Você está na página 1de 19

Cofis/RFB

Abrangência

1. Escrituração Contábil Digital

2. Escrituração Fiscal Digital

3. Nota Fiscal Eletrônica


Premissas

O documento oficial (Escrituração Digital ou Nota


Fiscal Eletrônica) é o documento eletrônico com
validade jurídica para todos os fins;

Possibilidade de entrega do documento


eletrônico off-line, on-line, ou via WEB;

O arquivo digital da escrituração será assinado


digitalmente pelo contribuinte e pelo contador;
Premissas

Criação na legislação comercial e fiscal da figura


jurídica da Escrituração Digital e da Nota Fiscal
Eletrônica;

Na geração da escrituração digital, o contribuinte


deverá gerar código “hash” (resumo do
documento, cifrado) de autenticação digital.
Escrituração Contábil

Fornecimento de aplicativo público com as


seguintes características:

Visualização da Escrituração nos seguintes


formatos:
Diário;

Razão.
Escrituração Contábil

Fornecimento de aplicativo público com as


seguintes características (cont):

Visualização das Demonstrações Financeiras.

Conferência das assinaturas digitais e do código


de autenticação liberado pelo DNRC.
Escrituração Contábil

Contribuinte
gera arquivo
Automação
contendoLivroas Validador
informações
Assinado de Recepção
contábeis.
Código de
autenticação da
Opcionalmente, Recibo de
escrituração
Entrega fica
submete o arquivo Arquivo contábil
disponível para
Livro SPED submete
Contábil
Livro com as informações
consultaarquivos
pública ao validador
Assinado validado éStorage
Contábilcontábeis ao Público é Autenticação
Digital (comtransmitido
certificação
de recepção
(on-line, gera na base Data
eincluído
programa validador
recibo de entrega de dados
digital)
fornecido pelo SPED. off-line, Web) para o compartilhada.
para o
Sistema Contribuinte
Público de e SPED
informações
Escrituração Digital. para
autenticação pelo
Programa Livro Assinatura DNRC.
Validador
Contábil Digital do DNRC (Juntas Autenticação
Autenticação
Contribuinte
Validado Comerciais) libera a
autenticação, de
Instalações do Contribuinte acordo com seus DNRC
critérios próprios.
Escrituração Contábil

Automação Livro Validador


Assinado de Recepção

Recibo de
Entrega

Livro
Storage
Contábil Público Autenticação Data
Digital

SPED

Livro Assinatura
Programa Digital do
Contábil
Validador Contribuinte Autenticação
Validado

Instalações do Contribuinte DNRC


Escrituração Contábil
 Acesso

Os programas de Livro
validação e Digital
Assinado
visualização
É facultado ao Contribuinte
podem ser obtidos
contribuinte o
sem necessidade
conhecimento de
de certificação
quais entidades
Autenticação Validador Recibo de
digital. Entrega
acessaram de a sua
Recepção
Validada aescrituração
recepção, é
Público gerado, também,
Consulta/extração recibo
contábil. Controle de
de de entrega
dados pelas para o Acesso
Programas: Storage
contribuinte.
entidades
Validada a recepção e Validador Data
Visualizador
autenticada a legalmente Consultas e
extração
escrituração pelo autorizadas
DNRC, esta ficasujeitas a controle SPED
disponível para de acesso.
consulta pública
(sujeita a certificação
digital). SEFAZ SRF BACEN CVM Outros
Escrituração Contábil
 Acesso

Livro
Digital
Assinado
Contribuinte

Autenticação Validador Recibo de


de Recepção Entrega

Público Controle de
Acesso
Programas: Storage
Validador Data
Visualizador Consultas e
extração

SPED

SEFAZ SRF BACEN CVM Outros


Escrituração Digital
 Esquema Escrituração Digital Contábil X Fiscal

Automação Livro Validador


Assinado de Recepção

Recibo de
Entrega

Livro
Contábil
Digital
X X
Público Autenticação
Storage
Data

SPED

Programa
Validador
Livro
Contábil
Validado

Instalações do Contribuinte
Assinatura
Digital do
Contribuinte
X
Autenticação

DNRC
Escrituração Fiscal Digital
 Esquema Escrituração Fiscal Digital

Automação Livro Validador


Assinado de Recepção

Livro Storage
Contábil Data
Digital
Recibo de
Entrega
RFB

Livro Assinatura
Programa Digital do Validador
Contábil
Validador Validado Contribuinte de Recepção

Instalações do Contribuinte SEFAZ

SPED
SPED
 Produtos Incorporados

Livros Contábeis: Livros Fiscais:


 Diário  Entradas
 Razão  Saídas
 Inventário

Outros: IPI
 DIF-Papel Imune  Apuração do IPI
 DIPJ  DIPJ
 DIRF  DNF
 DCPMF  DIF-Cigarros
 DIF-Bebidas
 DCP
 Selos de controle
IRPJ
 LALUR
ICMS
 Apuração ICMS
 GIA
CSLL PIS/Cofins
 Apuração de CSLL  Dacon
Vantagens para a Sociedade

Redução dos custos para o armazenamento de


documentos em papel;

Redução dos custos com o cumprimento de


obrigações acessórias junto às diferentes
esferas da administração tributária;

Possibilidade de troca de informações entre os


próprios contribuintes a partir de um leiaute
padrão, eliminando a necessidade de dupla
digitação das informações.
Vantagens para a Sociedade

Redução do tempo despendido com a presença


de auditores fiscais nas instalações do
contribuinte;

Simplificação e agilização dos procedimentos


sujeitos ao controle da administração tributária
(comércio exterior, regimes especiais e trânsito
entre unidades da federação).
Vantagens para a Sociedade

Redução do envolvimento involuntário em


práticas fraudulentas, visto que os documentos
fiscais e contábeis estariam armazenados em
bases seguras da administração pública, o que
permitiria a utilização como meio idôneo de
prova;

Uniformização das informações que o


contribuinte presta às diversas unidades
federadas, evitando que, quando obrigado a
prestar informações a vários Estados, tenha que
utilizar procedimentos diferentes.
Vantagens para o Fisco

Redução de custos administrativos;

Melhoria da qualidade da informação;

Possibilidade de cruzamento entre os dados


contábeis e os fiscais;

Disponibilidade de cópias autênticas e válidas da

escrituração para usos distintos e concomitantes.


Cronograma de Implantação

1. Nota Fiscal Eletrônica


 A partir de 2006

2. Escrituração Contábil Digital


 Em 2006 para as Pessoas Jurídicas relevantes segundo
normas da RFB (entrega em 2007)
 Em 2007 para as Pessoas Jurídicas tributadas com
base no Lucro Real (entrega em 2008)

3. Escrituração Fiscal Digital


 A partir de 2007