Você está na página 1de 26

WORKSHOP

FORMATIVO
“MODELO DE
AUTOAVALIAÇÃO DAS
BIBLIOTECAS
ESCOLARES
Formanda: Carla Martins

Agrupamento de Escolas de Pegões, Canha e Santo Isidro


Novembro 2009
APRESENTAÇÃO
INTRODUÇÃO
Aluno como
construtor Conhecimento
do próprio baseado em
Conhecimento inquirições contínuas
(construtivismo) (inquiry-based learning)

Gerir a mudança
Desenvolvimento
baseada no impacto
de novas
que as BE
literacias
têm na escola

Assim, existe a necessidade de observar e


analisar o produto final do trabalho da BE
Pertinência de um modelo de
autoavaliação
Finalidades:
• Instrumento pedagógico e de melhoria
contínua das práticas;
• Avaliação do impacto do trabalho da BE
- no funcionamento global da escola;
- nas aprendizagens dos alunos;
• Identificação de áreas de sucesso e de
dificuldades.
Ideias impulsionadoras
• Noção de valor - experiência e
benefícios que proporciona;
• Processo pedagógico e regulador da BE;
• Trabalho de reflexão relativo a áreas
nucleares;
• Recolha de evidências para identificação
de pontos fracos e fortes.
MODELO ENQUANTO
INSTRUMENTO
PEDAGÓGICO E DE
MELHORIA
Conceito de Evidence-based
Practice no processo de
autoavaliação
• Recolha de evidências do trabalho diário

• Todd: “EBP combines Professional wisdom,


reflective experience, and understanding of
students’ needs with the use of research-
derived evidence to make decisions about how
thw school library can best meet the
instructional goals of the school”.
Práticas de pesquisa-acção

Identificação
do problema
Recolha
de evidências

Análise
das evidências

Conhecimento/
experiência
Impacto da BE
na Escola
Avaliação da BE

Impacto qualitativo da BE

Mudanças nas atitudes/valores/


conhecimentos dos utilizadores

Resultados
Optimização do processo através
de...

• Identificação de pontos críticos;


• Promoção de relações entre os diversos
domínios;
• Análise do impacto/ percepção de
situações específicas;
• Liderança forte e visão estratégica
ORGANIZAÇÃO
ESTRUTURAL E
FUNCIONAL
O Modelo assenta em quatro domínios:
1. 2. 3. 4.
Apoio ao Leitura e Projecto, Gestão da BE
Desenvolvimento Literacia Parcerias e
Curricular Actividades Livres
e de Abertura à
Comunidade
Articulação Apoio a actividades Articulação com a
curricular com as escola
estruturas da escola

Parcerias Serviços prestados


pela BE

Condições materiais
e recursos humanos

Gestão da colecção
Domínios agrupados
em três grandes
áreas
1. Integração na escola
e no processo ensino
aprendizagem

 Cumprir objectivos educacionais e


programáticos da escola;
 Articular com as diferentes estruturas;
 Desenvolver um programa de literacia da
informação;
 Promover hábitos de leitura.
2.Gestão da BE

• Afectação/liderança do professor bibliotecário e sua


equipa;

• Integração no desenvolvimento curricular.

3. Acesso. Qualidade da colecção


• Organização e equipamento funcional;

• Disponibilização de recursos em diferentes suportes


Organização da recolha de
evidências
Os dados recolhidos são resultados de
diversos registos:

• a) Documentos já existentes (PCT, PAA da BE,


Regulamentos, etc.);
• b) Registos diversos (actas de reuniões, relatos de
actividades, etc.);
• c) Materiais elaborados pela BE;
• d) Estatísticas produzidas pela BE;
• e) Trabalhos realizados pelos alunos;
• f) Instrumentos elaborados unicamente para recolher
informação no âmbito da avaliação da BE.
Perfis de desempenho
Níveis Descrição

4 A BE é muito forte neste domínio. O


trabalho desenvolvido é de grande
qualidade e com um impacto bastante
• Na avaliação de perfis positivo.
de desempenho, 3 A BE desenvolve um trabalho de qualidade
delineou-se uma escala neste domínio, mas ainda é possível
melhorar alguns aspectos.
de quatro níveis:
2 A BE começou a desenvolver trabalho neste
domínio, sendo necessário melhorar o
desempenho para que o seu impacto seja
mais efectivo.

1 A BE desenvolve pouco ou nenhum trabalho


neste domínio, o seu impacto é bastante
reduzido, sendo necessário intervir com
urgência.
Este modelo será aplicado
faseadamente, num
período de quatro anos,
sendo cada ano referente a
um só domínio.
APLICAÇÃO À REALIDADE
DA ESCOLA/ BE
Oportunidades
Com a implementação do modelo,
impõem-se alguns desafios:

• Afirmação das competências do professor


bibliotecário;
• Realização de um processo de formação;
• Diagnóstico/ avaliação do impacto da BE;
• Comunicação constante com Direcção da escola;
• Interacção com Conselho Pedagógico;
• Interacção com Departamentos/ professores;
• Promoção do papel fundamental da BE;
• Motivação dos docentes para colaborarem com a BE;
• Confirmar a importância/ relevância do apoio da RBE.
Constrangimentos

• Reconhecimento por parte da escola;

• Relação com a avaliação externa da


escola.
GESTÃO PARTICIPADA DE
MUDANÇAS QUE A SUA
APLICAÇÃO IMPÕE
Implementação do processo
(relação com...)

• Planeamento da BE Plano de Acção;

• Avaliação interna e externa da escola

divulgação de resultados;

• Importância do papel do professor


bibliotecário.
Resultados esperados
•Responsabilização pelos resultados perante os
diversos intervenientes;

•Validação dos sucessos/ identificação dos


constrangimentos;

•Definição de estratégias de melhoria;

•Feedback relativo ao apoio da RBE.


CONCLUSÕES
• A avaliação é um instrumento de melhoria da qualidade. Os
resultados obtidos no processo de autoavaliação devem ser
objecto de análise colectiva e de reflexão na escola e
originar a implementação de medidas adequadas aos
resultados obtidos;

• Esta análise deverá identificar os sucessos (pontos fortes)


no trabalho realizado em cada um dos domínios e as
limitações (pontos fracos), que deverão ser alvo de medidas
de remediação;

• Este método avaliativo dará uma visão global do trabalho e


da missão da BE no contexto escolar.
REFERÊNCIAS
BIBLIOGRÁFICAS

• Texto da sessão disponibilizado na


plataforma;

• RBE, Modelo de autoavaliação das


Bibliotecas Escolares;

• The Evidence-based Manifesto for


School Librarians.
PARTE II
De seguida, terá lugar um pequeno trabalho de grupo,
subordinado ao tema:

“As possíveis mudanças consequentes da autoavaliação


do trabalho desenvolvido pela BE na escola”

Cada grupo apresentará conclusões e terá lugar um


debate entre todos os participantes.