Você está na página 1de 29

Cicloconversores

Propsito dos cicloconversores


Utilizar uma adequada modulao do ngulo de disparo
dos conversores duais para obter uma forma de onda CA
na sada

= 1,17

cos(

= 1,17

()
Converso CA-CA, Ciclococonversores
Propsito dos cicloconversores
Variao do ngulo variao da forma de onda

= 1,17

cos(

)
Converso CA-CA, Ciclococonversores
Propsito dos cicloconversores
Operao em quatro quadrantes
Converso CA-CA, Ciclococonversores
Equao da tenso na carga

tenso eficaz mxima gerada


nmero de pulsos

tenso eficaz da fonte


Converso CA-CA, Ciclococonversores
Estrutura dos cicloconversores
A) Trifsico 3 pulsos com ponto mdio

=
3 3
2


Converso CA-CA, Ciclococonversores
Estrutura dos cicloconversores
B) Trifsico 6 pulsos em ponte para cargas monofsicas isoladas

=
3


Converso CA-CA, Ciclococonversores
Estrutura dos cicloconversores
C) Trifsico 6 pulsos em ponte para cargas no-isoladas

=
3


Converso CA-CA, Ciclococonversores
Estrutura dos cicloconversores
Tabela comparativa

=
3

=
3

=
3


(*) cos

vlido para cos


0
= 1
Converso CA-CA, Ciclococonversores
Frequncia das Harmnicas da Corrente
de Entrada
Converso CA-CA, Ciclococonversores
1. Harmnicas Caractersticas
As harmnicas caractersticas apresentam-se com
freqncias que independem da configurao do
circuito conversor ou do nmero de pulsos.
Converso CA-CA, Ciclococonversores
1.1) Para sada monofsica:



1.1) Para sada trifsica:





Converso CA-CA, Ciclococonversores
Onde:
n - 1, 2, 3, 4, ....,
fi - freqncia de entrada.
fo- freqncia de sada.
fH - freqncia das harmnicas
Converso CA-CA, Ciclococonversores
2. Harmnicas Dependentes da
Configurao do Cicloconversor
2.1. Cicloconversor de 3 Pulsos
2.1.1. Sada Monofsica

= 3(2 1) 1

(2 +1)

= (6 1)



2.1.2. Sada Trifsica Balanceada

= 3(2 1) 1

3(2 +1)

= (6 1)


Converso CA-CA, Ciclococonversores
Onde:
p - 1, 2, 3, 4, ....,
n - 0, 1, 2, 3, ....,








Converso CA-CA, Ciclococonversores
2.2. Cicloconversor de 6 Pulsos
2.2.1) Sada Monofsica

= (6 1)



2.2.2) Sada Trifsica Balanceada

= (6 1)


Converso CA-CA, Ciclococonversores
Aplicaes dos cicloconversores
Acionamento de motores CA de grande porte (potncia
> 5000HP)
A frequncia CA de sada deve ser menor que a
frequncia da rede (<80%)
Logo, o motor deve ser construdo para operar na sua
condio nominal com frequncia menor que a da fonte
Converso CA-CA, Ciclococonversores
Exemplo
Converso CA-CA, Ciclococonversores
Exemplo
Converso CA-CA, Ciclococonversores

= 100 ,
1
= 50 ,

= 66.6 ,

= 5 ,

= 1 ,

=
0,1 , = 1
Exemplo
Converso CA-CA, Ciclococonversores

= 100 ,
1
= 50 ,

= 66.6 ,

= 5 ,

= 1 ,

=
0,1 , = 1
Exemplo
Converso CA-CA, Ciclococonversores

= 100 ,
1
= 50 ,

= 75 ,

= 10 ,

= 1 ,

=
0,1 , = 1
Exemplo
Converso CA-CA, Ciclococonversores

= 100 ,
1
= 50 ,

= 75 ,

= 10 ,

= 1 ,

=
0,1 , = 1
Exemplo
Converso CA-CA, Ciclococonversores

= 100 ,
1
= 50 ,

= 80 ,

= 20 ,

= 1 ,

=
0,1 , = 1
Exemplo
Converso CA-CA, Ciclococonversores

= 100 ,
1
= 50 ,

= 80 ,

= 20 ,

= 1 ,

=
0,1 , = 1
Exemplo
Converso CA-CA, Ciclococonversores

= 100 ,
1
= 50 ,

= 90 ,

= 25 ,

= 1 ,

=
0,1 , = 1
Exemplo
Converso CA-CA, Ciclococonversores

= 100 ,
1
= 50 ,

= 90 ,

= 25 ,

= 1 ,

=
0,1 , = 1
Exemplo
Converso CA-CA, Ciclococonversores

= 100 ,
1
= 50 ,

= 100 ,

= 40 ,

= 1 ,

=
0,1 , = 1
Exemplo
Converso CA-CA, Ciclococonversores

= 100 ,
1
= 50 ,

= 100 ,

= 40 ,

= 1 ,

=
0,1 , = 1
Exemplo
Converso CA-CA, Ciclococonversores

= 100 ,
1
= 50 ,

= 50 ,

= 50 ,

= 1 ,

=
0,1 , = 1

Você também pode gostar