Você está na página 1de 18

Informática Básica

Unidade III
Informática Básica

 Como o Windows trata os arquivos


– Arquivos de dados que contem informações a serem armazenadas.
– Arquivos de programas contem instruções a serem interpretadas pelo
computador.
– Um nome de arquivo ou pasta deve ter no máximo 255 caracteres
– Não podem ser usados caracteres como * / | \ : ? “ < >
– Não pode haver nomes iguais dentro da mesma pasta
– A extensão formada por 3 caracteres define o tipo de arquivo
Windows Explorer
• Windows Explorer – Gerenciador de pastas e arquivos do Windows

• Desktop

• Meus documentos
• Atalho para meus documentos do usuário

• Meu computador
• Relaciona todos os dispositivos de armazenamento do computador

• Meus locais de rede


• Maneira simples de procurar arquivos compartilhados em uma rede local

• Lixeira
• Segura os arquivos excluídos por um determinado tempo
• Arquivos excluídos de disquetes ou Pen-Drive são definitivos
• Arquivos excluídos de outros locais na rede são definitivos
• É possível restaurar arquivos da lixeira
• Cada partição de disco tem a sua lixeira
Windows Explorer

 Área de pastas

 Mostra a estrutura completa do computador


 Não mostra arquivos
 Desktop não é a raiz principal do sistema e sim a do usuário
 Os arquivos da pasta em destaque são mostrados na área de conteúdos
 O sinal de + indica que a pasta pode ser expandida e contem subpastas
 O sinal de – indica que a pasta pode ser encolhida

 Área de conteúdo

 A barra de endereços exibe o nome da pasta selecionada


 Na barra de status são colocadas algumas informações dos arquivos

 Definição: arquivos, pastas e atalhos são considerados objetos dentro do sistema


Windows e todos têm um ID de identificação
Windows Explorer
• Objeto Pasta

• São locais criados para arquivar


• Podem conter subpastas

• Objeto arquivo – pode conter dados, textos, imagens e códigos de programação.

• A extensão do arquivo define o seu tipo


• Txt – arquivo texto
• Exe – arquivo executável
• Bat – arquivo de lotes de comandos
• Jpg – arquivo de imagem
• Bmp – arquivo de imagem
• Bin – arquivo binário
• Cdr – arquivo do CorelDraw
• Gif – imagem comprimida
• Mp3 – arquivo de áudio

• Objeto Atalho
• São referências rápidas para acessar arquivos e pastas
Windows Explorer
 Em relação aos objeto arquivo, pasta e atalho podemos
 Criar
 Renomear
 Excluir
 Copiar
 Recortar
 Colar
 Mover
 Em relação a unidades de discos podemos
 Formatar os discos
 Compartilhar diretórios (redes)
 Mapear unidades locais e de redes
 Em relação ao objeto pasta podemos
 Compartilhar no computador local
 Compartilhar no ambiente de rede
Windows Explorer

• Selecionar objetos

• Para um objeto simplesmente dê um clique em cima


• Todos os objetos – Ctrl + A
• Uma parte dos objetos – clique no primeiro, aperte Shift e clique no último
• Objetos aleatórios – segure a tecla Ctrl e clique nos desejados
• Por arraste – clique em uma área inicial e arraste até o ponto desejado
Windows Explorer
 Como criar os objetos arquivo e pasta

• Modo 1

• Certifique-se de que o seu Explorer está na pasta desejada


• Acione o menu arquivo
• Acione o submenu novo
• Escolha o objeto que deseja criar
• Dê um nome para o seu objeto
• Confirme com enter

• Modo 2

• Outra forma de criar pasta e arquivo é acionar o botão contrário do mouse na


área onde deseja criar, escolher novo, dar um nome para o objeto e teclar
enter
Windows Explorer
 Como criar o objeto atalho

• Modo 1

• Selecione o objeto desejado


• Acione o menu arquivo
• Escolha a opção criar atalho
• Copie, arraste o corte e cole o atalho no local desejado

• Modo 2

• Selecione o objeto desejado


• Acione o menu arquivo
• Escolha a opção enviar para e em seguida escolha área de trabalho (atalho)
• Vá para a área de trabalho e encontre o atalho
• Renomeie o atalho como desejar
• Copie, arraste o corte e cole o atalho no local desejado
Windows Explorer
• Modo 3

• Selecione o objeto desejado com o botão contrário do mouse


• Arraste para o local desejado
• Escolha a opção criar atalho
• Copie, arraste o corte e cole o atalho no local desejado

• Modo 4

• Selecione o objeto desejado com o botão contrário do mouse


• Escolha a opção criar atalho
• Renomeie o atalho como desejar
• Copie, arraste o corte e cole o atalho no local desejado

• Modo 5

• Selecione o objeto desejado com o botão contrário do mouse


• Escolha a opção enviar para e em seguida escolha área de trabalho (atalho)
• Vá para a área de trabalho e encontre o atalho
• Renomeie o atalho como desejar
• Copie, arraste o corte e cole o atalho no local desejado
Windows Explorer
• Renomear um objeto

• Modo 1
• Selecione o objeto, vá em arquivo, renomear, digite o novo nome para
o objeto e tecle enter

• Modo 2
• Clique com o botão contrário do mouse sobre o objeto e escolha
renomear, digite o novo nome e tecle enter ou

• Modo 3
• Clique sobre o objeto e tecle F2, digite o novo nome e tecle enter

• Lembre-se
• Arquivos e pastas do sistema não podem ser renomeados

• Não são aceitos em nomes de objetos os caracteres: \ | / : ? ” < >

• Não pode haver nomes repetidos dentro da mesma pasta


Windows Explorer
 Excluir um objeto

• Modo 1
• Selecione o objeto a excluir
• Acione o menu arquivo e escolha excluir
• Confirme a operação e responda sim ou não para excluir
• Modo 2
• Selecione o objeto a excluir
• Pressione a tecla delete
• Confirme a operação e responda sim ou não para excluir
• Modo 3
• Selecione o objeto a excluir
• Acione o botão excluir na barra de ferramentas
• Confirme a operação e responda sim ou não para exclui
• Modo 4
• Selecione o objeto a excluir
• Acione o botão contrário do mouse, escolha excluir
• Confirme a operação e responda sim ou não para excluir
Windows Explorer
• Modo 5
• Selecione o objeto a excluir
• Acione excluir esse objeto no painel de tarefas comuns
• Confirme a operação e responda se deseja ou não excluir
• Modo 6
• Arraste ou mova o objeto para a lixeira
• Modo 7
• Apaga definitivamente o objeto
• Selecione o objeto a excluir
• Aperte a tecla Shift e tecle delete
Windows Explorer
 Copiar e colar um objeto

• Modo 1
• Selecione o objeto desejado
• Pressione “copiar para” na barra de tarefas comuns
• Selecione o local para onde deseja colar o objeto

• Modo 2
• Selecione o objeto desejado
• Acione o botão contrário do mouse
• Escolha a opção “copiar”
• Escolha o local desejado
• Acione o botão contrário do mouse
• Escolha a opção “colar”
Windows Explorer
 Recortar e colar um objeto

• Selecione o objeto desejado


• Acione o botão contrário do mouse
• Escolha a opção “recortar”
• Escolha o local desejado
• Acione o botão contrário do mouse
• Escolha a opção “colar”
Windows Explorer
 Mover um objeto

• Modo 1
• Selecione o objeto desejado
• Acione o botão contrário do mouse
• Selecione a opção “enviar para”
• Selecione a opção desejada

• Modo 2
• Selecione o objeto desejado
• Arraste para o local desejado
Windows Explorer
 Formatar, compartilhar e mapear uma unidade de disco

• Formatar
• Selecione a unidade desejada
• Selecione a opção formatar
• Siga as instruções do assistente de formatação

• Compartilhar
• Selecione a unidade desejada
• Escolha a opção “Compartilhamento e Segurança”
• Siga as instruções do assistente de compartilhamento

• Mapear unidade
• Escolha a opção ferramentas
• Escolha a opção “mapear unidade de rede”
• Escolha a letra que quer atribuir a unidade
• Digite ou procure a unidade de rede a ser mapeada
Windows Explorer
 Compartilhar uma pasta

• No computador local
• Escolha a pasta a ser compartilhada
• Clique com o botão contrário do mouse
• Escolha a opção “Compartilhamento e Segurança”
• Escolha a opção “Compartilhar esta pasta”
• Aceite o nome sugerido ou digite o que desejar
• Se desejar que a pasta fique oculta, digite “$” após o nome do compartilhamento
• Clique em permissões e configure
• Clique em segurança e adicione o nome dos usuários locais desejados
• Dê a permissão que achar conveniente
• Clique em ok
• Verifique se na pasta aparece o desenho de uma mão
• Nada rede
• Repita o mesmo procedimento, buscando a sua pasta no ambiente de rede e dando
permissões para os usuário da rede e não do computador local