Você está na página 1de 54

Ensino Superior

Matemática Básica
Unidade 8 – Função Logarítmica
Amintas Paiva Afonso
Logaritmos
x a
b
= log
Base do logaritmo
Logaritmando
Logaritmo
0 > a 0 1 > =b
Condição de Existência
x a
b
= log
· a b
x
=
Logaritmos
x a
b
= log
Base do logaritmo
Logaritmando
Logaritmo
Logaritmos
x = 8 log
2
· 8 2 =
x
3 = x
8 log
2
3 8 log
2
=
x a
b
= log
Base do logaritmo
Logaritmando
Logaritmo
Logaritmos
Consequência da definição
0 1 log
1
= ¬
b
P
1 log
2
= ¬ b P
b
n b P
n
b
= ¬log
3
c a c a P
b b
= · = ¬ log log
4
a b P
a
b
= ¬
log
5
Logaritmos
Propriedades Operátórias
( ) b a b a P
c c c
log log log
1
+ = · ¬
b a
b
a
P
c c c
log log log
2
÷ =
|
.
|

\
|
¬
( ) a n a P
b
n
b
log log
3
· = ¬
Logaritmos
Mudança de Base
b
a
a
c
c
b
log
log
log =
b a
b
a
a
c c
c
c
b
log log
log
log
log ÷ = =
Logaritmos
(UDESC 2006-1) Se , e ,
pode-se afirmar que:
3 log = b
a
4 log = c
a
x
c
b
a
= log
x
c
b
a
= log c b
c
b
a a a
log log log ÷ =
4 3 log ÷ =
c
b
a
1 log ÷ =
c
b
a
c
b
a =
÷1
b
c
a =
Logaritmos
(UDESC 2007-2) A expressão que representa a
solução da equação 11
x
– 130 = 0 é:
130
11 x log =
11
130 x log =
130
11
log
x =
130
11
x log
| |
=
|
\ .
11
130 x log =
a)
b)
c)
d)
e)
b
c
log a c b a = ÷ =
11 130
x
=
130
11
a
b
c x
=
=
=
11
130 log x =
11
130 x log =
Função Logarítmica
Definição
R R f ÷
+
*
:
( ) x x f
b
log =
*
+
R Domínio
( ) R f = Im
Imagem
R
( )
*
+
= R f D
Função Logarítmica
Representação Gráfica
( ) x x f
2
log =
1
x
y
1
2
1 ÷
2
1
0
Função Logarítmica
( ) x x g
2
1
log =
1
2
x
y
1 ÷
1
0
Representação Gráfica
Função Logarítmica
( ) x x g
2
1
log =
1
2
x
y
1 ÷
1
1
x
y
1
2
1 ÷
2
1
0
0
( ) x x f
2
log =
1 > b
Crescente
1 0 < <b
e Decrescent
Representação Gráfica
Função Exponencial
x
y
1
y = a
x
a > 1
y = a
x
0 < a = 1
Ex:
y = 2

x
Ex:
y = (1/2

)
x
Função Logarítmica
x
y
1
y = log
a
x

a > 1
y = log
a
x

0 < a = 1
y = log
2
x
y = log
1/2
x
Função Inversa
x
y
1
y = log
a
x
y = a
x

y = x
f(x) = a
x

f
-1
(x) = log
a
x
a > 1
Crescente
1
Função Inversa
x
y
1
y = log
a
x
y = a
x

y = x
1
f(x) = a
x

f
-1
(x) = log
a
x
0 < a = 1
Decrescente
Exercício
(UDESC 2007-2) A expressão que representa a
inversa da função
( ) ( )
3
1 f x log x = +
é:
( )
1
3 1
x
f x
÷
= +
( )
1
3 1
x
f x
÷
= ÷
( )
1
3 1 f x x
÷
= ÷
( ) ( )
1
3 1
x
f x
÷
= ÷
( )
( ) 1
1
3
x
f x log
+
÷
=
a)
b)
c)
d)
e)
( )
3
1 y log x = +
3 1
3 1
3 1
y
x
x
x
y
y
= +
= +
÷ =
( )
1
3 1
x
f x
÷
= ÷
Equação Logarítmica
( ) ( ) ( ) ( ) x g x f x g x f
b b
= · = log log
( ) 5 3 log
2
= ÷ x
3 2
5
÷ = x
x = +3 32
35 = x
0 3> ÷ x
3 > x
{ } 35 = S
Equação Logarítmica
( ) ( ) ( ) ( ) x g x f x g x f
b b
= · = log log
( )
( ) 2 9 5 log
1
= ÷
÷
x
x
( ) 9 5 1
2
÷ = ÷ x x
9 5 1 2
2
÷ = + ÷ x x x
0 9 5 > ÷ x
5
9
> ¬ x
0 1> ÷ x 1 > ¬x
1 1= ÷ x 2 = ¬x
0 10 7
2
= + ÷ x x
2
1
= x
5
1
= x
{ } 5 = S
Equação Logarítmica
( ) ( ) ( ) ( ) x g x f x g x f
b b
= · = log log
( ) ( ) 8 log 4 log 3 log
5 5 5
= + + ÷ x x
0 3> ÷ x 3 > ¬x
0 4 > + x 4 ÷ > ¬x
4
1
= x
3 > ¬x
{ } 4 = S
( ) ( ) 8 log 4 3 log
5 5
= + · ÷ x x
8 12
2
= ÷ + x x
0 20
2
= ÷ + x x
5
2
÷ = x
0 20
2
= ÷ + x x
Exercício
(UDESC 2006-2) O valor de x que torna a expressão
( ) 2 5 log
2
4
1
÷ = ÷ x
( )
2
2
5
4
1
÷ =
|
.
|

\
|
÷
x
0 5 > ÷ x
9 = x
verdadeira é:
( ) 2 5 log
2
4
1
÷ = ÷ x
25 10 16
2
+ ÷ = x x
9 10
2
+ ÷ x x
1
1
= x 9
2
= x
5 > x
C.E
Exercício
(UDESC 2006-1) Se , então o valor de
x é:
3
5
2 log log
8 8
= + x x
2
3
5
2 8 x =
3
5
2 log log
8 8
= + x x ( )
3
5
2 log
8
= · x x
( )
2
3
5
3
2 2 x =
2 5
2 2 x =
2
16 x =
2
2 32 x =
4 ± = x
0 > x
C.E
4 = x
Inequação Logarítmica
( ) ( ) x g x f
b b
log log >
1 > b
( ) ( ) x g x f >
1 0 < <b
( ) ( ) x g x f s
( ) 5 log 3 log
2 2
> ÷ x
5 3> ÷ x
8 > x
0 3> ÷ x
C.E
3 > x
{ } 3 / > e = x R x S
| | +· = , 3 S
Inequação Logarítmica
( ) ( ) x g x f
b b
log log >
1 > b
( ) ( ) x g x f >
1 0 < <b
( ) ( ) x g x f s
( ) ( ) 2 log 8 2 log
3
2
3
2
÷ < ÷ x x
2 8 2 ÷ > ÷ x x
6 > x
0 8 2 > ÷ x
C.E
4 > x
0 2 > ÷ x
2 > x
I II
4 > = · x II I
Inequação Logarítmica
( ) ( ) 3 4 log 3 log
2 2
< + + ÷ x x
8 12
2
< ÷ + x x
( ) ( )
3
2 2
2 log 4 3 log < + · ÷ x x
( ) ( )
3
2 2
2 log 4 3 log < + · ÷ x x
0 20
2
< ÷ + x x
5
1
÷ = x
4
2
= x
x
5 ÷
– – – – – –
+ + +
4
+ + +
4 5 < < ÷ x
Inequação Logarítmica
( ) ( ) 3 4 log 3 log
2 2
< + + ÷ x x
x
5 ÷
– – – – – –
+ + +
4
+ + +
4 5 < < ÷ x
0 3> ÷ x
C.E
3 > x
0 4 > + x
4 ÷ > x
3 > x
{ } 4 3 / < < e = x R x S
0 20
2
< ÷ + x x
Inversa
Funções inversas
 De modo análogo, de todas as possíveis bases “a” para o logaritmo,
veremos que a escolha mais conveniente é a “e”.
 A função logarítmica y = log
a
x é a inversa da função y = a
x
. Seu gráfico é
a reflexão de y = a
x
com relação a reta y = x.
 Enquanto y = a
x
é uma função que cresce muito rapidamente, y = log
a
x é
uma função de crescimento muito lento.
Exemplo
Uma aplicação da função logarítmica
 A escala Richter é uma escala logarítmica de medição da
energia liberada pelos terremotos sob a forma de ondas
que se propagam pela crosta terrestre. Nela é usado o
logaritmo decimal;
 Os valores desta escala são chamados de magnitudes;
 Durante um terremoto um sismógrafo registra essa
magnitude durante um certo intervalo de tempo;
Exemplo
 Essa magnitude pode ser calculada a partir da seguinte equação:


 Onde:
M
s
: magnitude na escala Richter;
A: amplitude do movimento da onda (registrada em micrômetros);
f: freqüência da onda (medida em hertz).

30 , 3 ) . ( log
10
+ = f A M
s
Exemplo
 Suponha que para um certo terremoto foi registrada a amplitude
A = 1000 µm e uma freqüência de 0,1 Hz. A magnitude desse
terremoto é:




 Para se ter uma idéia, uma magnitude de 9 graus provocaria a
destruição total das construções de uma grande cidade.
 Como a escala é de base 10, um tremor de magnitude 8 seria 10
vezes menor em relação à magnitude de intensidade 9. Ou seja, a
cada grau a menos, a energia liberada diminui 10 vezes.
 O valor acima é considerado moderado.

33 , 5
30 , 3 2
30 , 3 100 log
30 , 3 ) 1 , 0 . 1000 ( log
30 , 3 ) . ( log
10
10
10
=
+ =
+ =
+ =
+ =
s
s
s
s
s
M
M
M
M
f A M
Exemplo





O record é de 9,5 graus, registrado no terremoto que atingiu o Chile, no
século XX.
Exemplo
Funções inversas
 A vida média do estrôncio-90
90
Sr, é de 25 anos. Isso significa que
a metade de qualquer quantidade de
90
Sr vai se desintegrar em 25
anos.
 Considere que uma amostra de
90
Sr tem uma massa de 24 mg.
Como a massa de 24 mg se reduz a metade a cada 25 anos,
então:





) 24 .( 2 ) 24 .(
2
1
.... ) (
) 24 (
2
1
) 24 (
2
1
.
2
1
) 50 (
2
1
) 75 (
) 24 (
2
1
) 24 (
2
1
.
2
1
) 25 (
2
1
) 50 (
) 24 (
2
1
) 0 (
2
1
) 25 (
24 ) 0 (
25
25
3 2
2
t
t
t m
m m
m m
m m
m
÷
= = =
= = =
= = =
= =
=
Exemplo
Funções inversas
 Portanto, a função para este caso é:

 Como a função logarítmica inversa dessa função é:

 Se quisermos saber, por exemplo, o tempo necessário para que uma massa de 5
mg se desintegre, basta substituir m por 5 na fórmula:




25
2 . 24 ) (
t
t m
÷
=
) ln 24 (ln
2 ln
25
) (
1
m m f ÷ =
÷
anos f
f
m m f
6 , 56
693 , 0
225 , 39
693 , 0
) 609 , 1 178 , 3 .( 25
) 5 (
) 5 ln 24 (ln
2 ln
25
) 5 (
) ln 24 (ln
2 ln
25
) (
1
1
1
~ =
÷
=
÷ =
÷ =
÷
÷
÷
Funções Logaritmos Neperianos
Como todas as outras funções logarítmicas com base maior que 1, o
logaritmo neperiano é uma função crescente definida m (0,·) tendo
o eixo y como assíntota vertical.
1) Construir o gráfico de y = lnx;
- 8 - 6 - 4 - 2 0 2 4 6 8
- 4
- 2
0
2
4
Funções Logaritmos Neperianos
2) depois, deslocamos 2 unidades para a direita, obtendo o gráfico
y = ln(x-2);
Funções Logaritmos Neperianos
3) desloque novamente para baixo de uma unidade para obter
y = ln(x - 2) -1;
Métodos de Cálculo I

Assíntotas
 Definição: A reta x=a é chamada assíntota vertical da curva y=f(x) se
pelo menos uma das seguintes condições estiver satisfeita:




· =
÷
) ( lim x f
a x
· =
÷
÷
) ( lim x f
a x
· =
+
÷
) ( lim x f
a x
÷· =
÷
) ( lim x f
a x
÷· =
÷
÷
) ( lim x f
a x
÷· =
+
÷
) ( lim x f
a x
Métodos de Cálculo I

Exemplos




÷· =
÷
) ( lim x f
a x
x
y
x=a
Métodos de Cálculo I

 Um outro exemplo de uma função cujo gráfico tem uma assíntota vertical
é a função logaritmo natural y=lnx.







 O eixo y funciona como uma assíntota.
- 8 - 6 - 4 - 2 0 2 4 6 8
- 4
- 2
0
2
4
÷· =
+
÷
) ( lim
0
x f
x
Métodos de Cálculo I
 Em contrapartida, o gráfico da função exponencial y=e
x
tem o eixo x como
assíntota horizontal.






 Para basta tomar t=1/x pois sabemos que quando
x ÷ 0
-
, t ÷- ·, portanto:

0 lim =
÷· ÷
x
x
e
0 lim =
÷· ÷
x
x
e
0 lim lim
1
0
= =
÷· ÷
÷
÷
t
t
x
x
e e
Exercícios
Responda

a) Quando uma função logarítmica é considerada crescente? E
decrescente?

b) Qual o domínio? E qual a imagem de uma função logarítmica?

c) Em que quadrantes se localiza o gráfico de uma função
logarítmica?

d) Qual a condição de existência de uma função logarítmica?
Respostas
Decrescente se
Crescente se
2y - 1
Exercícios
 O número de bactérias de uma cultura, t horas
após o início de certo experimento, é dado pela
expressão N = 1200.2
0,4.t
. Nessas condições,
quanto tempo após o início do experimento a
cultura terá 38400 bactérias?
Exercícios
 Numa certa cultura, há 1000 bactérias num
determinado instante. Após 10 min, existem 4000.
Quantas bactérias existirão em 1h, sabendo que
elas aumentam segundo a fórmula P = P
0
.e
kt
, em
que P é o número de bactérias, t é o tempo em
horas e k é a taxa de crescimento?
Exercícios
 Estima-se que a população de uma certa cidade
cresça 3% a cada 8 anos. Qual será o crescimento
estimado para um período de 24 anos?
Exercícios
 Resolva a equação 3
x
= 5.



 Dados log2 = 0,3; log3 = 0,48 e log5 = 0,7; resolva
a equação 5
2x
– 7 . 5
x
+ 12 = 0.
Exercícios
 Sabemos que o número de bactérias numa
cultura, depois de um tempo t, é dado por N =
N
0
.e
r.t
, em que é o número inicial (quando t = 0) e
r a taxa de crescimento relativo. Em quanto tempo
o número de bactérias dobrará se a taxa
decrescimento é de 5% ao minuto?
Exercícios
 Em quantos anos 500g de uma substância
radioativa, que se desintegra a uma taxa de 3%
ao ano, se reduzirão a 100g? Use Q = Q
0
.e
-r.t
, em
que Q é a massa da substância, r é a taxa e t é o
tempo em anos.
Exercícios
 Segundo o Banco Mundial, a previsão do
crescimento demográfico na América Latina, no
período de 2004 à 2020, é de 1,2% ao ano,
aproximadamente. Em quantos anos a população
da América Latina vai dobrar se a taxa de
crescimento continuar a mesma?
Exercícios
 Uma pessoa coloca R$ 1.000,00 num fundo de
aplicação que rende, em média, 1,5% ao mês. Em
quantos meses essa pessoa terá no mínimo R$
1.300,00? Use uma calculadora para fazer os
cálculos.
Exercícios
 O dono de uma concessionária de veículos usa a
expressão V = 40 000.(0,96)
t
para calcular, em
reais, o valor de um certo tipo de automóvel após t
anos de uso. Para o cálculo do valor de um
automóvel de outra marca, é usada a expressão
V
1
= 50000.(0.9)
t
. Usando logaritmos, determine
após quanto tempo os veículos terão o mesmo
valor de mercado.