Você está na página 1de 14

Uso da estatística

na pesquisa em saúde
MEDIDAS DE FREQUENCIA DE EVENTOS
- Prevalência

- Incidência
Uso da estatística
na pesquisa em saúde
Conceitos básicos
Prevalência
Número de ‘casos’ de uma condição
específica e em determinado momento.
Exemplos:
a) Em 1998 havia 536.920 registros de pessoas
positivas para HIV no Brasil, correspondendo a
0,305% da população total.
b) A prevalência de HA na população adulta (18-64
anos) de Vitoria foi de 34% segundo pesquisa por
amostragem realizada em 1991-2001.
Uso da estatística
na pesquisa em saúde
Conceitos básicos
Prevalência
Número de ‘casos’ de uma condição
específica em determinado momento.
Importante:
Subjacente à prevalência, sempre há um
diagnóstico de “caso”. Portanto, os métodos
de diagnóstico e as definições de “caso”
têm grande importância para a validação dos
dados de prevalência.
Uso da estatística
na pesquisa em saúde
Conceitos básicos
Incidência:
Numero de “casos” que aparecem em
determinada populacao em certo intervalo
de tempo.

Evento incidente = morte mortalidade


Evento incidente = doenca morbidade
Uso da estatística
na pesquisa em saúde
Conceitos básicos
Casos incidentes:
Numero de “casos novos” que aparecem em
determinada populacao em certo intervalo
de tempo.

Enquanto a prevalencia expressa a situacao estatica de


uma doenca numa populacao, a incidencia expressa
a dinamica deste processo. Para isso a incidencia e
expressa sob a forma de “taxas” (medida relativa).
Uso da estatística
na pesquisa em saúde
Homicidios em julho de 2000:
- Rio de Janeiro: 372 casos = 372/31 = 12 casos/dia
- Vitoria: 17 casos = 17/31 = 0.55 casos/dia

A noticia:
“A taxa de homicidios no RJ e 21 vezes maior do que em
Vitoria”.
Uso da estatística
na pesquisa em saúde
Homicidios em julho de 2000:
- Rio de Janeiro: 372 casos = 372/31 = 12 casos/dia
- Vitoria: 17 casos = 17/31 = 0.55 casos/dia

A noticia:
“A taxa de homicidios no RJ e 21 vezes maior do que em
Vitoria”.
Para evitar tal distorção, a incidencia sempre deve ser
referenciada ao numero de “expostos”.
Populacao total e exposta: Rio 8 milhoes
Vitoria 300 mil
Uso da estatística
na pesquisa em saúde
Homicidios em julho de 2000:
- Rio de Janeiro: 372 casos = 372/31 = 12 casos/dia
- Vitoria: 17 casos = 17/31 = 0.55 casos/dia

Para se fazer comparaçðes de incidencia, a taxa precisa


ser corrigida para o mesmo numero de “expostos”
(10 mil, 100 mil, etc):
RJ = [376 x 100.000]/7.000.000 = 4,70 hom/100 mil-mes
Vit = [17 x 100.000]/300.000 = 5,66 hom/100 mil-mes
Uso da estatística
na pesquisa em saúde
Homicidios em julho de 2000:
- Rio de Janeiro: 372 casos = 372/31 = 12 casos/dia
- Vitoria: 17 casos = 17/31 = 0.55 casos/dia

A noticia 1:
“A taxa de homicidios no RJ e 21 vezes maior do que em
Vitoria”.
A noticia 2:
“A taxa de homicidios no RJ e x% menor do que em Vitoria”
ou

“A taxa de homicidios em Vitoria e x% maior do que no RJ”


Uso da estatística
na pesquisa em saúde
Homicidios em julho de 2000:
- Rio de Janeiro: 372 casos = 4,70/100 mil hab
- Vitoria: 17 casos = 5,44/100 mil hab

Para se comparar porcentagens, deve-se fornecer ao


leitor a ideia exata do que e considerado 100%

RJ e 100%, entao, Vitoria = [5,44/4,70] x 100% = 116%


Uso da estatística
na pesquisa em saúde
Homicidios em julho de 2000:
- Rio de Janeiro: 372 casos = 4,70/100 mil hab
- Vitoria: 17 casos = 5,44/100 mil hab

Para se comparar porcentagens, deve-se fornecer ao


leitor a ideia exata do que e considerado 100%

RJ e 100%, entao, Vitoria = [5,44/4,70] x 100% = 116%


“Vitoria tem taxa de incidencia de homicidios 16% maior do
que o Rio de Janeiro, segundo dados de julho/2000”.
Uso da estatística
na pesquisa em saúde
Homicidios em julho de 2000:
- Rio de Janeiro: 372 casos = 4,70/100 mil hab
- Vitoria: 17 casos = 5,44/100 mil hab

Para se comparar porcentagens, deve-se fornecer ao


leitor a ideia exata do que e considerado 100%

RJ e 100%, entao, Vitoria = [5,44/4,70] x 100% = 116%


“Vitoria tem taxa de incidencia de homicidios 16% maior do
que o Rio de Janeiro, segundo dados de julho/2000”.
Uso da estatística
na pesquisa em saúde
Homicidios em julho de 2000:
- Rio de Janeiro: 372 casos = 4,70/100 mil hab
- Vitoria: 17 casos = 5,44/100 mil hab

Para se comparar porcentagens, deve-se fornecer ao


leitor a ideia exata do que e considerado 100%

Vitoria e 100%, entao, RJ = [4,70/5,44] x 100% = 86%


“RJ tem taxa de incidencia de homicidios 14% menor do que
Vitoria, segundo dados de julho/2000”.
E nao: Vitoria tem 14% a mais de incidencia de homicidios!!!
Uso da estatística
na pesquisa em saúde
MEDIDAS DE FREQUENCIA DE EVENTOS
-Incidencia

-Prevalencia

- ajustes

-Interpreta;coes

-Corre;oes

-Problemas

-Solu;’oes

-Normais e anormais

Você também pode gostar