Você está na página 1de 1

A Infertilidade Humana

Bárbara Costeira ba_costeira@hotmail.com ; Mariana Valente marianitavale@hotmail.com

Raquel Costeira rakelcosteira@hotmail.com


12ºB
Orientador: Professor Rui Soares ruisoares65@gmail.com
Escola Secundária de Estarreja

Introdução:
O desejo de muitos casais de ter um filho é natural. No entanto, por vezes, satisfazer este desejo é difícil. A infertilidade afecta, actualmente, cerca de 10 a 15 % dos casais, sendo 20% dos casos provocados por
infertilidade masculina, 40% por infertilidade feminina e outros 40% por uma combinação de ambas ( Gráfico 1 ) . Apesar dos casos de infertilidade terem vindo a aumentar ultimamente , são também cada vez mais os que conseguem ser
solucionados, recorrendo-se a técnicas de reprodução medicamente assistida em cerca de 50% dessas situações.
No caso que estudámos, um casal de nacionalidade brasileira, Fred e Anne,, decidiu ter um filho logo após o casamento, o que não foi possível devido a razões por ele desconhecidas. Dirigiu-se, então, a um médico especialista
em casos de infertilidade, o Dr.Arnaldo, que acabou por resolver, após bastante trabalho, o seu problema.

Objectivos:
Com este poster, pretendemos informar a comunidade escolar acerca da infertilidade, um problema que afecta cada vez mais a população portuguesa. Iremos apresentar alguns casos de infertilidade feminina e masculina,
respectivos sintomas e formas de diagnóstico, assim como possíveis vias de tratamento .

Desenvolvimento:
fáceis de executar. Sabendo que a infertilidade no homem pode ter diversas causas, o doutor fez uma síntese das várias possibilidades:
Na tentativa de descobrir a causa da infertilidade do casal, o Dr. Arnaldo começou por analisar Fred já que os testes à infertilidade masculina são mais

Causas da Infertilidade Descrição Sintomas Diagnóstico Tratamento


Problemas que Varicocele - Presença de varizes nas
veias perto do escroto que
- Dores testiculares ;
-Diminuição dos testículos ; Como as varizes são visíveis a Recorrer a uma cirurgia
causam anomalias causam o aumento da - Sensação de peso nos testículos ; olho nu, um exame médico seria para fechar as veias.
temperatura e diminuição -Aparecimento de uma veia visível suficiente.
estruturais nos do fluxo sanguíneo. perto do escroto.
espermatozóides
Orquites - Infecções testiculares - Dores na zona afectada ; Recurso a testes como:
provocadas por bactérias e - Sensação de peso nos testículos ; -leucogramas ;
Toma de antibióticos, anti-
inflamatórioss, analgésicos
vírus. - Febre. -exames à urina; e paragem da actividade
-ecografias escrotais ; sexual.
-urocultura .

Anomalias nos canais transportadores dede espermatozóides


- Existência obstruções ,
infecções, tumores e
(epidídimos, canais deferentes e uretra) - Recorrer a uma TRA no
caso de o tratamento ser
malformações que impedem a Exames ao esperma – espermograma. impossível.
passagem dos - Se forem simples
espermatozóides. obstruções, convém fazer
uma micro cirurgia.
Gráfico 1 – Distribuição da infertilidade pelo mundo.

Anticorpos antiespermatozóides - Quando o corpo do


indíviduo considera os Podem usar-se dois exames Administração de
espermatozóides corpos diferentes: cortiosteróides. Se este
estranhos, produz -MAR (Mixed Agglutination tratamento não funcionar, Banco de Imagens
anticorpos que dificultam reaction); convém recorrer a uma das
a sua mobilidade. -exame das imunoesferas TRA.
(immunobead test).

Anomalias a nível hormonal Ausência de testosterona


devido ao mau
funcionamento da hipófise
e/ou do hipotálamo Exames urinários. Medicação com doses de
provocado por: testosterona.
-tumores;
-inflamações ;
-traumatismos ;
-anomalias genéticas.

Depois dos vários testes, o Dr. Arnaldo apercebeu-se de que nenhum dos problemas, acima mencionados, se verificavam em Fred. Assim, decidiu iniciar a análise de
Anne. Tal como nos homens, nas mulheres são muitas as causas de infertilidade:

Fig. 1 – Espermatozóides anómalos observados


ao microscópio electrónico.
Causas da Descrição Sintomas Diagnóstico Tratamento
Infertilidade
Feminina

Problemas ao A nidação e o desenvolvimento de


endométrio podem ser prejudicados por:
- Dor pélvica; Podem realizar-se exames como:
-Significativa hemorragia menstrual ou ausência -histerossalpingografia (HSG);
Remoção cirúrgica (em casos de anomalia ou alteração
da posição);
nível do útero -fibromas ; dela ; - laparoscopia . Quimioterapia e radioterapia, tendo-se de recorrer

-tumores malignos; - Abortos espontâneos . posteriormente à fertilização in vitro e a uma barriga


-pólipos; de aluguer . (tumores malignos).
-malformações ;
-alteração da posição do útero.

Problemas - Vaginismo ou malformações podem


dificultar o acto sexual e provocar
- Dor devido à pressão que se pode gerar com a - Ecografia transvaginal
não libertação da menstruação. (detecção de malformações ).
- Cirurgias .

Vaginais libertação de secreções muito ácidas ou


alcalinas que destroem os
espermatozóides.

Anomalias no DST e infecções alteram a textura do


muco cervical, impedindo a passagem dos
- Abortos espontâneos . Exames que detectem a
dilatação do colo do útero;
- Cirurgia ou introdução de um anel para fechar o colo
do útero;
colo do útero espermatozóides;
Dilatação do colo do útero;
Análises ao muco após o acto -Inseminação intra-uterina com lavagem dos
sexual. espermatozóides (casos de muco cervical incompetente).
Produção de substâncias com anticorpos

antiesperma.

Fig. 2 – Varicocele

Anomalias nas -Infecções , miomas , fibromas ou


acumulação de resíduos, resultantes da
Podem ser realizados certos
exames como:
-Remoção de parte dos resíduos acumulados até abrir um
canal livre e posterior união das trompas.
Trompas de ovulação, nas trompas podem provocar a -histerossalpingografia (HSG); -Em casos de atrofio, é necessário recorrer à
ocorrência de uma obstrução tubar; -laparoscopia com exame das fertilização in vitro.
Falópio -As trompas podem encontrar -se trompas.
atrofiadas ou enoveladas.

Disfunções A ovulação pode ser impedida por


variações na produção de:
- Ausência de fluxo menstrual ;
No caso dos quistos nos ovários, pode ocorrer
-Testes que permitam saber se a
ovulação está a ocorrer, como a
-Administração de hormonas ou medicamentos que
estimulem a ocorrência de ovulação;
hormonais e -GnRH pelo hipotálamo ;
FSH e LH pela hipófise;
também: medição da temperatura basal. -No síndrome de ovário poliquístico , deve-se tomar um
- aumento de peso; -Exames de ginecologia , medicamento com GnRH que provoca a ovulação ou
falta de estrogénios e progesterona pelos - acne; endocrinologia ou dermatologia realizar uma cirurgia para retirar os quistos. A
ovulação ovários.
Estas variações podem ter origem em:
- resistência à insulina;
- queda de cabelo;
(casos de síndroma de ovário
poliquístico).
medicação inibidora de androgéneos é também importante.
-tumores; -desenvolvimento de características físicas
-hipotiroidismo ; masculinas devido ao aumento de androgéneos;
-síndroma dos ovários poliquísticos -hirsutismo (crescimento excessivo de pêlos
(quistos ocupam o espaço dos oócitos). terminais na mulher).
Fig. 3 - Endometriose

Endometriose Crescimento do tecido endometrial fora


do útero, em zonas como:
- Dor abdominal ;
- Dor na zona pélvica;
Para o seu diagnóstico pode
recorrer-se:


Cirurgia;
Administração de fármacos que retardam o crescimento
-ovários; - Irregularidades menstruais ; - à visualização de partes do do endométrio.
superfície externa dos intestinos, - Inchaço abdominal; tecido endometrial através de Para casos de gravidez ectópica, para além da cirurgia,

grosso e delgado; - Dor durante a defecação e/ou micção; um tubo de fibra óptica deveria recorrer-se à fertilização in vitro.
ureteres; - Hemorragia rectal; (laparoscópio );
bexiga; Endometrioma (massa de sangue nos ovários); - a uma biopsia , normalmente
vagina; Gravidez ectópica. durante a endoscopia.
pulmões. Para acompanhar a doença podem
Este crescimento pode ter origem em fazer-se análises sanguíneas,
factores genéticos ou alimentares. TAC e ecografias.

Fig. 4 – Gravidez ectópica


fertilização in vitro - tendo finalmente conseguido ter um filho.
não foi possível, tendo Anne sofrido uma gravidez ectópica numa das trompas , a qual foi retirada por cirurgia . Como a probabilidade de ocorrer outra gravidez ectópica era grande, o casal decidiu recorrer a uma das TRA – a
varicocele. Assim, este necessitou de se submeter também a uma cirurgia . Os anos passaram e Fred voltou a produzir grande número de espermatozóides , tendo o casal voltado a tentar engravidar . No entanto, mais uma vez, isso
não o conseguiu. O casal voltou a contactar o Dr. Arnaldo que decidiu, então, realizar mais alguns testes. Depois destes, verificou-se que Fred estava a produzir um reduzido número de espermatozóides , sendo-lhe diagnosticada
Assim que terminou os exames, o Dr. Arnaldo concluiu que Anne sofria de endometriose e, por essa razão, não conseguia engravidar. Depois de ter sido sujeita a uma cirurgia, Anne voltou a tentar realizar o seu sonho mas

Conclusões: Referências:

No caso que foi apresentado, a infertilidade do casal foi causada por doenças em ambos os indivíduos, o que, de OSÓRIO, Lígia Silva (2009). Preparar os Testes 12, Biologia; Areal Editores. Porto.

facto, pode acontecer. Esta situação demonstrou-nos que a infertilidade nem sempre é fácil de ser corrigida, SILVA, A. et al. (2009).Terra, Universo de Vida, Biologia 12º ano; 1ªEdição;Porto Editora. Porto.
CARRAJOLA, Cristina et al (2009). Biologia 12º Ano; 1ªEdição;Santilhana Editora. Carnxide .
sendo necessário recorrer a vários estudos, tratamentos e recursos, assim como ser muito persistente. Para além http://guiadobebe.uol.com.br/planej/infertilidade_masculina.htm (09/11/09)
disso, um problema que provoque infertilidade pode ser tratado e , logo a seguir , aparecer uma nova http://www.manualmerck.net/?url=/artigos/%3Fid%3D263 (10/11/09)
complicação, dificultando ainda mais a possibilidade de gravidez. Nestas situações, o melhor a fazer é recorrer http://www.apfertilidade.org/web/index.php/principais-causas-de-infertilidade-feminina (11/11/09)
http://pt.wikipedia.org/wiki/Varicocele (05/11/09)
às técnicas de reprodução assistida, as quais incluem a fertilização in vitro, a inseminação intra-uterina e a
injecção intracitoplasmáticade um espermatozóide.