Formação Básica do Guarda Municipal

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO 1

Condutas Antissociais e Situações de Risco

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

2

Nesta disciplina, estudaremos o Procedimento Operacional Padrão (POP) para a seguinte situação:
Pedir, dormir ou cozinhar no espaço público (POP E-103)

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

3

Competências Legais
Devemos ainda estar atentos para as competências legais que regulam este Procedimento Operacional Padrão:
• Decreto Municipal nº 33657 de 14 de abril de 2011;
•Decreto Federal nº 7.053 de 23 de dezembro de 2009; • Consolidação das Posturas Municipais da Cidade do Rio de Janeiro - Regulamento nº 17. •Lei Complementar nª100, de 15 de outubro de 2009 (art.2º, inc.III)

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

4

Competências Legais
• Decreto – 33.657 – 14 de abril de 2011 Estabelece as diretrizes para a elaboração do Manual de Procedimentos Operacionais Padrão da atuação da Guarda Municipal – GM-Rio; • Decreto Federal – 7.053 – 23 de dezembro de 2009. Política Nacional para população em situação de rua
CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO 5

Competências Legais
• Lei 100 – 15 de outubro de 2009 Art. 2º - Inc III – Orientar a comunidade local quanto ao direito de utilização dos bens e serviços públicos.  Decreto – 29.881 – 18 de setembro de 2008 Uso das Praças, Parques e Jardins;

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

6

E quais são as Ações previstas para a atuação da Guarda Municipal nesses casos?

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

7

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

8

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

9

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

10

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

11

Ações
Ações previstas:
1 - ATUAR adotando medidas cabíveis para que as pessoas em situação de rua utilizem os logradouros públicos e o mobiliário urbano de maneira correta, com incentivo para que a permanência na rua não seja uma possibilidade, indicando a rede de serviços da SMDS para atendimento. 2 - RECOLHER os materiais que estiverem obstruindo o espaço público, com vistas ao ordenamento do espaço coletivo, salvo os que forem de uso pessoal, como por exemplo, documentação, vestuário, material de higiene pessoal, entre outros.

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

12

Ações
Ações previstas:
3 -ACIONAR a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS) quando o(os) morador(es) de rua apresentar(em) demandas de ordem social, como por exemplo: acolhimento; retirada de documentação; retorno à família e/ou à comunidade; inserção em programas sociais e nas demais políticas setoriais.

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

13

1 - ATUAR adotando medidas cabíveis para que as pessoas em situação de rua utilizem os logradouros públicos e o mobiliário urbano de maneira correta. Determinar que as pessoas em situação de rua desimpeçam os acessos dos demais pedestres, entendendo que o logradouro público é um espaço coletivo de circulação;
Determinar às pessoas em situação de rua que recolham os materiais deixados por eles nos logradouros tais como: papelões, garrafas-pet, etc., respeitando o espaço coletivo;

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

14

1 - ATUAR adotando medidas cabíveis para que as pessoas em situação de rua utilizem os logradouros públicos e o mobiliário urbano de maneira correta. Impedir que áreas públicas e o meio-ambiente sejam degradados;
Impedir que fogueiras sejam acesas no logradouro público; Orientar as pessoas em situação de rua quanto à boa convivência com os moradores da área, comerciantes e com os transeuntes;

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

15

1 - ATUAR adotando medidas cabíveis para que as pessoas em situação de rua utilizem os logradouros públicos e o mobiliário urbano de maneira correta.
Colaborar com as pessoas em situação de rua que solicitarem auxílio, acionando os demais órgãos conforme necessidade. Impedir a utilização de chafariz para higiene pessoal e lavagem de roupas, além da ocupação em monumento públicos, evitando que o espaço público seja configurado enquanto privado.

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

16

O Guarda Municipal deverá através de relatório específico (duas vias) comunicar a sua unidade sobre a presença de as pessoas em situação de rua em sua área de serviço a fim de que providências sejam tomadas junto ao órgão competente.

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

17

2 - RECOLHER os materiais que estiverem obstruindo o espaço público, com vistas ao ordenamento do espaço coletivo, salvo os que forem de uso pessoal Quando o Guarda Municipal deparar-se com objetos impedindo a passagem ou acesso em logradouros públicos, o GM deverá:
Recolher os objetos de fácil remoção e descartá-los; Caso os objetos sejam de grande porte, o GM deverá solicitar a sua Unidade Operacional uma viatura adequada para que estes sejam recolhidos;
CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO 18

2 - RECOLHER os materiais que estiverem obstruindo o espaço público, com vistas ao ordenamento do espaço coletivo, salvo os que forem de uso pessoal Os materiais de grande porte recolhidos, deverão ser descartados no posto da COMLURB da área;
2.5. Preencher o Termo de Registro de Ocorrências (TRO); 2.6. Lançar em relatório de serviço; 2.7. Entregar o TRO e o Relatório de Serviço na Unidade ao término do serviço;
CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO 19

3 - ACIONAR a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS) quando o(os) morador(es) de rua apresentar(em) demandas de ordem social
Acionar a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, através das Coordenadorias de Assistência Social – CAS, através das salas de operações ou SAVE. O GM ao identificar crianças, adolescentes ou famílias com a presença de crianças e adolescentes em situação de violações de direitos tais como: exploração do trabalho infantil e exploração sexual, deverá acionar o Conselho Tutelar da área para providências cabíveis através das salas de operações ou SAVE .

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

20

3 - ACIONAR a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS) quando o(os) morador(es) de rua apresentar(em) demandas de ordem social
A SMDS atuará na identificação das demandas especificas e providenciará os encaminhamentos pertinentes através do Serviço Especializado de Abordagem Social.

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

21

No caso de comparecimento da SMDS ao local:
Monitorar as pessoas em situação de rua até a chegada da equipe de abordagem da SMDS.

Passar a ocorrência para o agente da SMDS;
Apoiar a ação da equipe de abordagem da SMDS; Relacionar os dados da (s) pessoa (s) assistida (s) e do profissional da SMDS;

Encerrar a abordagem;

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

22

No caso de comparecimento da SMDS ao local:
Comunicar à SAVE (UOPs) ou ao CCO (demais Unidades) o encerramento da ocorrência; Preencher o Termo de Registro de Ocorrências (TRO);

Lançar em relatório de serviço;
Entregar o TRO e o Relatório de Serviço na Unidade ao término do serviço.

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

23

Bom trabalho!

CONDUTAS ANTISSOCIAIS E SITUAÇÕES DE RISCO

24

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful