Você está na página 1de 8

Este conto retrata a admiração

que um rapaz tem por um


homem simples e de vários
encantos como Ilídio Finezas.
Este era barbeiro, actor e
músico.
O conto faz-nos perceber
também a diferença de tempo
situado em cada acto.
E com isto, uma amizade que
nasce de um salão, é feita num
conto tão bonita como o Mestre
Finezas de Manuel da Fonseca.
Personagens:

→ Mestre Ilídio Finezas

→ Carlinhos
Apresentação do espaço

→ Físico

→ Social
Neo-Realismo

→ As pessoas antigamente iam ao teatro e,


hoje em dia, as pessoas optam por ir ao
cinema.
→ Antigamente haviam mais barbeiros e,
agora existem cabeleireiros/salões.
Figuras de Estilo

→ Personificação

→ Comparação

→ Metáfora
Escrita Criativa
Diário
→ Vila da Raposeira, 2 de Agosto de 1935

→ Vila da Raposeira, 29 de Setembro de 1940

Carta
→ Coimbra, 25 de Março de 1938
→ Vila da Raposeira, 24 de Abril de 1938
FIM!
Trabalho realizado por:
→ Ana Sofia Fonseca N.º3
→ Diogo Filipe Martins N.º10
→ Telma Marina Vieira N.º21