Você está na página 1de 61

Química

O que é a química?

A química é uma ciência que estuda


a constituição, as propriedades e
certas transformações dos materiais.
Esse estudo começa com a
observação dos materiais com vista à
sua classificação.
Onde encontramos o estudo da
química?
Classificação dos materiais

Naturais Sintéticos

Podem ser São produzidos pelo Homem


Podem ser
usados
tratados ou
como
transformados
existem na Manufacturados
Natureza
Classificação dos materiais
Estado Físico
Cor
Combustíveis
Substância e misturas de substâncias

Tem um só componente na
sua constituição São formados por dois ou
mais componentes

ex: Substâncias Puras


ex: Misturas de substâncias
Regras de Segurança no laboratório

- O laboratório é um lugar de trabalho sério.


- As portas devem abrir sempre para o exterior e estarem desbloqueadas
- Nunca cheirar directamente uma substância.
- Usar uma bata de algodão.
- Prender devidamente o cabelo.
- Proibido comer, beber mastigar pastilhas elásticas ou fumar no laboratório.
- Não misturar substâncias sem conhecimento do professor.
- Não derramar reagentes na pele.
- Não levar à chama recipientes que não foram feitos para tal.
- Nunca voltar a boca de um tubo de ensaio para o seu rosto ou para o do colega.
- Manter as bancadas arrumadas e limpas e o chão deve estar isento de
qualquer líquido.
- Saber o lugar e como funcionam os extintores do laboratório.
- Deitar material de vidro em recipientes próprios e não no habitual cesto de
papéis.
- Deitar no caixote no lixo todos os sólidos, papéis ou filtros que seja para
deitar fora.
- Deitar o ácido em cima da água e nunca contrário.
- Não encher demasiado um tubo de ensaio que vai ser aquecido.
- Não forçar a introdução de um rolha e material de vidro.
- Evitar trocas de tampas dos frascos.
- Não pegar nos frascos pelas rolhas.
- Não colocar substâncias inflamáveis perto de qualquer chama.
- Ler os rótulos dos frascos com atenção.
- Não colocar recipientes quentes sobre as bancadas frias.
- Não introduzir substâncias que não foram usadas nos frascos de onde
foram retiradas.
- Usar uma vareta para verter um líquido de um recipiente para o outro.
- Usar sempre óculos de protecção.
- Reconhecer e respeitar os diversos símbolos existentes nas embalagens de
algumas substâncias e no laboratório, tomando os devidos cuidados.
Material de Laboratório
Símbolos de Perigo
Tipos de misturas
Misturas Homogéneas

Tem o mesmo aspecto em toda a sua extensão. Os componentes não se


distinguem.
Misturas Coloidais
Muitas vezes parece-nos que estamos perante misturas homogéneas no
entanto se observarmos com mais cuidado, verificamos que não é bem
assim.

As misturas coloidais observadas a microscópio distinguem-se algumas


particulas de pequenas dimensões.

Exemplos:
leite
queijo
iogurte
maionese
nevoeiro
manteiga
tinta de parede
sangue
Misturas Heterogéneas

Tem aspectos diferentes. Os componentes da mistura distinguem-se a olho nu.


Soluções

Uma solução é uma mistura homogénea, que pode ter mais que dois
componentes

Soluto e solvente

Numa solução, a substância que se dissolve é chamada soluto (componente


em menor proporção) e a substância em que se dissolve o soluto é o

solvente (em maior proporção que os restantes componentes da solução).


As soluções em que o solvente é a água são chamadas soluções aquosas.
Podem existir vários tipos de solução:

Sólidas
Neste caso o solvente é sólido, e o soluto pode ser sólido, líquido ou gasoso.
Ex: bronze (cobre e estanho); liga de cobre e mercúrio; ouro utilizado em jóias; paládio e
hidrogénio;

Líquidas
O solvente é líquido, e o soluto pode estar em qualquer um dos estados físicos: sólido,
líquido ou gasoso.
Ex: água açucarada; água salgada; água da torneira; vinho;

Gasosas
Tanto o solvente como o soluto são gasosos.
Ex: ar; qualquer mistura de gases.
Algumas Regras de identificaçao de solventes

A composição qualitativa de uma solução indica quais os constituintes dessa solução,


enquanto que a composição quantitativa indica a quantidade de cada componente na
solução.
Composição Quantitativa das soluções

A concentração de um soluto numa solução indica a quantidade de soluto


por unidade de volume da solução.
No caso de várias soluções do mesmo soluto, a solução mais diluída é a que
tiver um menor valor de concentração, sendo a mais concentrada aquela que
apresentar um maior valor de concentração.
Os valores de concentração das diversas soluções só podem ser comparados
se estiverem expressos nas mesmas unidades.

Concentraçao da solução = Massa do soluto


Volume da Solução
C= m (soluto)
V (Solução)
Soluçâo Saturada

Uma solução está saturada quando não consegue absorver mais quantidade
de soluto.
Propriedades das Substancias

Quase todos os materiais que nos rodeiam são misturas.


É muito difícil ter um material isento de misturas.

As substâncias puras tem


propriedades que as caracterizam e
que nos permitem distinguir umas
substâncias das outras.
Ponto de Fusão e Ponto de Ebulição
Duas Propriedades Físicas
Os materiais existem fundamentalmente em três estados diferentes da matéria:

Sólido, Liquido e gasoso

Quando se aquece ou arrefece um material podem ocorrer mudanças de


estado.
Fusão – passagem do estado sólido para o estado liquido.
Solidificação – passagem do estado liquido para o estado sólido.
Vaporização – passagem do estado liquido ao gasoso. Quando ocorre
lentamente chama-se vaporização. Quando ocorre rapidamente chama-se
ebulição.
Condensação – passagem do estado gasoso ao liquido.
Sublimação – passagem do estado sólido directamente ao estado gasoso, ou a
passagem do estado gasoso para o estado sólido.
Ponto de Fusão

Quando se aquece uma amostra


sólida, a sua temperatura aumenta,
algum tempo depois, ocorre a
passagem do estado sólido para o
estado líquido, a fusão.
Se amostra é pura, apenas nesta
situação, a temperatura não aumenta
apesar do aquecimento. A temperatura
a que ocorre a fusão chama-se o
ponto de fusão, p.f.
O gráfico representa a
temperatura de uma
substância sólida durante o
tempo de aquecimento de uma
substância sólida.

A temperatura à qual ocorre a


solidificação chama-se ponto
de solidificação, p.s.
O gráfico representa a
temperatura de uma
substância líquida durante o
tempo de arrefecimento.
Ponto de Ebulição

Quando se aquece uma substância líquida, a


sua temperatura aumenta. Em dado instante
começa a ocorrer a passagem de liquido para
gasoso, e a temperatura não aumenta mais,
embora o aquecimento continue. A
temperatura à qual ocorre a ebulição de uma
substância chama-se ponto de ebulição,
p.e. Depois de toda a substância passar ao
estado gasoso a temperatura aumenta.
O gráfico representa a temperatura
de uma substância liquida durante o
tempo de aquecimento.

A temperatura à qual ocorre a


condensação chama-se ponto de
Condensação, p.c.
O gráfico representa a temperatura
de uma substância gasosa durante o
tempo de arrefecimento.
Densidade ou massa Volúmica-
Outra propriedade Física

O que é densidade?
A grandeza física cujo valor se determina dividindo a massa de uma
porção de substancia pelo volume chama se densidade ou massa
volúmica da substancia.

Unidades:
g\cm3
A densidade pode exprimir-se em diferentes unidades.

Cada substância tem um valor caracteristico para a densidade, a


determinada temperatura, que permite identificá-la.

A densidade e a flutuação dos corpos.

Os corpos flutuam na água quando são constituidos por materiais


menos densos que a água. Os que vão ao fundo são constituidos por
materiais mais densos do que a água.
Estado físico à Substância Densidade g/cm3
temperatura ambiente
Ouro 19,3
Chumbo 11.3
Prata 10,5
Sólido Cobre 8,9
Ferro 7,8
Aluminio 2,7

Magnésio 1,7

Gelo 0,9
Mercurio 13,6

Líquido Glicerina 1,3


Água 1,0
Álcool etílico 0,79

Oxigénio 0,0014
Hidrogénio 0,00009
Gasoso
hélio 0,00018
Algumas propriedades químicas
Sempre que uma substância tem uma propriedade química
característica dela e só dela, podemos usar essa propriedade
para identificar, realizando ensaios quimicos.

Quando realizamos ensaios quimicos, destruimos a amostra que


utilizamos.
Técnicas de separação de componentes
de Misturas Heterogéneas

Peneiração

Técnica de separação dos componentes


de misturas heterogéneas sólidas,
constituidas por grãos de tamanhos
diferentes.
Sublimação

Técnica de separação utilizada quando um dos componentes da mistura


heterogénea sólida sublima facilmente.
Separação Magnética

Técnica de separação usada quando um dos componentes da mistura


heterogénea sólida tem a propriedade ser atraída por ímanes.
Dissolução Selectiva

Técnica que permite extrair um componente de uma mistura depois de o


dissolver num solvente que dissolve só esse componente e que é necessa´rio
adicionar à mitura.
Decantação Solido-líquido

Técnica de separação adequada para misturas heteogéneas sólido-líquido


quando o componente sólido está depositado no líquido.
Filtração

Técnica de sepração adequada para misturas heterogéneas sólido-solido, que


contêm fragmentos sólidos em suspensão.
Centrifugação

Técnica que permite depositar pequanos fragmentos sólidos em suspensão


num liquido.
Decantação líquido-líquido

Técnica de separação de líquidos


imisciveis, ou seja, líquidos que não
se misturam homogeneamente.
Em síntese
As técnicas de sepração de componentes das misturas heterogéneas são
escolhidas de acordo com as caracteristicas das misturas e as propriedades
dos seus componentes. Muitas vezes, para conseguir a separação, é
necessário utilizar mais do que uma técnica.
Tipo de mistura Técnica de separação Finalidade
Misturas heterogéneas sólidas Peneiração Separar grãos de tamanho
diferentes.
Separação magnética Separar um componente
magnetizável
Sublimação Separar um componente que
sublima facilmente.
Dissolução selectiva Dissolver um componente num
solvente adequado para o separar
posteriormente
Misturas heterogéneas com Decantação sólido- liquido Separar um componente sólido
sólidos e líquidas depositado
Filtração Separar um componente sólido em
suspensão
Centrifugação Depositar componentes que
existem em suspensão para os
separar posteriormente
Misturas heterogéneas líquidas Decantação Liquido-Liquido Separar líquidos com densidades
bastante diferentes.
Técnicas de sepraçao de componentes
de Misturas Homogeneas

Cristalização
Técnica adequada para recuperar um sólido que se encontra dissolvido num
líquido.
Cromatografia

Técnica utilizada para separar substâncias coloridas que têm a propriedade


de serem transportadas a velocidades diferentes pelo mesmo solvente.
Destilação Simples

Técnica adequada para


separar um sólido do líquido
onde está dissolvido,
permitindo recuperar quer o
componente sólido quer o
líquido.
A destilação simples também
também se usa para separar
dois líquidos , desde que
tenham pontos de ebulição
bastante diferentes.
Destilação Fraccionada

Técnica adequada para separar


dois ou mais liquidos miscíveis
com pontos de ebulição próximos.
Neste tipo de destilação, usa-se
uma coluna de fraccionamento
que se coloca entre o balão de
destilação e o condensador.
Em síntese

- As técnicas de separação de componentes das misturas homogéneas são escolhidas


de acordo com as caracteristicas das misturas e as propriedade dos seus componentes.

Tipo de mistura Técnica de separação Finalidade

Misturas homogeneas Cristalização Obter um sólido que estava


formadas por sólidos ou dissolvido num líquido
líquidos dossilvidos em
Cromatografia Separar corantes
líquidos
Destilação simples -Separar um líquido de um
sólido nele dissolvido
- Separar líquidos com pontos
de ebulição bastantes
diferentes
Destilação Fraccionada Separar líquidos com pontos de
ebuliç~so diferentes ou
próximos
- A destilação simples de uma mistura homogénea líquida permite obter como destilado
o componente mais volátil, embora não totalmente puro.
- Na destilação fraccionada, os componentes destilam por ordem crescente dos seus
pontos de ebulição: primeiro os mais voleteis, depois os menos volateis.