Você está na página 1de 26

INTCEX

3 - ATIVIDADE EXPORTADORA E
IMPORTADORA
3.1 - POR QUE EXPORTAR?
• Diversificação de Mercados
• A estratégia de fazer da exportação uma
continuidade da atividade do mercado
interno, permite que a empresa amplie sua
base de clientes, pois, quanto maior o número
de mercados ela atingir, menos dependente
ela será.

3.1 - POR QUE EXPORTAR?
• Aumento da Produtividade
• Quando uma empresa começa a exportar, sua
produção aumenta numérica e
qualitativamente. Isso ocorre devido a
redução da capacidade ociosa existente, que é
obtida por meio da revisão dos processos
produtivos.

3.1 - POR QUE EXPORTAR?
• Melhora da Qualidade do Produto
• Outra vantagem bastante perceptível é a
melhoria da qualidade do produto. Esta
também tende a aumentar, pois a empresa
tem que adapta-lo as exigências do mercado
ao qual se destina, o que a obriga a
aperfeiçoa-lo.

3.1 - POR QUE EXPORTAR?
• Diminuição da Carga Tributária
• As empresas que exportam podem se utilizar
Incentivos Fiscais, que são benefícios
destinados a eliminar os tributos incidentes
sobre os produtos no mercado interno para
ser competitivo compensando o recolhimento
dos impostos internos:
• IPI, ICMS, COFINS, IOF,
3.1 - POR QUE EXPORTAR?
• Melhoria da Empresa
• Quando uma empresa passa a exportar ela
obtém melhoras significativas, tanto dentro da
empresa (novos padrões gerenciais, novas
tecnologias, novas formas de gestão,
qualificação da mão de obra, agregação de
valor á marca) quanto fora (melhoria da
imagem: frente a clientes, fornecedores e
concorrentes).

3.1 - POR QUE IMPORTAR?
• Importar produtos e serviços ajuda a sua
empresa à encontrar novos mercados, clientes
e fornecedores. Ao importar, você se
posiciona de maneira mais efetiva dentro do
mercado em que atua, possibilitando o
aumento da competitividade, atualização
tecnológica, aumento da produtividade e
rentabilidade inovando seus produtos.

3.2 - QUEM PODE EXPORTAR/IMPORTAR?
• As pessoas físicas e jurídicas, para exportar,
devem estar inscritas no REI - Registro de
Exportadores e Importadores.
• A inscrição no REI da SECEX é automática,
sendo realizada no ato da primeira operação
de exportação (Registro de Exportação – RE ou
Registro de Crédito - RC) em qualquer ponto
conectado ao SISCOMEX.


3.2 - QUEM PODE EXPORTAR/IMPORTAR?
• Como é feito o Registro de Exportador das Pessoas
Físicas?
• A pessoa física somente poderá exportar mercadorias
em quantidades que não revelem prática de comércio
e desde que não se configure habitualidade.
• Exceto
– Agricultor ou pecuarista, cujo imóvel rural esteja
cadastrado no Instituto Nacional de Colonização e Reforma
Agrária - INCRA, ou
– Artesão, artista ou assemelhado, registrado como
profissional autônomo


3.2 - QUEM PODE EXPORTAR/IMPORTAR?
• Como é feito o Registro de Exportador das
Pessoas Jurídicas?
• REI
• Habilitação no RADAR
- Limitada – iniciantes no Comex até
US$150.000,000
- Ilimitada – atuantes no Comex acima de
US$150.000,00



3.3 – PARA ONDE EXPORTAR/IMPORTAR
• Para onde exportar, é uma questão de atenção
ao mercado internacional, para suas
necessidades não só comerciais, como
geográficas e culturais.
• Deve-se fazer um estudo para adaptar o
produto às peculiaridades de cada país ou
região

3.4 - QUANDO EXPORTAR?
• Quando a empresa tiver
capacidade competitiva no
mercado internacional (alta
qualidade, baixo custo)
3.4 - QUANDO IMPORTAR?
• Quando a empresa precisar de tecnologia para
desenvolver um produto de impacto
internacional.
• Quando a empresa precisar de produtos que
não se encontram no mercado nacional sejam
eles matérias primas, insumos e mesmo
produtos acabados para compor o seu
produto final exportável
3.5 - COMO EXPORTAR?
• Criar uma empresa em condições de competir.
• Transportar o produto de forma competitiva
(logística internacional)
• Gerenciamento de mercados, selecionando:
- mercados
- parceiros
- comunicação
- política de distribuição

3.5 - COMO IMPORTAR?
• A importação é dividida em três
fases: administrativa, fiscal e cambial.
• A fase administrativa licenciamento das
importações.

3.5 - COMO IMPORTAR?
• A fase fiscal compreende o tratamento
aduaneiro, por meio do despacho de
importação, onde é verificada a exatidão dos
dados declarados pelo importador em relação
às mercadorias importadas, aos documentos
apresentados e à legislação específica, com
vistas ao seu desembaraço aduaneiro.

3.5 - COMO IMPORTAR?

• A fase cambial diz respeito à
operação de compra de moeda
estrangeira destinada a efetivação do
pagamento das importações
3.6 - O QUE EXPORTAR?
• Diante da diversidade de oportunidades e
produtos:
- capacidade de entender os mercados e suas
necessidades
- o produto cumpre as exigências do importador?
- quais as regras do mercado alvo?
- existem barreiras para o produto?
- quais as normas para exportação?
-
3.7 - EXPORTAR/IMPORTAR REQUER...
• Avaliar a capacidade de internacionalização
• Difundir a cultura de internacionalização
• Adaptar o produto ao cliente importador
• Monitorar a atividade da concorrência
• Avaliar alternativas na diversidade de
mercados
3.8 - BARREIRAS Á EXPORTAÇÃO
• Fatores Históricos: O Brasil só se abriu para o
mundo na década de 90. O Comércio Exterior
representa 2% do PIB
• Fatores Culturais: O brasileiro quer resultados
imediatos, a exportação requer persistência e
investimentos
• Fatores Estruturais: O brasileiro, devido ao
tamanho do nosso mercado, só se preocupa
em atender o mercado interno.
3.9 - PARA QUEM EXPORTAR/IMPORTAR ?
• Bilhões de compradores potenciais no mundo
• Muito espaço para conquistar principalmente
pela pequena/média empresa
• Selecionar o parceiro para continuidade da
exportações
• Busca de clientes através de fontes de
informação para possíveis clientes
importadores:
3.9 - PARA QUEM EXPORTAR/IMPORTAR ?
• Promoção comercial das embaixadas
• Apex
• Câmaras de comércio bilaterais
• Revistas especializadas
• Feiras Internacionais
3.10 - ADAPTAÇÃO DO PRODUTO
• Fatores culturais: Exportar manequins para
mostruário em países árabes, devem ser
enviados sem cabeça, pois nessa cultura não
se mostra a expressão do rosto humano
• Fatores ergonômicos: Para a Holanda,
manequins grandes, para o Japão manequins
menores
3.10 - ADAPTAÇÃO DO PRODUTO
• Fatores climáticos: exportar móveis requer o
conhecimento sobre o clima do importador e
assim tratar a madeira evitando deformações
e danos ao produto
• Fatores normativos: visando a proteção ao
meio ambiente, há países que exigem
embalagens recicláveis
3.11 - PERFIL DO MERCADO ALVO
• Conheça o mercado antes de exportar
• Quem são seus clientes, fornecedores e
distribuidores.
• Também deve conhecer as leis, regulamentos,
normas de qualidade e outros requisitos do
local.
3.11 - PERFIL DO MERCADO ALVO
• Prospectando o mercado em viagem ao exterior
• Pesquisa informal pode ser feita através de
viagem do exportador ao exterior
• É provável que a pequena empresa não disponha
de recursos para realizar pesquisas formais, mas
ela pode fazer uma pesquisa informal através de
uma viagem do exportador ao mercado-alvo.
Desta forma, ele pode prospectar o mercado,
visitar os canais de distribuição e fazer contatos
com importadores.