Você está na página 1de 16

HISTÓRICO DO PETRÓLEO

BRASILEIRO

CRIAÇÃO DA PETROBRAS ATÉ


A DÉCADA DE 1970
Primeiras
descobertas
• 1858: Realizam-se as primeiras pesquisas para verificar a
presença de petróleo no Brasil;

• 1897: O fazendeiro Eugênio Ferreira de Camargo explora o


primeiro poço de petróleo do Brasil, na região de Bofete (SP);

• 1938: Criação do Conselho Nacional do Petróleo (CNP), que


considera as jazidas minerais bens da União, mesmo sem terem
sido localizadas;

• 1939: Descoberto petróleo no subúrbio de Lobato, em Salvador


(BA), região que viria a ser a primeira grande reserva nacional de
petróleo no Brasil;

• 1946: O presidente Eurico Gaspar Dutra envia ao Congresso


Nacional o projeto de regulamentação do uso de petróleo no país,
ato que fortalece as campanhas pelo petróleo brasileiro, cujo lema
foi "O Petróleo é Nosso".
Criação da Petrobras
•Diversas opiniões sobre a melhor política em relação à exploração
do petróleo: monopólio estatal X iniciativa privada;

• Lei 2004 (3/10/1953): consolidada a monopolização da pesquisa,


lavra, refino e transporte do petróleo e derivados passaram a ser
atribuições estatais, desempenhadas pela Petróleo Brasileiro S.A.,
(PETROBRAS);

• Produção nacional não atingia 1,6% do consumo interno;

• Intensificação da exploração, especialização de seu corpo técnico:


gerou aumento constante das reservas. Outra decisão nessa época
foi a ampliação do setor de refino existente, com o objetivo de
reduzir os custos de importação dos derivados de petróleo
"Constituída com capital, técnica e trabalho
exclusivamente brasileiros, a Petrobras resulta de uma
firme política nacionalista no terreno econômico, é
portanto, com satisfação e orgulho patriótico que hoje
sancionei o texto de lei aprovado pelo poder legislativo,
que constitui novo marco da nossa independência
econômica (...)”

Getúlio Vargas, 3 de outubro de 1953, Palácio do Catete


Década de 1950
•Tempo do "aprender fazendo”: recebeu do governo todos os meios
e facilidades para expandir a indústria petrolífera no país;

•1955: Início de operação da Refinaria Presidente Bernardes (RPBC),


em Cubatão (SP);
- descoberta de petróleo em Nova Olinda, no Amazonas, mais tarde
considerada subcomercial;

• 1956 - Início de operação do Terminal de Madre de Deus, na Bahia,


que torna possível exportar para Cubatão o excesso de petróleo
produzido no estado;
- a RPBC adquiriu no país 78% de seus suprimentos;

• Ao final da década, a produção de petróleo passou de 2700


barris/dia para 65 mil barris/dia;

•As reservas somavam 617 milhões de barris, o que demonstrava


um caminho para a auto-suficiência do setor.
Década de 1960
•Período de muito trabalho e grandes realizações para a indústria
nacional de petróleo;

•Criação do Ministério das Minas e Energia, ao qual a Petrobras


passou a se subordinar;

• 1961: a Petrobras alcançou um de seus objetivos principais: a auto-


suficiência na produção dos principais derivados;
- inaugura da a Refinaria Duque de Caxias (Reduc-RJ), produção de
90 mil barris de óleo/dia;
- é iniciada a exploração da plataforma continental, do Maranhão ao
Espírito Santo;
- inaugurado o primeiro posto de abastecimento da Petrobras, em
Brasília;

•1962: o Governo instituiu o monopólio da importação de petróleo e


derivados, que reduziu o custo das importações e permitiu que a
Petrobras realizasse negociações que resultaram em grande
economia de divisas para o país;
• 1963: Descoberta do campo petrolífero de Carmópolis (SE);
- criação do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento - Cenpes,
reunindo todas as atividades de pesquisa tecnológica na
Petrobras, que desenvolveu processos de exploração e produção
em águas profundas;

• 1964: Petrobras atinge a auto-suficiência na produção de


gasolina, óleo diesel e querosene;
- início do projeto de perfuração submarina na costa do Pará a
Alagoas;

•1965: A Petrobras diversifica suas fontes de suprimento, até


então restritas à Arábia Saudita e Venezuela, para oito países;

• 1967: - É constituída a subsidiária Petrobras Química S.A


(Petroquisa), para articular a ação dos setores estatal e privado na
implantação da indústria petroquímica no país;
• 1968: Primeira descoberta de petróleo no mar, em Sergipe,
dando origem ao campo de Guaricema;
- inauguração das refinarias Gabriel Passos (Regap), em Betim
(MG), e Alberto Pasqualini (Refap), em Canoas (RS);

• 1969: Início dos levantamentos geofísicos na bacia de Campos


(RJ), sendo perfurado o primeiro poço submarino naquela área;
- na época de criação da Petrobras cerca de 98% das exportações
correspondiam a derivados e só 2% a óleo cru, e nesse ano
passava a ser 8% de derivados e 92% de petróleo bruto;
Década de 1970
• O consumo de derivados de petróleo duplicou;

• Para atender à demanda interna de derivados, a Petrobras


reformular sua estrutura de investimentos;

•Para aumentar a participação do petróleo nacional no consumo


brasileiro, as plataformas continentais passaram a merecer atenção
especial;

•1º choque do petróleo (1973): em protesto pelo apoio prestado


pelos EUA a Israel durante a Guerra do Yom Kippur, tendo os países
árabes organizados na OPEP, aumentado o preço do petróleo em
mais de 300%;

• 2º choque do petróleo (1979): ocorreu durante a crise política no


Irã, que desorganizou todo o setor de produção no Irã, onde os
preços aumentaram em mais de 1000%. Na sequência, travou-se a
Guerra Irã-Iraque, na qual foram mortos mais de um milhão de
soldados de ambos os países, tendo o preço disparado em face da
súbita diminuição da produção de dois dos principais produtores
mundiais;
• O mercado tornou-se conturbado e marcado por incertezas
quanto aos preços e a garantia do suprimento.

• A Petrobras conseguiu manter o abastecimento ao mercado


brasileiro, por ser cliente importante da OPEP;

• Medidas adotadas: redução do consumo de derivados, aumento


da oferta interna de petróleo, adoção dos contratos de risco,
assinados entre a Petrobras e companhias particulares, para
intensificar a pesquisa de novas jazidas, e o desenvolvimento de
novas fontes de energia, capazes de substituir os derivados de
petróleo;

• 1971: Criada a subsidiária Petrobras Distribuidora;


• 1972: Começa a operar a refinaria de Paulínia (SP), ainda hoje a
maior do país;
- entra em operação o Complexo Petroquímico de São Paulo - I Pólo
Petroquímico;
- realizada pela primeira vez no pais, a extração de óleo de xisto,
com a entrada em operação da Usina Protótipo do Irati, em São
Mateus do Sul (PR);
- criação da subsidiária Petrobras Internacional S.A. (Braspetro),
para operação no exterior;

•1973: Início da produção de petróleo em Guaricema, e novos


campos são encontrados na Bahia, em Alagoas e no Espírito Santo;

• 1974: As refinarias de Capuava e Manaus são adquiridas pela


Petrobras;
- descoberta do campo de Garoupa, no litoral do RJ, o primeiro da
bacia de Campos, abre uma nova fase na exploração de petróleo
no Brasil;
• 1975: Abertura da exploração de petróleo no território nacional à
iniciativa privada, por meio da modalidade dos contratos de risco;
- lançamento do Programa Nacional do Álcool (Proálcool), que
visava diminuir o uso da gasolina como combustível dos veículos
automotivos;
- descoberta dos campos de Pargo, Namorado e Badejo, na bacia
de Campos;

• 1976: São criadas as subsidiarias Petrobras Fertilizantes


(Petrofertil) e a Petrobras Comércio Internacional (Interbras);
- assinatura do primeiro contrato de risco para a exploração de
petróleo, com a empresa British Petroleum;
-descoberta dos campos de Enchova e Bicudo, na bacia de
Campos;

• 1977: Começa a operar a refinaria Presidente Getúlio Vargas, em


Araucária, (PR);
- criada a subsidiária Petrobras Mineração – Petromisa;
- confirmação da descoberta do campo gigante de Majnoon, no
Iraque, onde a Petrobras, por intermédio da Braspetro, atuava sob
regime de contrato de serviço;
- descoberta dos campos de Bonito, Cherne e Pampo, na bacia de
Campos;
- início da produção de petróleo na bacia de Campos;

• 1978: No Alto Amazonas, é descoberta a acumulação de gás de


Juruá;
descoberta dos campos de Linguado, Viola e Corvina, na bacia de
Campos;

• 1979: Início da comercialização de álcool hidratado como


combustível para automóveis;
-início da produção de petróleo nos campos de Garoupa e
Namorado;
- descoberta do campo de Parati, na bacia de Campos;
- início da produção dos campos de Pampo e Linguado;
- ao final da década, o Brasil produzia 165.500 barris de petróleo
por dia, 66% dos quais em terra e 34% no mar. A produção média
de gás natural atingia 5.200 mil metros cúbicos/dia.
Referências
bibliográficas
http://www2.petrobras.com.br/espacoconhecer;
http://www.brasilescola.com/brasil/historia-do-petroleo-no-brasil.htm.
Integrantes do
grupo

• Bruno César Martins Sousa;


• Émerson Rezende Gonçalves;
• Marcos Vinícius de Castro Silva;
• Pedro Henrique Rodrigues Martins;
• Welbert Palmer Contins;

• 3º MO