Você está na página 1de 37

O que é a NR 32?

Norma Regulamentadora que estabelece


diretrizes básicas para a implementação
de medidas de proteção à segurança e à
saúde dos trabalhadores dos serviços de
saúde, bem como daqueles que exercem
atividades de promoção e assistência à
saúde em geral.
NR 32

Publicada em 11/2006 pelo MTE;

Entrou em vigor em 16/04/2007;

1º no Mundo com o caráter de


proteger o trabalhador;
Aplicação

Obrigatória à todos os serviços de


saúde entendendo-se como tal
qualquer edificação destinada à
prestação de assistência da
população, e todas as ações de
promoção, recuperação, pesquisa e
ensino em saúde, em qualquer nível
de complexidade.
 Responsabilidade Solidária –
contratantes e contratados
 Deve ser observada também para
trabalhadores de empresas
contratadas, inclusive cooperados;
 Importante a Consciência e
participação dos trabalhadores ;
 CIPA - Instituições privadas;
 COMSATs - Instituições públicas;

 SESMT - Serviços Especializado em


Engenharia e Segurança do Trabalho;
 CCIH - Comissão de Controle de
Infecção Hospitalar;
 SIPATs - Semana Interna de
Prevenção de Acidente do Trabalho.
Finalidades
 Minimizar riscos;
 Proporcionar ambiente de
trabalho mais saudável e seguro;
 Prevenção à saúde dos
trabalhadores ligados á área;
 Cuida de orientar os profissionais
sobre riscos diários e prevenção
de acidentes;
 Orienta sobre risco biológico e
químicos, radiações ionizantes
resíduos ionizantes, descarte de
resíduos, conforto, lavanderia,
limpeza, conservação do ambiente;
 Preconiza capacitação continua e
sempre que houver mudança de local
de trabalho;
 Investimento em treinamento,
conscientização e prevenção;
Objetivo Principal
 Eliminar o risco de acidente do
trabalho;

 Se este não puder ser eliminado,


controlado deve ser controlado,
avaliado e administrado;
Riscos Químicos e
Biológicos em Serviços de
Saúde
Risco

É a probabilidade de ocorrer um
evento bem definido no espaço e
no tempo, que causa dano à saúde,
às unidades operacionais ou dano
econômico/financeiro.
Perigo

É a expressão de uma qualidade


ambiental que apresente
características de possível efeito
maléfico para a saúde e/ou meio
ambiente.
Classificação de Risco

Riscos Físicos- formas de energia


como ruídos, vibrações, pressões
anormais, radiações ionizantes ou
não, ultra e infra-som (NR-09 e
NR-15). Avaliação quantitativa.
Riscos Químicos- substâncias,
compostos ou produtos que
podem penetrar no organismo por
via respiratória, absorvidos pela
pele ou por ingestão, na forma de
gases, vapores, neblinas, poeiras
ou fumos (NR-09, NR-15 e NR-32).
Avaliação quantitativa e
qualitativa.
Riscos Biológicos- bactérias, fungos,
bacilos, parasitas, protozoários, vírus,
etc. (NR- 09).
As classes dos riscos biológicos são:
patogenicidade para o homem;
virulência; modos de transmissão;
disponibilidade de medidas
profiláticas eficazes; disponibilidade
de tratamento eficaz; endemicidade
Classificação dos patógenos
por risco biológico

Classe 1 Agente não oferece risco para o manipulador nem para


comunidade. Ex: E.coli, B.Subtilis
Classe 2 Agente com risco moderado para o manipulador e fraco
para a comunidade. Existe tratamento preventivo. Ex:
Staphylococcus aureus, Candida albicans
Classe 3 Agente com risco grave para o manipulador e moderado
para a comunidade. Lesões e sinais clínicos graves e nem
sempre há tratamento. Ex: HIV, Bacilllus anthracis

Classe 4 Agente com risco grave para o manipulador e para a


comunidade. Não há tratamento e os riscos são muito
graves em caso de propagação. Ex: vírus de febres
hemorrágicas
Riscos Ergonômicos- são elementos
físicos e organizacionais que
interferem no conforto da atividade
laboral e conseqüentemente nas
características psicofisiológicas do
trabalhador (NR-17 ).
 Posto de trabalho inadequado (mobiliário,
equipamentos e dispositivos);
 “layout” inadequado (caminhos
obstruídos, corredores estreitos, etc.);
 Ventilação e iluminação inadequadas;
 Esforços repetitivos;
 Problemas relativos ao trabalho em turno
 Assédio moral;
 Problemas relacionados com a
organização do trabalho.
Riscos de Acidentes- condições
com potencial de causar danos aos
trabalhadores nas mais diversas
formas, levando-se em
consideração o não cumprimento
das normas técnicas previstas
Além dos físicos, químicos e
biológicos, destacam-se: arranjo
físico, eletricidade, máquinas e
equipamentos, incêndio/explosão,
armazenamento, ferramentas,
etc.
Associação dos Riscos

Químicos

Acidentes Físicos

Pessoal

Ergonô
Biológicos
micos
A relação NR32 e RSS
O Plano de Gerenciamento de Resíduos
de
Serviço de Saúde (PGRSS) é um manual
que
descreve todas as intenções e
procedimentos
da organização, inclusive prevendo
programas
de treinamentos e melhoria contínua
por meio de medições, indicadores e
monitoramentos.
Sua implantação é OBRIGATÓRIA a
todos os estabelecimentos que de
alguma forma gerem resíduos de
saúde: hospitais, clínicas,
postos de saúde, etc.
Medidas de proteção
previstas na NR32 são:
 O uso de luvas;

 O uso de vestimentas adequada


(fornecida sem ônus pelo
empregador);
São proibidos:
 O uso de adornos;

 O consumo de alimentos bebidas e


cigarros nos alimentos, postos de
trabalho;

 O uso de calçados abertos:


Observação:

Em toda ocorrência de acidente


envolvendo riscos biológicos,
com ou sem afastamento do
trabalhador, deve ser emitida
a CAT – Comunicação de
Acidente de Trabalho.
Aprenda sorindo
 foguinho

Você também pode gostar