 1,000 500 0
Toneladas Produzidas

10

Cte dIvoire

Guatemala

Indonsia

Honduras

Colmbia

Vietn

ndia

Etipia

Brasil

Mxico

Mercado de Exportaes Brasileiras de Caf

Consumo Brasileiro

Tipos
Caf tradicional So os mais comuns. Podem ser formados por diferentes espcies de gro, a torra geralmente mais escura, e o gosto no muito adocicado. O equilbrio (doura e amargura) varivel. Caf superior Apresenta certa flexibilidade no "blend" (mistura de gros), podendo ter at 20% da variedade de gro robista, mais utilizada em cafs solveis. A torra no muito escura, e o sabor suave, porm mais amargo que o do gourmet. Gourmet (ou especial) produzido com 100% de gros do tipo arbica, considerado o mais nobre dos cafs. Produz uma bebida normalmente mais doce, chegando muitas vezes a dispensar o uso de acar. O aroma e o sabor podem lembrar cereais torrados, flores, frutas ou achocolatados. So encontrados geralmente em embalagens valvuladas, com mecanismo interno que impede a sada dos gases do caf e a entrada de ar. A torra varia de moderadamente clara a moderadamente escura. Caf aromatizado Contm aromatizante de amndoa, chocolate com trufas, creme irlands, menta, canela, damasco, entre outros. Caf funcional Fazem parte desse grupo os descafeinados, com baixo teor de cafena, e os orgnicos, produzidos sem uso de agrotxicos e sem prejudicar o ambiente. Caf inovador Levam esse ttulo os cafs do tipo cappuccino, "mocaccino" (caf quente, com espuma de leite e um bombom de chocolate sem recheio ou tablete de chocolate meio amargo), gelado, entre outros.

Expectativas e metas do mercado Brasileiro para 2013


Metas Meta da ABIC para o consumo interno de atingir 21 milhes de sacas por ano. Expectativas Para 2013, a ABIC projeta um crescimento entre 2,5% e 3,0% em volume, o que elevaria o consumo interno anual para 20,9 milhes de sacas. O crescimento deve ser impulsionado pelas expectativas de retomada do vigor da economia brasileira, pelo crescimento do poder de compra especialmente das classes B,C e D, com destaque para o aumento da renda e do consumo no Nordeste e no Centro Oeste.

Hellen Caroline Ramalho Barreto hellen_ramalho@hotmail.com Juliana Alves Matias julianamatias43@hotmail.com