Você está na página 1de 28
Profª Jordanna Almeida
Profª Jordanna Almeida
  • Estudo dos tecidos vegetais (grupos de células que geralmente

desempenham a mesma função).

  • São divididos em meristemas (tecidos embrionários) e tecidos adultos (permanentes)

*Classificação dos tecidos vegetais

I. Meristemáticos ou embrionários = formados por células pequenas, justapostas e indiferenciadas, com grande capacidade

de multiplicação (células totipotentes).

  • Os meristemas primários promovem o crescimento em extensão do vegetal (crescimento longitudinal). Ex: gema apical do caule e subapical da raiz.

  • Os meristemas primários são representados pela(o):

    • 1. Protoderme =

reveste externamente o embrião e origina

a

epiderme (tecido que reveste e protege todo o corpo da planta).

  • 2. Meristema fundamental = forma o cilindro abaixo da protoderme e origina o córtex que é constituído de parênquimas (preenchimento, assimilação, reserva) e tecidos de sustentação (colênquima e esclerênquima).

  • 3. Procâmbio = região central

do embrião

que origina tecidos

condutores (xilema e floema), parênquimas e tecidos de sustentação na parte central da planta.

  • Os meristemas secundários promovem o crescimento em espessura do vegetal, em decorrência da atividade dos câmbios.

  • O procâmbio passa a constituir o câmbio vascular ou fascicular que dá origem ao xilema e floema secundários.

  • Os meristemas secundários são representados pela(o):

1.

Felogênio

ou

câmbio

de

casca

=

origina

um

parênquima

denominado feloderme e o súber ou felema. O conjunto súber-

felogênio-feloderme constitui a periderme.

  • 2. Câmbio interfascicular = formará o xilema e floema secundários.

  • Meristemas

 Meristemas

II. Permanentes ou adultos = formados por células que têm funções definidas e pouca ou nenhuma capacidade de divisão.

Sistema de revestimento, dérmico ou proteção 1. Epiderme = recobre toda a estrutura primária da planta

  • Geralmente uniestratificada, com células justapostas, achatadas,, desprovida de cloroplastos e grande vacúolo.

  • Na superfície externa há deposição de cutina ou cera formando uma camada denominada cutícula que impermeabiliza a superfície, reduzindo a perda de água.

  • Desempenha funções de revestimento, proteção mecânica, proteção contra dessecação, trocas gasosas, entre outras.

 Seus principais anexos celulares são: * Estômatos = presentes em folhas e caules jovens. São
  • Seus principais anexos celulares são: * Estômatos = presentes em folhas e caules jovens. São formados por duas células-guarda e uma abertura denominada ostíolo ou poro estomático. Participam das trocas gasosas e da transpiração.

* Tricomas = apresentam grande variedade de formas e sua principal função é proteger a planta
* Tricomas = apresentam grande variedade de formas e sua principal função é proteger a planta

* Tricomas = apresentam grande variedade de formas e sua principal função é proteger a planta contra a perda de água por excesso de transpiração. Podem ser glandulares, digestivos ou urticantes.

* Tricomas = apresentam grande variedade de formas e sua principal função é proteger a planta
* Tricomas = apresentam grande variedade de formas e sua principal função é proteger a planta

* Pelos = encontram-se na epiderme da raiz, sendo responsáveis pela absorção de água e sais do solo.

*

Acúleos

=

estruturas

de

proteção

formadas

por projeções

pontiagudas e resistentes da epiderme e ocorrem geralmente no

caule. Acúleos Espinhos (modificações foliares).

* Pelos = encontram-se na epiderme da raiz, sendo responsáveis pela absorção de água e sais
* Pelos = encontram-se na epiderme da raiz, sendo responsáveis pela absorção de água e sais
* Pelos = encontram-se na epiderme da raiz, sendo responsáveis pela absorção de água e sais

* Escamas = tricomas modificados, geralmente de forma discoide, e

têm

como

principal

transpiração.

função

diminuir

a

perda

de

água

por

* Hidatódios = pequenas aberturas encontrada nas extremidades de algumas folhas para eliminar o excesso de água absorvida na forma líquida (gutação).

* Hidatódios = pequenas aberturas encontrada nas extremidades de algumas folhas para eliminar o excesso de

2. Periderme = conjunto formado pelo súber-felogênio-feloderme * Felogênio = meristema secundário que dá origem ao à feloderme. * Feloderme = tipo de parênquima com células vivas semelhantes às do parênquima cortical.

* Súber = tecido formado por células que acumulam em suas paredes suberina, substância impermeável que impede as trocas gasosas.

  • Cortiça é o súber maduro.

  • Ritidoma é o conjunto de tecidos corticais mortos.

  • Em tecidos suberificados podem ocorrer pequenas fendas denominadas lenticelas, importantes nas trocas gasosas entre o interior da planta e o meio externo.

* Súber = tecido formado por células que acumulam em suas paredes suberina , substância impermeável

Sistema fundamental

1. Parênquimas = tecidos localizados entre a epiderme e os tecidos condutores de seiva

  • Formados por células vivas que possuem vacúolo grande,parede celular delgada com plasmodesmos

  • Apresentam capacidade mitótica

*Parênquimas de preenchimento

  • Pode ser do tipo cortical (córtex do caule e da raiz) e medular (medula do caule)

  • Preenche espaços entre tecidos, atua na cicatrização de feridas e regeneração de tecidos

* Parênquima clorofiliano ou clorênquima  Apresenta células com muitos cloroplastos  Função de fotossíntese 

* Parênquima clorofiliano ou clorênquima

  • Apresenta células com muitos cloroplastos

  • Função de fotossíntese

  • Paliçádico = localiza-se sob a epiderme superior da folha e apresenta células prismáticas altas e justapostas

Esponjoso ou lacunoso = situa-se abaixo do paliçádico constituído por células de formato irregular, com poucos

e

é

cloroplastos. Importante nos mecanismos de trocas gasosas.

 Esponjoso ou lacunoso = situa-se abaixo do paliçádico constituído por células de formato irregular, com

* Parênquimas de reserva ou armazenadores = formados por células sem cloroplastos

  • Podem armazenar substância nutritivas, ar e água

Amilífero Armazenam

=

encontrado

em

raízes

amido

(polissacarídeo

d

e

caules

subterrâneos.

e

reserva

energética).

Importante na germinação.

* Parênquimas de reserva ou armazenadores = formados por células sem cloroplastos  Podem armazenar substância
  • Aquífero = .armazenam água. Bem desenvolvidos em plantas que vivem em ambientes secos ou salinos.

 Aquífero = .armazenam água. Bem desenvolvidos em plantas que vivem em ambientes secos ou salinos.
  • Aerífico ou aerênquima = ocorrem principalmente em plantas aquáticas, auxiliando na flutuação. Importante também na circulação de gases.

 Aquífero = .armazenam água. Bem desenvolvidos em plantas que vivem em ambientes secos ou salinos.

2. Tecidos de Sustentação

* Colênquima = presente nas folhas (pecíolos, nervura central) e nos caules.

  • Formado por células vivas e geralmente alongadas

  • Paredes celulares espessas, constituídas de celulose, pectina e outras substâncias

  • Não apresenta lignina

2. Tecidos de Sustentação * Colênquima = presente nas folhas (pecíolos, nervura central) e nos caules.

*Esclerênquima

=

origina-se

do

meristema

fundamental

e

do

colênquima e estão presentes em várias regiões da planta

  • Tecido mais resistente devido à deposição de lignina

  • Células justapostas,longas e mortas

  • Esclereídeos = células curtas com formas variadas

  • Fibras células longas de extremidades afiladas


* Esclerênquima = origina-se do meristema fundamental e do colênquima e estão presentes em várias regiões

Esclereídeos

3. Sistema vascular

* Xilema ou lenho = responsável pelo transporte de seiva bruta ou inorgânica (água e sais minerais)

  • Traqueídes e elementos do vaso = durante a maturação passam a apresentar reforços de lignina e perdem seu protoplasma, tornando-se células mortas

* Floema ou líber = responsável pelo transporte de seiva elaborada

  • Elementos do tubo crivado = células vivas anucleadas, não apresentam reforços de lignina

  • Células companheiras = células nucleadas que contribuem para sobrevivência dos elementos crivados

Xilema e floema

Xilema e floema
Xilema e floema
Xilema e floema

MORFOLOGIA E ANATOMIA DA RAIZ

* Origem da Raiz: Raiz primária = semente em germinação Raiz secundária = raiz primária Raiz adventícia = caule ou folhas Ocorre em pteridófitas, gimnospermas e angiospermas

MORFOLOGIA E ANATOMIA DA RAIZ * Origem da Raiz : Raiz primária = semente em germinação

MORFOLOGIA EXTERNA DA RAIZ

Órgão subterrâneo, sem clorofila e especializado na fixação da planta e absorção de água e sais minerais.

MORFOLOGIA EXTERNA DA RAIZ Órgão subterrâneo, sem clorofila e especializado na fixação da planta e absorção

Morfologia externa da raiz

  • 1. Zona meristemática coifa ou caliptra

  • 2. Zona de alongamento ou lisa

  • 3. Zona pilífera

  • 4. Zona de ramificações ou suberosa

SISTEMAS RADICULARES

1. Pivotante ou axial = apresenta uma raiz principal, originada da radícula do embrião, da qual partem várias outras raízes secundárias. Ocorre em algumas dicotiledôneas e gimnospermas. Seu crescimento é perpendicular ao solo, sendo adequado para solo profundo.

SISTEMAS RADICULARES 1. Pivotante ou axial = apresenta uma raiz principal, originada da radícula do embrião,

2. Fasciculado ou cabeleira = não há desenvolvimento acentuado da raiz primária e são formadas a partir do eixo caulinar do embrião. Podem ser chamadas de raízes adventícias e são típicas de monocotiledôneas.

2. Fasciculado ou cabeleira = não há desenvolvimento acentuado da raiz primária e são formadas a