Você está na página 1de 62

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA

INDÚSTRIA DE BIOMASSA
BRASIL BIOMASSA E ENERGIA
RENOVÁVEL

POTENCIALIZAÇÃO INDUSTRIAL DO USO DO


BAGAÇO DE CANA COMO UMA FONTE RENOVÁVEL
DE ENERGIA BRIQUETE –PELLETS

marcelo . de . oliveira Url : www . internationalrenewablesenergy . com http :// biomassbrazil . blogsp
Arrow Process
BRASIL BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL
Why use graphics from PowerPointing . com?

PROCESSO PROCESSO
BRASIL ENERGIA POTENCIALIZAÇÃ INDUSTRIAL INDUSTRIAL
BIOMASSA RENOVÁVEL O ENERGÉTICA BRIQUETE PELLETS
BIOMASSA
BRASIL BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL

INTERNACIONAL CMO CONSULTORIA

Fundada em 1990 a Internacional CMO Consultoria e Gestão de Negócios especializada em negócios


1990 e contratos internacionais com a direção de Celso Marcelo de Oliveira autor de 44 livros
jurídicos no Brasil .

2004 Em 2004 a Brasil Biomassa e Energia Renovável nasceu com o objetivo de desenvolvimento
de projetos de viabilidade de unidades industriais de wood chips, pellets e briquete.

2005 Fundação da International Renewable Energy que reúne 200.000 empresas


internacionais de energia e biomassa.

Associação com o grupo Nortegás onde fundamos a European Energy


2006 SRL Business Biomass com sede no Porto em Portugal

2007 Participação societária com o Grupo Vaz Guedes na


sociedade Enerswiss Energia Pura de Portugal.

2008 2009 Primeira Exportação Brasil de Briquete para


Europa
Europa..
Fundação da Associação Brasileira das
2009 Indústrias de Biomassa e Energia

Primeira Exportação do Brasil de


2009 Wood Chips para Oriente Médio.
VISÃO DA EMPRESA

Brasil Biomassa e Energia Renovável


desenvolve uma tecnologia especial
para a potencialização dos resíduos
da palha e do bagaço de cana em
biomassa e energia renovável.
Desenvolvemos de forma inédita no
Brasil o Agro-Briquete e o Agro-Pellet
de Bagaço de Cana, produto Industrial Wood
certificado no Brasil, Estados Unidos Pellets
e na Europa.
MISSÃO DA EMPRESA
Temos a missão de cooperar e de atuar em
conjunto com as empresas do Brasil para
o desenvolvimento de projetos
sustentáveis através de soluções para a
gestão dos resíduos como o bagaço de
cana em uma energia renovável e da
eficiência energética. De difundir os
projetos sustentáveis de negócios que
venham em diminuir a emissão de CO2 na
atmosfera e o uso da biomassa residual no Pellets Bagaço de
Cana
Brasil como uma fonte de energia.
OBJETIVO DA EMPRESA

Participar de pesquisas nacionais e


internacionais de interesse do setor
energético ligadas à geração de
energia com uso de biomassa com o
bagaço de cana, bem como de
estudos de aproveitamento dos
resíduos visando colaborar para a
preservação do meio ambiente com Briquete Bagaço de
sustentabilidade econômica e social. Cana
PARCEIROS BRASIL BIOMASSA

skyb Lda - Energy Trading-


Trading- Eastco International-
International- Engo Tech GmbH - Pellets Trading - Biorema GmbH – Denergi Aps –Beijieg Im
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS DE
BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL
A WOLE NEW WORLD

asil. O principal objetivo é apoiar as indústrias brasileiras para que desenvolvam projetos
ell global, um sistema energético sustentável, preservando o equilíbrio do ecossistema e p
A Associação Brasileira das Indústrias de Biomassa e a Brasil Biomassa e Energia Renovável tem acordo de
cooperação nos Estados Unidos e na  Europa como a EUBIA European Biomass Industry Association, European
Biomass Association, Austrian Biomass Association - ABA - Austria, Valorization of Biomass - VALBIOM - Belgium,
Bulgarian Biomass Association - BGBIOM - Bulgaria; Energy Utilisation Biomass Association - EUBA - Bulgaria,
Croatian Forestry Society/ Croatian Biomass Association - Croatia; Czech Biomass Association - CZ-BIOM - Czech
Republic, Danish Biomass Association - DANBIO - Denmark, The Estonian Biomass Assciation - EBA - Estonia, The
Bioenergy Association of Finland - FINBIO - Finland,  France Biomass Energy - France, International
Association of Bioenergy Professionals - ITEBE - France, German BioEnergy Association - BBE - Germany, Central
Agri. Raw Material Marketing and Development Network - CARMEN - Germany, Greek Biomass Association - Italy,
South Tyrol Biomass Association - STBA - Italy, Irish Bioenergy Association - IrBea - Ireland, Latvian
Bioenergy Association - LATbioNRG - The Netherlands Bio-energy Association - NL-BEA - The Netherlands,
Norwegian Biomass Association - NOBIO - Norway, Spain - ADABE - Spain, Renewable Energy Association of Spain -
APPA - Spain, Spanish Bioenergy Association - AVEBIOM - Spain, Swedish Bioenergy Association - SVEBIO - Sweden,
Renewable Energy Association - European Geothermal Energy Council, European Photovoltaic Industry Association,
European Renewable Energies Federation, European Small Hydropower Association, European Solar Thermal
Electricity Association, European Solar Thermal Industry Federation, European Biomass Association,  European
Ocean Energy Association, European Renewable Energy Research Centres, European Wind Energy Association,
European Renewable Energy Council.
ENERGIA RENOVÁVEL E BIOMASSA
ENERGIA RENOVÁVEL

ssa e fontes energéticas renováveis (GreenEnergy) assumem papel cada vez mais im
os dos combustíveis fósseis
ços
upações com as mudanças climáticasMEXICO
ndência do Oriente Médio e da Rússia por combustíveis fósseis
envolvimento rural local
ENERGIA RENOVÁVEL

a meta de 8,5 bilhões de galões de etanol de milho em 2008 e 36 em 2022 (+ 3 em 20


e mistura de biocombustíveis à gasolina até 2010
MEXICO
% de energia proveniente de fontes renováveis até 2020
0%
0% de energias renováveis em 2010 e de 16% em 2020
BIOMASSA

combustão de material orgânico produzidaMEXICO


e acumulada num ecossistema, porém nem toda a pr
BIOMASSA

veis no mercado interno da eletricidade “Biomassa é a fração biodegradável de produ


MEXICO
BIOMASSA

Finlândia, 20% da Suécia, 11% da Áustria, 10% da Dinamarca, 6% da Noruega


MEXICO
m: 80% de madeira, 13% de lixo e materiais secundários, 4,5% de bio-gás, 1,
UTILIZAÇÃO ENERGIA RENOVÁVEL
EUROPE UNION RENEWABLE ENERGY

ate change and towards better control over our energy dependence .
ices and unstable political and economical situation in Ukraine which can lead to shortage
the final energy consumption of the European Union . By 2020 the objective is to reach the s

MEXICO
BRASIL BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL
POTENCIALIZAÇÃO INDUSTRIAL DO
BAGAÇO DE CANA EM FONTE RENOVÁVEL
DE ENERGIA
PROCESSO AGRÍCOLA BAGAÇO DE CANA

MEXICO
RESÍDUO DE BAGAÇO DE CANA

MEXICO
RESÍDUO DE BAGAÇO DE CANA

MEXICO
MEIO AMBIENTE - DEVEMOS EVITAR

MEXICO
MEIO AMBIENTE - DEVEMOS EVITAR

MEXICO
MODELO SUSTENTÁVEL

20%
PROCESSO INDUSTRIAL BRIQUETE
CANA DE AÇÚCAR
CANA DE AÇÚCAR BRASIL

O Brasil é o maior produtor


mundial de cana-de-açúcar, com
mais de sete milhões de hectares
plantados, produzindo mais de
600 milhões de toneladas de cana,
o que coloca o País na liderança
mundial em tecnologia de
produção de etanol.

Além de matéria-prima para a


produção de açúcar e álcool, seus
subprodutos e resíduos são
utilizados para co-geração de
energia elétrica, fabricação de
ração animal e fertilizante para as
lavouras.
COLHEITA CANA DE AÇÚCAR
BAGAÇO DE CANA DE AÇÚCAR
PROCESSO INDUSTRIAL FARDO
PROCESSO INDUSTRIAL TRITURAÇÃO
BAGAÇO DE CANA EM PÓ - SECAGEM
PROCESSO INDUSTRIAL BRIQUETE
PROCESSO INDUSTRIAL BRIQUETE
PROCESSO INDUSTRIAL BRIQUETE
PROCESSO INDUSTRIAL BRIQUETE
PROCESSO INDUSTRIAL BRIQUETE
PROCESSO INDUSTRIAL BRIQUETE
PROCESSO INDUSTRIAL BRIQUETE
PROCESSO INDUSTRIAL BRIQUETE
BRIQUETE

A briquetagem é um processo
de compacta çã o de res í duos.
O res í duo como o baga ç o ou a
palha transformado em
briquetes e podem ser
produzidos em tamanhos
uniformes para facilitar o
transporte, embalagem,
armazenagem, e a alimenta çã o
de fornalhas. Elimina os
res í duos inc ô modos e por
vezes onerosos pelo espa ç o
que ocupam. A redu çã o de
volume na transforma çã o é na
ordem de 4 a 10 vezes. Reduz
a polui çã o ambiental, pois gera
menor quantidade de fuligem e
cinzas do que o mesmo
material queimado a granel

Briquete
BB
BRIQUETE

A baixa umidade dos


briquetes garante um
poder calor í fico
homog ê neo, com maior
temperatura de chama,
que elimina regulagens
constantes na vaz ã o de
fornalhas. O alto poder
calor í fico torna o
briquete ideal para uso em
caldeiras industriais de
usinas termoel é tricas.
O Briquete substitui como
muita efici ê ncia o ó leo bpf
usado em caldeiras
industriais, o g á s, a
energia el é trica e outros.
Briquete
LAUDO TÉCNICO BRIQUETE

BRASIL BIOMASSA Moisture Specific Gravity Calorific Ash


AGRO BRIQUETTE BAGASSE SUGAR CANE Content (g/cm3) ValueKcal/K Content
DADOS TÉCNICOS LABORATÓRIOS g
Agro-Briquette Bagasse Sugar Cane (LBF/UFPR) 7,36% 896,6Kg/m3 4.499 0.96%

Agro-Briquette Bagasse Sugar Cane(LBF/UFPR) 38mm 12,14% 821,0 Kg/m3 4.557 6,32%

Agro-Briquette Bagasse Sugar Cane (LBF/UFPR) 100mm 9,35% 1044 Kg/m3 4.588 8,03%

Agro-Briquette Bagasse Sugar Cane (Midwest USA) 14,49% 55,5 g/cm3 4.806 2,95%

Agro-Briquette Bagasse Sugar Cane (LBF/SFB) 26,05% ***** 4.036 3,05%

Agro-Briquette Wood and Bagasse Cane (LBF/SFB) 10,51% 0,81 g/cm3 4.640 2,82%

Residue Bagasse Sugar Cane (LMA/UFES) 43,00% 0,50 g/cm3 4.250 4,00%
BRIQUETE BAGAÇO DE CANA
PROCESSO INDUSTRIAL PELLETS
BIOMASS PELLETS

great variety of buildings, e.g. industrial halls, farm estates, row houses and one family houses.

ecologically durable choice for heating of both large and small premises. The energy density of one pell

rols and testing, e.g. through measuring the pellets'


MEXICO durability, solidity and moisture content. The moistu
PELLETS

São partículas de resíduos


agrícolas ou agro-florestais
compactados sob a forma de um
pequeno cilindro. Sua principal
aplicação é no aquecimento
comercial e residencial de
ambientes. Também é utilizado para
a geração de energia em plantas
industriais. Os pellets resultam de
resíduos de madeiras ou na forma
de bagaço de cana. Durante o
processo industrial, perde água e
resinas, o que confere um potencial
calórico superior e normalizado
face à madeira em bruto.

Pellets Brasil
Biomassa
PELLETS BAGAÇO DE CANA

Quais as vantagens ecológicas:


Utilizando exclusivamente na sua
constituição resíduos de bagaço de
cana, não implica em utilizar qualquer
produto florestal. Ao dar um destino aos
resíduos das limpezas, diminui-se o
risco de incêndios. Tem menor impacto
ecológico face a combustíveis
derivados do petróleo, é classificado
como um combustível renovável, da
categoria da Biomassa. É uma matéria-
prima disponível no nosso país (logo
uma fonte de energia endógena) A
reduzida emissão de cinzas e partículas
poluentes, tornam as pellets num
combustível renovável e de energia.

Pellets Bagaço
de Cana
PELLETS

Quais as vantagens econômicas e


funcionais dos pellets? O aspecto
principal é sem dúvida a sua
funcionalidade, pelo sentido prático que
proporciona o manuseamento e
armazenamento. Utilizados em sacos de 15
kg que garantem um fácil transporte.
Acendem rapidamente (em recuperadores
automáticos) e deixam poucos resíduos de
cinzas, o que facilita a limpeza. O menor
consumo face à madeira, o custo inferior
quando comparado com o gás, diesel e
eletricidade, permite uma poupança
considerável no aquecimento seja
periférico ou central. Permite o conforto e
beleza com uma combustão mais limpa,
eficaz e com maior aproveitamento
calórico.

Pellets Brasil
Biomassa
PROCESSO INDUSTRIAL PELLETS
PROCESSO INDUSTRIAL PELLETS
PROCESSO INDUSTRIAL PELLETS
PROCESSO INDUSTRIAL PELLETS
PROCESSO INDUSTRIAL PELLETS
PROCESSO INDUSTRIAL PELLETS
PROCESSO INDUSTRIAL PELLETS
USO RESIDENCIAL PELLETS
USO RESIDENCIAL PELLETS
PELLETS
PELLETS BAGAÇO DE CANA
POTENCIALIDADE BIOMASSA E ENERGIA

y e deverá aumentar em 38% até o ano de 2020.

energia é economicamente viável e necessária para a substituição dos combustíveis fósseis e uma redução

s carbono e dos combustíveis fósseis é previsto que até o ano de 2020 sejam investidos maisde 174 Billion €
MEXICO
ústrias de Biomassa incentivam e apóiam as principais iniciativas no Brasil para o desenvolvimento de projet
proje
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS
INDÚSTRIAS DE BIOMASSA E ENERGIA
BRASIL BIOMASSA E ENERGIA RENOVÁVEL

Biomassa e Energia Renovável

Brasil80730-440
o.de.oliveira MEXICO
//biomassbrazil.blogspot.com/ e-mail Brasil: diretoria@brasilbiomassa.com.br Portugal: cm