Você está na página 1de 16

Doenças Infecciosas do Coração

Profª. Luciana F. Karsten


Miocardite

Pericardite

Endocardite: reumática e infecciosa

O MELHOR TRATAMENTO É A
PREVENÇÃO
Miocardite
• Infecção ou inflamação do miocárdio que pode
ser viral (mais comum) ou bacteriana.

• Ela pode provocar dilatação cardíaca, trombos


na parede cardíaca, infiltração de células
sangüíneas que circulam em torno dos vasos
coronarianos e entre fibras musculares, além de
degeneração dessas fibras.
• Causas:
– Vírus, bactéria, fungo, parasita, protozoário.
– Também pode ocorrer em ptes com endocardite, febre
reumática ou que fazem tratamento com
imunossupressores.

• Manifestações Clínicas:
– Depende do tipo de infecção e do grau de
comprometimento e da capacidade de recuperação do
miocárdio.
– Pode ser assintomático.
– Sintomas brandos.
– Fatal.
– Batimento cardíacos abafados, aumento do coração,
sopro, pulso fraco e forte (alternados), febre, fadiga,
taquicardia, dispnéia e dores no peito (semelhante a
angina).
• Diagnóstico:
– ECG
– RX TX
– Ecocardiograma
– Exames de sangue
– Cateterismo para biópsia

• Tratamento:
– Medicamentoso de sintomas e sobre o agente
causador
Pericardite
• Inflamação do pericárdio.

• Pode ser aguda, crônicas ou constritiva:


– Aguda: há exsudato fibroso e é autolimitada.
– Crônica: aumento do exsudato inflamatório
que prossege além do tempo previsto.
– Constritiva: formação de tecido cicatricial
entre a camada visceral e parietal do
pericárdio.
• Causas:
– Bactérias (tuberculose)
– Virais
– Lúpus eritematoso (doenças imunológica)
– IAM, PNM, neoplasia (metástase), insuficiência renal
– Traumas
– Efeitos medicamentosos
– Febre reumática

• Manifestações Clínicas:
– Dor (sinal característico de atrito) abaixo da clavícula e no
pescoço.
– A dor se agrava com a respiração, mudança de posição.
– Essa dor alivia quando o pte fica sentado ou inclinado para
frente.
– Dispnéia.
– Febre.
• Diagnóstico:
– ECG
– Sinais e sintomas
– Ecocardiograma

• Tratamento:
– Repouso no leito até a diminuição da febre e do
atrito no pericárdio.
– Analgésicos e anti-inflamatório.
– Corticóides.
Endocardite
• Endocardite é uma infecção que atinge parte da
membrana que encobre as válvulas cardíacas
(parte interna do coração).

• Pode atingir também várias partes do coração.

• Infecções de origem dentária estão entre as


principais causas da endocardite infecciosa.

• Pode ter origem bacteriana, após uma


bacteremia.
• Endocardite reumática
– É resultante da febre reumática provocada pela
infecção por estreptococos do grupo A.
– Afeta todas as articulações ósseas e o coração
(principalmente).
– As lesões na endocardite reumatóide geralmente são
permanentes.
– Ocorre formação de filetes no endocárdio que
espessa os folhetos valvulares impedindo o
fechamento por completo das válvulas. Ocorre
regurgitação valvular (principalmente na válvula
mitral).
– Pode evoluir para estenose valvular.
– Pode evoluir para ICC.
• Endocardite reumática
– A prevenção de sua ocorrência é o
diagnóstico e tratamento precoce das
infecções geradas por estreptococos do
gurpo A.
– O tratamento é realizado a longo prazo com
ATB (penicilina)
• Endocardite Infecciosa
– É uma inflamação ou infecção do endocárdio ou das
válvulas cardíacas.

– Pode ser classificada em:


• Aguda: afeta indivíduos com coração normal.
• Infecciosa subaguda: afeta indivíduos com lesões cardíacas.

– Mais comum em idosos, devido a resposta imunológica


diminuída nesses indivíduos.

– Ptes de risco para essa endocardite: cardiopatia


reumática ou prolapso de válvula mitral.

– A infecção ma endocardite pode ser desenvolvida por:


bactérias e fungos.
• Endocardite Infecciosa
– O Staphylococcus aureus e Streptococcus B-
hemolitico são os principais causadores desse
tipo de endocardite. Eles causam viremia.

– Os sinais e sintomas desenvolvem quando o


agente causador da endocardite alcança o
sangue. Dessa maneira as manifestações
clínicas podem ser confundidas com outras
patologias não cardíacas.
• Endocardite Infecciosa
– Sinais e sintomas diversos: anorexia, fadiga,
perda de peso, tosse e dor nas costas e nas
articulações, hemorragias e febre (presente
ou não).

– Sinais e sintomas cardíacos: sopros


cardíacos, ICC e aumento do coração.

– Sinais e sintomas do SNC: cefaléia, isquemia


cerebral temporária ou transitória e AVC
(embolias).
• Endocardite Infecciosa
– Prevenção: administração de ATB em pré-
operatórios em gerais.

– Complicações: apesar do pte estar fazendo a


antibioticoterapia, as complicações podem
ocorrem antes, durante e depois do
tratamento e incluem:
• AVC, ICC, complicações valvulares (regusgitação
ou estenose), aneurismas micóticas (fungos).
• Endocardite Infecciosa
– Diagnóstico:
• Hemoculturas sangüíneas
• Métodos diagnósticos de imagem

– Tratamento:
• Antibióticos
• Cirúrgicos: substituição de válvulas após o ATB.