EUROPA

POPULAÇÃO E ECONOMIA









Prof. Júlio Cesar G. de Siqueira
e-professorjulio.webnode.com.br
POPULAÇÃO EUROPÉIA


A população absoluta é composta por 731,1 milhões de habitantes, o equivalente a
11% da população mundial.

Levando em conta a extensão territorial observamos que a Europa possuí uma alta
densidade demográfica, entre 70 e 381 hab/km
2

IMIGRANTES


O alto padrão de vida da maioria dos países europeus atraiu imigrantes em busca
de oportunidades de trabalho.

A maioria dos estrangeiros submetem-se a trabalhos normalmente rejeitados pelo
europeu, mas que rendem significativas somas quando comparado aos salários do
país de origem.

Alguns imigrantes vivem na ilegalidade, com documentos falsos.

Os imigrantes sofre com a XENOFOBIA, que é uma forma de discriminação
praticada principalmente por grupos organizados que atribuem ao estrangeiro a
responsabilidade de problemas sociais como desemprego.
IMIGRANTES


Grande parte do contingente de imigrantes da Europa são africanos, em busca de
uma qualidade de vida melhor se arriscam em pequenos barcos atravessando o
Mediterrâneo.

Sem estudo, trabalham nas construções, restaurantes e limpeza. Trabalhos que os
europeus não querem fazer e que não exige mão de obra qualificada.
ESTRUTURA DA POPULAÇÃO


Em sua grande maioria a Europa é divida por países desenvolvidos, esse fato
pressupõe que as populações destes países possuam boa qualidade de vida.


Em países ricos, normalmente se observa:

PEQUENO CRESCIMENTO VEGETATIVO
E
EXPECTATIVA DE VIDA BASTANTE ELEVADA.


Para melhor analisar estes dados vamos analisar a pirâmide etária da Europa 2006
comparando com a pirâmide de países subdesenvolvidos como da África.
PIRÂMIDES ETÁRIAS



Nos países desenvolvidos a base é mais estreita, o que indica uma baixa taxa de natalidade,
diferente nos países subdesenvolvidos que a base é larga.

Em países desenvolvidos o topo é mais largo o que mostra que a população de idosos é
maior bem como a expectativa de vida da população.

Outro aspecto a ser observado é o corpo da pirâmide, que em países desenvolvidos é mais
largo indicando o predomínio da população ADULTA, desta forma podemos chamar estes
países de ADULTOS.
TAXAS



Taxa de Crescimento Vegetativo: BAIXAS

Causas: Planejamento familiar, métodos contraceptivos, grau de instrução, custo de vida alto e
inserção da mulher no mercado de trabalho..


Taxa de Mortalidade: BAIXAS

Causas: excelentes condições de saúde, saneamento básico, atendimento hospitalar e
alimentação.

Desenvolvidos
(Europeus)
Subdesenvolvidos
(Africanos)
Brasil
Mortalidade Infantil
(por mil hab.)
8 164 (Serra Leoa) 22
Expectativa de Vida
(média)
78 anos

51 anos

72 anos

http://www.indexmundi.com/
IDH


O Índice de Desenvolvimento Humano mede a qualidade de vida,observando os
padrões de educação, saúde e renda. Quanto mais perto do valor 1,0 melhor são as
condições de vida da população (educação, renda e saúde).

Na Europa todos os países estão entre um IDH médio pra alto.





IDH

Noruega - 0,968
Islândia - 0,968
Irlanda - 0,960
Países Baixos (Holanda) - 0,958
Suécia - 0,958
Luxemburgo - 0,956
Suíça - 0,955
França - 0,955
Finlândia - 0,954
Dinamarca - 0,952
Áustria - 0,951
Espanha - 0,949
Bélgica - 0,948

Com isso chegamos a conclusão que :

Os países possuem uma
boa qualidade de vida

Baixas taxas de
natalidade e mortalidade

as pessoas tem um maior
poder de consumo devido a renda

há um maior contingente de
mão de obra qualificada

Economia – Agropecuária


As baixas temperaturas e a baixa quantidade de terra para plantações faz com que o governo
europeu de subsídios para seus agricultores:

Subsídios: incentivos governamentais que garantem a redução de custos para o produtor,
assegurando os rendimentos projetados para cada plantio.

Outro aspecto importante é a utilização de técnicas e equipamentos modernos, desta forma a
produtividade atinge alto desempenho e competitividade no mercado externo.

Devido a elevada pressão demográfica os alimentos produzidos são consumidos
internamente, não sendo exportado para o mercado externo.

Economia – Agropecuária


A agricultura em países desenvolvidos como os europeus é do tipo:

INTENSIVA

Tipo de agricultura que utiliza técnicas de plantio modernas como produtos
transgênicos bem como máquinas e equipamentos de última geração , acarretando
em uma maior produtividade – porém a utilização destas técnicas pode trazer
alguns problemas ambientais.

Nos países subdesenvolvidos é do tipo:

EXTENSIVA

Tipo de agricultura realizada em grandes áreas, empregando pouco capital e
técnicas agrícolas tradicionais e por isso apresenta baixa produtividade.
Economia – Extrativismo


O principal produto de extração é o petróleo e seus maiores produtores são Federação Russa
(3º Maior Produtor Mundial), Noruega e Reino Unido.

O carvão mineral também merece destaque tendo grande participação na economia de países
como a Federação Russa, Polônia, Ucrânia, Alemanha, Reino Unido , República Tcheca e
Espanha, sendo o principal combustível da Revolução Industrial.

O gás natural explorado no Reino Unido, Noruega e Holanda, sendo a Federação Russa o
maior produtor mundial.

Ouro e diamante também são explorados na Federação Russa.




Rússia
Economia – Turismo


A Europa constitui um imenso museu histórico-cultural, o antigo e o novo convivem lado a lado
neste continente.

Uma das grandes facilidades no turismo europeu é a proximidade ente os países e meios
velozes e confortável de locomoção.

Também há a vantagem de 27 países pertencerem a EU (União Européia) e possuírem um
sistema monetário único.

O turismo cultural, juntamente com as arquiteturas dos seus povos milenares, coloca o turismo
como uma grande fonte econômica da Europa. Dos 10 países que mais arrecadam com
turismo no mundo, 7 são europeus.

Economia – Turismo


Economia – Industrias


As industrias na Europa em sua grande maioria são as de Bens de Consumo, que
transformam as matérias prima em produtos destinando suas produções para os
consumidores finais. Pois as sociedades nos países desenvolvidos como os Europeus
possuem um alto poder de compra bem como um modo de vida consumista.

Também temos as indústrias de bem de capital, que são responsável pelos maquinários e
equipamentos que serão utilizados em outras industrias em seus processos produtivos.

E as industrias de bem de produção que industrializam as matérias primas de origem mineral,
como siderúrgica e as petroquímicas.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful