Você está na página 1de 25

POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DO TRABALHADOR E DA TRABALHADORA

CENTRO DE REFERÊNCIA EM SAÚDE DO TRABALHADOR Cerest REGIONAL SÃO LUÍS

Poliane Mendes Gonçalves

Assistente Social Mestranda em Desenvolvimento Socioeconômico/UFMA

Esp. em Epidemiologia em Saúde do Trabalhador/UFBA (concluindo) Esp. em Gestão em Saúde/UFMA

POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DO TRABALHADOR E DA TRABALHADORA

PORTARIA Nº 1.823, DE 23 DE AGOSTO DE 2012

Art. 2º A Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora tem como finalidade definir os princípios, as diretrizes e as estratégias a serem observados pelas três esferas de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS), para o desenvolvimento da atenção integral à saúde do trabalhador, com ênfase na vigilância, visando a promoção e a proteção da saúde dos trabalhadores e a redução da morbimortalidade decorrente dos modelos de desenvolvimento e dos processos produtivos.

POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DO TRABALHADOR E DA TRABALHADORA

PORTARIA Nº 1.823, DE 23 DE AGOSTO DE 2012

POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DO TRABALHADOR E DA TRABALHADORA PORTARIA Nº 1.823, DE 23 DE AGOSTO

Art. 3º Todos os trabalhadores, homens e mulheres,

independentemente de sua localização, urbana ou rural, de sua forma de inserção no mercado de trabalho, formal

ou informal, de seu vínculo empregatício, público ou

privado, assalariado, autônomo, avulso, temporário,

cooperativados, aprendiz, estagiário, doméstico, aposentado ou desempregado são sujeitos desta Política.

POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DO TRABALHADOR E DA

TRABALHADORA

PORTARIA Nº 1.823, DE 23 DE AGOSTO DE 2012

POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DO TRABALHADOR E DA TRABALHADORA PORTARIA Nº 1.823, DE 23 DE AGOSTO

Art. 14. Cabe aos CEREST, no âmbito da RENAST:

I - desempenhar as funções de suporte técnico, de educação permanente, de coordenação de projetos de promoção,

vigilância e assistência à saúde dos trabalhadores, no âmbito

da sua área de abrangência;

II - dar apoio matricial para o desenvolvimento das ações de

saúde do trabalhador na atenção primária em saúde, nos serviços especializados e de urgência e emergência, bem

como na promoção e vigilância nos diversos pontos de

atenção da Rede de Atenção à Saúde; e

POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DO TRABALHADOR E DA

TRABALHADORA

PORTARIA Nº 1.823, DE 23 DE AGOSTO DE 2012

POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DO TRABALHADOR E DA TRABALHADORA PORTARIA Nº 1.823, DE 23 DE AGOSTO

III - atuar como centro articulador e organizador das ações intra e intersetoriais de saúde do trabalhador, assumindo a

retaguarda técnica especializada para o conjunto de ações e

serviços da rede SUS e se tornando pólo irradiador de ações e

experiências de vigilância em saúde, de caráter sanitário e de base epidemiológica.

Lei Orgânica da Saúde: Lei nº 8.080/90

Art. 6º Estão incluídas ainda no campo de atuação do Sistema Único de Saúde-SUS:

I - a execução de ações:

  • a) de vigilância sanitária;

  • b) de vigilância epidemiológica;

  • c) de saúde do trabalhador; e

  • d) de assistência terapêutica integral, inclusive

farmacêutica.

Lei Orgânica da Saúde:

Lei nº 8.080/90

Art.6 § 3º - Entende-se por saúde do trabalhador, para fins desta lei, um conjunto de atividades que se destina, através das ações de vigilância epidemiológica e vigilância sanitária, à promoção e

proteção da saúde dos trabalhadores, assim como

visa a recuperação e a reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos aos riscos e agravos

advindos das condições de trabalho.

Equipe Técnica

Coord.: Alexssandra Simião enf. Sanitarista Médico do trabalho Enfermeira do Trabalho Assistente Social Psicólogo Terapeuta Ocupacional Fisioterapeuta Técnico em enfermagem Técnico em Segurança do Trabalho Engenheiro de Segurança do Trabalho Fonoaudiólogo Pedagoga Agentes Administrativos

NOTIFICAÇÃO

NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA

DOS AGRAVOS À SAÚDE DOS

TRABALHADORES

Portaria nº 104 de 25 de janeiro de 2011

NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA

INSTRUMENTOS LEGAIS

Portaria nº 104 de 25 de janeiro de 2011 Define as terminologias adotadas em legislação nacional, conforme o disposto no Regulamento Sanitário Internacional 2005 (RSI 2005), a relação

de doenças, agravos e eventos em saúde pública

de notificação compulsória em todo o território nacional e estabelece fluxo, critérios,

responsabilidades e atribuições aos profissionais e

serviços de saúde.

Portaria nº 104 de 25 de janeiro de 2011

Art. 7º A notificação compulsória é obrigatória a todos os profissionais de saúde médicos, enfermeiros, odontólogos, médicos veterinários, biólogos, biomédicos, farmacêuticos e outros no exercício da profissão, bem como os responsáveis

por organizações e estabelecimentos públicos e

particulares de saúde e de ensino, em conformidade com os arts. 7º e 8º, da Lei nº 6.259,

de 30 de outubro de 1975.

Portaria nº 104 de 25 de janeiro de 2011

ANEXO III

Lista de Notificação Compulsória em Unidades Sentinelas LNCS

1. Acidente com exposição a material biológico relacionado ao trabalho;

  • 2. Acidente de trabalho com mutilações;

  • 3. Acidente de trabalho em crianças e adolescentes;

  • 4. Acidente de trabalho fatal;

  • 5. Câncer Relacionado ao Trabalho;

  • 6. Dermatoses ocupacionais;

  • 7. Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT)

  • 8. Perda Auditiva Induzida por Ruído - PAIR relacionada ao trabalho;

  • 9. Pneumoconioses relacionadas ao trabalho;

10. Transtornos Mentais Relacionados ao Trabalho

11. Intoxicações Exógenas

Indicadores Saúde do Trabalhador

SAÚDE DO TRABALHADOR

INDICADOR: Proporção de municípios com casos de doenças ou agravos relacionados ao trabalho notificados

DIRETRIZ: Redução dos riscos e agravos á saúde da população, por meio das ações de promoção e vigilância em saúde

META: Ampliar o número de municípios com casos de doenças ou agravos relacionados ao trabalho notificados.

OBJETIVO: Fortalecer a promoção e vigilância em saúde

PARÂMETRO NACIONAL: 80% dos municípios com casos de doenças ou agravos relacionados ao trabalho notificados.

AGRAVOS DE SAÚDE DO TRABALHADOR NOTIFICADOS NO MARANHÃO PERÍODO: 2010-2013

AGRAVO / ANO

2010

2011

2012

2013

META/ ESTADO

80%

MARANHÃO

1.098

1.419

1.771

971

META 174 MUNICÍPIO

ACIDENTE COM EXP. A MATERIAL BIOLÓGICO RELAC. AO TRABALHO

312

410

318

136

 

ACIDENTES GRAVES

617

793

1.176

608

 

INTOXICAÇÕES EXÓGENAS

167

194

268

214

 

LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO/LER/DORT

2

7

7

12

 

TRANSTORNO MENTAL RELACIONADO AO TRABALHO

 

12

 

1

 

CÂNCER REL.AC. AO TRABALHO

   

1

   

DERMATOSES OCUPACIONAIS

 

3

1

   

PAIR (PERDA AUDITIVA INDUZIDA POR RUIDO)

         

FONTE: SINAN/SES /MA Em: 27.08.2013

NÚMERO DE AGRAVOS RELACIONADOS AO TRABALHO POR MUNICÍPIO/REGIÃO SÃO LUÍS

         

META REGIÃO

ANO

2010

2011

2012

2013

100%

         

META

QUANTITATIVO/REGIÃO

665

777

694

296

MUNICÍPIO (Nº ABSOLUTO)

Alcântara

2

7

1

1

6

Paço do Lumiar

32

31

49

18

50

Raposa

3

13

9

4

10

São José de Ribamar

55

45

48

23

50

SÃO LUÍS

573

681

587

250

615

FONTE: SINAN /SES /MA

Em: 27. 08. 2013

AGRAVOS DE SAÚDE DO TRABALHADOR NOTIFICADOS REGIÃO SÃO LUÍS

PERÍODO 2010-2013

AGRAVOS/PERÍODOS

2010

2011

2012

2013

QUANTITATIVO/REGIÃO

665

777

694

296

ACIDENTES COM MAT BIOLÓGICOS

240

 
  • 320 223

75

ACIDENTES GRAVES

422

 
  • 455 463

189

INTOXICAÇÕES

EXÓGENAS

 
  • 2 6

2

 

29

LER/DORT

 
  • 1 2

 

3

FONTE: SINAN/SES /MA Em: 27.08. 2013

O que está sendo realizado ....

Ação de implantação da saúde do trabalhador da Saúde do Trabalhador na Regional São Luís - MA e na Regional Santa Inês - MA.

Ação de implantação da Saúde do Trabalhador na Atenção Básica.

Participação na elaboração de um Projeto de Lei de criação da Vigilância em Saúde do Trabalhador.

Notificação de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho nas Unidades Urgência e Emergência.

Capacitação dos Hospitais Particulares de São Luís p/ a Notificação de Agravos relacionados ao Trabalho.

Realização da análise da situação de segurança e saúde dos trabalhadores;

Levar em consideração não apenas o ambiente de trabalho, mas também o trabalhador;

Intervenção nos processos e ambientes de trabalho; Orientações aos trabalhadores visando a prevenção de acidentes de trabalho;

Propor melhorias do ambiente e das condições de trabalho;

Estabelecimento de Nexo causal.

Contribuir para alimentação dos Sistema de Informação SINAN/NET

OBRIGADA!

CENTRO DE REFERÊNCIA EM SAÚDE DO TRABALHADOR CEREST REGIONAL SÃO LUÍS

  • Rua Paulo VI, nº 08, Canto da Fabril, São Luís MA

    • Fone: (98) 3232-3363

    • Email: cerestsl@hotmail.com

      • Horário de funcionamento:

08:00h às 18:00h