Você está na página 1de 36

“(…) Quando surge uma célula, ela proveio de outra célula, tal como os

animais provém de outros animais e as plantas de outras plantas.” Rudolf


Virchow (1858)

Biologia e Geologia
Docente: Elvira Cordeiro Ano lectivo 2008-2009
Nos organismos unicelulares, como as bactérias e as leveduras, cada
divisão celular corresponde à reprodução
A divisão celular é fundamental para a

 reprodução e crescimento dos


seres pluricelulares
 Manutenção da integridade física
dos indivíduos

A fidelidade na duplicação e na distribuição do material genético assegura a continuidade da vida


O núcleo das células humanas apresenta um 20Km de fio numa bola
diâmetro de 5 a 8um e encerra 2m de DNA  de ténis

Como é que tão grande extensão de DNA cabe no núcleo?

 O DNA encontra-se no núcleo associado a


proteínas, constituindo estruturas
filamentosas – os cromossomas

 Durante a divisão celular os cromossomas,


por espiralização, ficam mais curtos,
espessos e observáveis ao M.O
Centrómero-
Zona de constrição
do cromossoma
constituída por
DNA e um disco
proteico

Cromatídio

Cromossoma
Qual a constituição do cromossoma?

Quantos cromatídios constituem o


cromossoma representado? 2 cromatídios ligados
1 cromatídio
pelo centrómero
Qual a constituição de um cromatídio?
A característica principal da divisão celular é a sua natureza cíclica
Na interfase verifica-se o crescimento celular e duplicação do DNA
A mitose corresponde à etapa final, onde ocorre a separação do
DNA
Quais as características dos cromossomas
durante a interfase?
0 14 28 horas

A que períodos correspondem os números?


Em que períodos do ciclo celular se encontra duplicada a informação genética?

Qual a duração da interfase?

Como explicam o traçado do gráfico no período S?


Regulação do ciclo celular

Todo o DNA está


replicado?

A célula tem
tamanho suficiente?

Prosseguir
para S, ou
ficar em G0?

Na fase G1, ocorre o primeiro momento de regulação. As células podem não iniciar
novo ciclo, permanecendo no estádio G0

O tempo de permanência em G0 depende não só do tipo de célula como das


circunstâncias que o rodeiam
No final da G2, um novo controlo determina a interrupção do ciclo ou a sua
continuação. Se tiverem ocorrido anomalias, por exemplo na replicação do
DNA, o ciclo é interrompido
Diferenciação celular

Organização do Operão da Lactose


Neste modelo existem:

Três genes estruturais que codificam a


síntese de 3 enzimas necessárias ao
metabolismo da lactose
Um gene regulador responsável pela
síntese de um repressor dos genes
estruturais

Um gene operador que é o local do DNA


onde se fixa o repressor impedindo a
transcrição dos 3 genes estruturais

Um gene promotor onde se liga a


RNA-polimerase para iniciar a
transcrição dos genes estruturais
As potencialidades genéticas dos indivíduos superam largamente as
características que eles expressam

Muitos genes que constituem o património genético destinam-se a


regular o funcionamento de outros genes

Os genes que se expressam num determinado contexto dependem


das relações que se estabelecem entre o DNA e o ambiente que
caracteriza esse contexto.

Muitas potencialidades genéticas diferenciadas encontram-se inibidas


e nunca chegam a expressar-se.
O controlo da expressividade dos genes pode fazer-se a vários níveis, quer
ao nível da transcrição, quer ao nível da tradução, e é sensível a variações
do ambiente