Você está na página 1de 13

BAKHTIN






1895-1975
Orel- sul de Moscovo
Letras e Filosofia
Exílio (1929 a 1941)
Atribuição de diversos textos a seus colegas (Volochínov e
Medvedev) – O círculo de Bakhtin.
Obras: Marxismo e Filosofia da Linguagem
Estética da Criação Verbal
Freudismo
Problemas da poética de Dostoiévski
Questões de Literatura e de Estética
•Influência na área de teoria literária, sociologia, análise do
discurso, antropologia, semiótica; Filósofo da linguagem: sua
linguística é considerada uma "translinguística" porque ela
ultrapassa a visão de língua como sistema.

atores sociais plenamente identificados. processo • Saussure: signo= significante + significado Bakhtin: signo= ideológico ( a significação depende do contexto) • Saussure: unidade básica da língua = signo Bakhtin: unidade básica da linguagem = enunciado Enunciado: acontecimento. que nunca se interrompe. o compartilhamento de uma mesma cultura e o estabelecimento necessário de um diálogo. Todo ato verbal dialoga com outras vozes com que o antecederam assim como antecipa outras vozes . indefinidos.. • Saussure (objeto da linguística: língua).• Filosofia do movimento: conceitos indiretos. Todo enunciado demanda outro a que responde ou outro que o responderá. sistema. Bakhtin (língua: aparato técnico. forma Bakhtin: marxismo – movimento.. Ninguém cria um enunciado sem que seja para ser respondido. transformação. demanda uma situação histórica definida. é parte da linguagem) Bakhtin visa entender o exercício da linguagem humana por parte dos indivíduos • Saussure: positivismo – estrutura. Linguagem:complexíssimo sistema de diálogos.

. a alteridade. Para o autor. Instaura-se como um processo interacional. a heterogeneidade. ininterrupto. O dialogismo descarta qualquer possibilidade de limitação de sentidos. uma propriedade da linguagem que pressupõe a permanente interrelação de sentido entre os enunciados. O sentido é construído na interação. a linguagem é um imenso. O dialogismo constitui-se numa abordagem social. num compartilhar com o outro. O princípio dialógico traz em seu escopo uma abordagem da “não finalização” e do “vir-a-ser. excluindo qualquer abordagem individualista. configurando a inconclusividade. numa determinada esfera da atividade. contínuo diálogo que não tem fim absoluto. É um princípio. na relação com o outro. a diferença. No dialogismo. o outro tem um papel importantíssimo – o outro está presente no meu discurso e o meu discurso é construído para o outro.Questões sobre o texto A linguagem em Bakhtin: pontos e pespontos (Maria da Glória Corrêa Di Fanti) 1) Comente a noção de dialogismo proposta por Bakhtin.

exige também uma atitude dialógica de um outro sujeito. num exercício de aproximação entre o signo em observação e outros já conhecidos. atores sociais plenamente identificados. tem estabilidade provisória e traz em sua constituição características de cada situação de enunciação em que é produzido e circula. Ninguém cria um enunciado sem que seja para ser respondido e cada enunciado é um ato histórico novo e irrepetível. Ele demanda uma situação histórica definida. Ele só existe na interação. o compartilhamento de uma mesma cultura e o estabelecimento necessário de um diálogo. Todo enunciado demanda outro a que responde ou outro que o responderá. . já que o enunciado.2) Para Bakhtin o que é enunciado? O que é signo? Por que o autor defende uma abordagem enunciativodiscursiva? • • • Enunciado é a unidade real da comunicação verbal. Constitui-se como um atitude responsiva ativa de um determinado sujeito em relação a algo e. Um enunciado é sempre um acontecimento. E é este enunciado a unidade básica do conceito de linguagem de Bakhtin. O signo é ideológico (apresenta índices de valor de cunho social). o qual produz signos. para ser compreendido. unidade concreta da interação verbal. A linguagem não pode ser estudada fora da sociedade.

Diz respeito à dimensão plural. É o dialogismo incorporado no discurso. . Rejeita a estagnação do pensamento a uma só possibilidade. O plurilinguismo configura-se como uma interação entre línguas sociais. como uma “língua padrão”. “culta”. traz em seu escopo a preservação das variedades concretas. que não se constitui unitariamente. • • • O plurilinguismo é um outro aspecto constituitivo da linguagem. Diz respeito ao caráter dinâmico da língua/ linguagem. a estabilidade e a objetividade.3) Comente a noção de plurilinguismo proposta por Bakhtin. sem considerar as variedades. que desconsideram a ambiguidade. a polissemia e a ideologia como constitutivas. O plurilinguismo rompe com a hegemonia de qualquer linguagem única da verdade ou da língua oficial em dada sociedade. mas sim como uma arquitetura de vozes discursivas/sociais. a dinâmica entre vozes sociais engendradas em um espaço interrelacional nos limites de uma língua nacional. isto é. Repudia tendências linguísticas voltadas para a centralização. ao conjunto de vozes que estão presentes no enunciado.

. num movimento dialógico que indissocia forças interdependentes. não-dicotômicas: as forças centrípetas e as centrífugas. caminham ininterruptos os processos de descentralização e desunificação.4) Explique o que você entendeu por “a língua alterna-se em movimentos dialógicos que indissocia forças centrípetas e centrífugas na enunciação do sujeito. Tal movimento é próprio da linguagem. que procuram apagar as outras vozes sociais e com forças centrífugas (descentralizadoras.” • A linguagem constitui-se num espaço de tensão entre vozes sociais. as forças centrífugas se empenham em manter a variedade. é próprio do discurso. as diferenças. com forças centrípetas próprias (centralizadoras. Ao lado da centralização verbo-ideológica e da união. Enquanto as forças centrípetas se empenham em manter a unidade e procuram resistir às divergências. • Não há uma enunciação que não pertença a uma língua. que convocam outras vozes sociais).

.5) Levando em conta as noções acima. Nela estão presentes várias vozes sociais que entram em concorrência na enunciação • A linguagem é uma prática social. • A linguagem é plural. partilhada. uma entidade concreta e viva de signos ideológicos. qual é a concepção de linguagem defendida por Bakhtin? • A linguagem é um imenso e ininterrupto diálogo que não tem fim absoluto.

as formas e os padrões de linguagem que moldam as atividades humanas também são. Ora. como as atividades humanas são múltiplas. Compreende-se perfeitamente que o caráter e as formas desse uso sejam tão multiformes quanto os campos da atividade humana.. Ex: Atividade: Preparar um prato Gênero: Receita culinária .” As atividades humanas são na verdade mediadas pela linguagem.. Estética da Criação Verbal) 1) Comente a seguinte passagem “Todos os diversos campos da atividade humana estão ligados ao uso da linguagem.Questões sobre o texto Os gêneros do discurso ( Bakhtin.

O que são gêneros discursivos? Quais são suas principais características? • São tipos relativamente estáveis de enunciados – determinados pelas especificidades de um campo (esfera) de comunicação. • Os gêneros são ricos. diversos. possuem tema. heterogêneos. estilo e construção composicional. infinitos. . mutáveis.

acadêmica..Qual é a relação entre enunciado.. religiosa. padronizados e que apresentam características estáveis denominados gêneros do discurso. recorrentes. campos de atividade humana ( jurídica. . gênero do discurso e esfera(campo) de atividade? • Nas diversas esferas.) os integrantes utilizam enunciados (unidade real e concreta da comunicação)que são reiteráveis.

• O tema é o conteúdo. o estilo e a construção composicional. à estrutura da produção. é o assunto. É marca da pessoalidade. . Discorra sobre cada um deles. • A construção composicional refere-se à organização. é o dizível. fraseológicos e gramaticais da língua. Relaciona-se à introdução. • O estilo diz respeito à seleção dos recursos lexicais.Os gêneros são constituídos por três elementos indissociáveis: o tema. desenvolvimento e conclusão.

é mais elaborado. • Gêneros secundários surgem em condições de um convívio cultural mais complexo e organizado. . Os gêneros secundários incorporam e reelaboram os primários. • Gêneros primários têm vínculo com a realidade concreta. O outro não. São mais desenvolvidos que os primários. é secundário. A diferença está que um é complexo.Diferencie gêneros primários de gêneros secundários. • Tanto o romance como uma réplica do diálogo são enunciados.

• Ex: Passado: telegrama Presente: email . • A história dos gêneros reflete as mudanças da sociedade.Explique: “os gêneros discursivos são correias de transmissão entre a história da sociedade e a história da linguagem. A sociedade evolui e a linguagem acompanha as mudanças.