Você está na página 1de 4

Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana - UNEF

História da Comunicação – Prof.: Evandro Rabello


A história da Propaganda no Brasil começou exatamente no
dia 10 de setembro de 1808, quando surgiu o primeiro jornal
impresso no Brasil: a Gazeta do Rio de Janeiro, produzido
pela Imprensa Régia.
Publicava também informes sobre a política internacional,
em especial, à realidade européia diante dos conflitos
napoleônicos e a instabilidade das colônias americanas da
Espanha. Tendo como seu editor-chefe, o frei Tibúrcio José
da Rocha.
“Até o nascimento da Gazeta, a única forma de publicidade
que existia no Brasil eram cartazes rudimentares escritos a
mão e os pregões dos comerciantes nas ruas”, afirma José
Roberto Whitaker Penteado, um dos autores do livro
Propaganda no Brasil/Evolução Histórica, editado pela
Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM)’’.
E em meio a Crise de 29, que não abalou o desenvolvimento
da Publicidade no Brasil, surgiram painéis de estrada,
outdoors e as revistas e jornais se sofisticaram. Já na
década de 30, o rádio trouxe uma nova plataforma de
veiculação de anúncios expressos em jingles e programas
patrocinados como o Repórter Esso.
Primeira edição do Jornal Gazeta
do Rio de Janeiro; primeiro jornal
impresso no Brasil.

Venda de escravos anunciado


no jornal naquela época.