Você está na página 1de 67

Metodologia Científica

 Proposta
 Interesse

 Princípios

 Conceitos
Delineando o estudo
 Tema
 Assunto
 Validade e valor:
 interesse pessoal;
 interesse social;
 interesse acadêmico;
 interesse científico
Projeto de Pesquisa -
Anteprojeto
 Fase inicial de todo processo de
pesquisa
 Planejamento de pesquisa
 Organização das estratégias de coleta
de dados
 Fase obrigatória em cursos de
mestrado e doutorado
Estrutura do Projeto de
Pesquisa
I-Justificativa (Introdução)
Pretende-se convencer o leitor da importância
do estudo proposto:
 valorização do tema;

 delimitação do assunto e relevância;

 problematização;

 diagnóstico da situação;

 contexto.
Estrutura do Projeto de
Pesquisa
II- Finalidade
 um breve texto

 definir a proposta do estudo

 os resultados esperados com o

final do estudo para a sociedade


 para que fazer o estudo

 o objetivo maior
Estrutura do Projeto de
Pesquisa
III - Objetivos
 em tópicos

 não há necessidade de explicar

 quais os focos, os enfoques do estudo

 o que pesquisar?

 as etapas do estudo

 os principais interesses
Estrutura do Projeto de
Pesquisa
IV - Controvérsias
 contradições

 possibilidades de rejeição do

estudo
 antagonismos

 detalhes contrários

 oposição entre linhas de pesquisa


Estrutura do Projeto de
Pesquisa
V - Pressupostos Teóricos
 embasamento teórico a ser empregado

 linhas teóricas a serem seguidas

 leis e normas

 autores e suas teorias que dão sustentação

à abordagem proposta
 conhecimento já existente
Estrutura do Projeto de
Pesquisa
VI - Metodologia de Pesquisa
1- Pesquisa Bibliográfica ou Teórica
 Fontes de pesquisa primárias,

secundárias...
- Livros, artigos, jornais, revistas,
projetos, manuais, códigos, tv, rádio,
cinema,palestras....
Estrutura do Projeto de
Pesquisa
 Organização e seleção
 Técnicas de leitura
 Anotações
 Resenhas
 Resumos
 Fichamento
Estrutura do Projeto de
Pesquisa
2-Metodologia de Pesquisa de Campo
- abordagem prática
 Pesquisa Quantitativa - estatística

 amostragem numerosa para maior validade

- amostragem X credibilidade
 superficial para análise

 exige muitos “entrecruzamentos” para

análise valorosa
 demanda muito tempo
Estrutura do Projeto de
Pesquisa
 Pesquisa Qualitativa - Estudo de caso
 pressuposto analítico
 um caso, evento, empresa, momento
histórico,...
 sugere aprofundamento
 seus resultados podem ser estendidos a
contextos e situações semelhantes
Estrutura do Projeto de
Pesquisa
 Pesquisa Exploratória - diagnóstico
inicial
 para estudos iniciais
 demonstrativa
 não comprobatória
 breve
 superficial
Estrutura do Projeto de
Pesquisa
É necessário apresentar os recursos de
coleta de dados
- modelos de questionários;
- modelos de formulários;
- planos de entrevista;
- planos de observação.
Todos os procedimentos deverão ser
minuciados como em um planejamento.
Estrutura do Projeto de
Pesquisa
VII- Cronograma
 datas

 prazos

 cumprimento de tarefas

 duração da pesquisa
Estrutura do Projeto de
Pesquisa
VIII- Estrutura Proposta de Capítulos
- organização pretendida
 títulos

 sínteses
Estrutura do Projeto de
Pesquisa
IX- Bibliografia e Referências
Bibliográficas
 lista de livros empregados na

montagem do projeto de pesquisa


 com a identificação correta

 os citados e os somente lidos


Redação Científica

Noções Gerais
Redação Científica
 Linguagem Culta
 Vocabulário específico da área do estudo
 Correção gramatical absoluta
 Formalidade
 Lógica na organização textual
 Aprofundamento teórico e explicativo
 Uniformidade estética
Redação Científica
 Expansão de siglas:nota de rodapé ou
parênteses
 Tradução de estrangeirismos: nota de
rodapé ou glossário
 Conceituação de termos técnicos:nota
rodapé ou glossário
 Itálico em estrangeirismos ou
impropriedades
Padrão Estético
 Papel A4 / Fonte 12 arial
 Espacejamento um e meio de entrelinha

 margens fixas:

- superior texto=3cm/superior título=5cm


- inferior=2cm
- direita=2cm
- esquerda 3cm
Padrão Estético
 Sugestão para emprego de títulos
I - TÍTULO DE CAPÍTULO
1- SUBCAPÍTULO
1.1- Tópico
1.1.1- Sub-tópico
obs: sugere-se, após o quarto dígito, o
emprego de letras -a), A-
Padrão Estético
 Partes do Projeto de pesquisa
- Capa,Folha de rosto, sumário,lista
de figuras
- Corpo de projeto de pesquisa
- Bibliografia e Referências
Bibliográficas
- Anexos e/ou Apêndices
Elaboração da Monografia

Conteúdo e Estrutura
 Citação
 Nota de Rodapé
 Referências bibliográficas
 Bibliografias
 Levantamento Bibliográfico
refere-se ao conjunto de obras,
identificadas em seus
elementos, no todo ou em
parte, e aos diversos tipos de
materiais lidos, estudados,
para a composição de um
trabalho.
Comparação entre Referências
Bibliográficas e Bibliografia
Referências Bibliografia
Bibliográficas

• Referem-se às obras • Diz respeito às obras


que foram que foram lidas e
consultadas, porém
explicitamente
não citadas,
citadas no trabalho, mencionadas no
ao longo dos trabalho.
próprios textos
Elementos Essenciais e
Complementares
 Elementos Essenciais(de acordo com a
ABNT)

 Autor
 Título do documento
 Edição
 Local de publicação
 Editora e data
Elementos Essenciais e
Complementares
 Elementos Complementares(caracteriza
melhor um documento utilizado)

 Indicação de responsabilidade(organização,
tradução, revisão)
 Descrição física de documento(nº de
páginas, ilustrações, tamanho, etc.)
 Indicação de série ou de coleção
 Notas Especiais
 Número de registro de ISSN ou ISBN
Elementos Essenciais e
Complementares
Exemplo

VIGOTSKI, Liev S. Teoria e método em psicologia.


São Paulo: Martins Fontes, 1996.

VIGOTSKI, Liev S. Teoria e método em psicologia.


Trad. Cláudia Berliner; revisão Elzira Arantes. São
Paulo: Martins Fontes, 1996. (Col. Psicologia e
Pedagogia). Bibliografia. ISBN 85-336-0504-8
Técnicas
 Técnicas Gerais

 Autores em Geral

Sobrenome em maiúscula

Demais nomes em minúscula

SALVADOR, Andelo D.
Técnicas
 Autores estrangeiros, de sobrenomes
compostos

ASTI VERA, Armando


ACOSTA HOYOS, Luis E.
Técnicas
 Autores brasileiros, de sobrenomes
compostos

CASTELO BRANCO, Camilo


FREIRE-MAIA, N.
Técnicas
 Autores com sobrenomes
designativos de parentesco
 Tais como Júnior, Filho, Neto, etc.
 Não podem abrir referência bibliográfica

LOURENÇO FILHO, M. B.
JORDÃO NETO, Antônio
Técnicas
 Autores de sobrenomes compostos,
consagrados pela literatura

MACHADO DE ASSIS, José M.


MONTEIRO LOBATO, José B.
Técnicas
 Vários autores

Até três autores, é escrito os três na ordem em
que aparecem na publicação

SILVEIRA, Paulo, ALMEIDA, Ernesto de, SOUSA, José


de

 Mais de três autores, coloca-se o primeiro autor,


acrescentando-se “e outros”ou “et al”

NAGEL, E. e outros ou et al
Técnicas
 Obras sem autor declarado
 Indica-se o editor
 Ou então, indica-se o título da obra(como
ocorre em obras clássicas, de cunho
coletivo)

MORGAM, Walter(e.). O trabalho


humano...
A BÍBLIA sagrada...
Técnicas
 Obras publicadas por entidades
coletivas

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE
NORMAS TÉCNICAS.
Normalização da
documentação no Brasil
Técnicas
 Em relação ao título

SALOMON, Delcio Vieira. Como fazer uma


monografia: elementos de metodologia
do trabalho científico.

 Título de obras sem autores

LEI nº 5.744, de 20 de dezembro de 1971


Técnicas
 Títulos de periódicos

REFLEXÃO. Campinas Instituto de Filosofia e


Teologia. Campinas: PUC. 1975.

 Títulos de artigos de revistas

FERRAZ JR., Tércio Sampaio. Curva de demanda,


tautologia e lógica de ciência. Ciências Econômicas
e Sociais, Osasco, 6(1): 97-105, jan. 19791
Técnicas
 Títulos de artigos de jornal

PINTO, J. N. Programa explora


tema raro na TV. O Estado de
S. Paulo, 8.2.1975, p.7, c. 2.
Técnicas
 Em relação à data

 Usar algarismo arábicos seguidos:


1997 e não 1.997
 Se a identificação for indireta, utilizar
colchetes: [1998]
 Não sendo identificada a data, indica-
se: s.d.
Técnicas
 Em relação à referenciação eletrônica
 Dados da Internet
 Indicar o site, os links e as especificações do
trabalho
 Deve-se começar pelo nome do autor da matéria.

CARLOS, Cássio S. (1997) As idéias do


Norte, disponível em:
http://www.uol.com.br/fsp/mais/fs121004.htm
Técnicas

Referenciar um site sem citar uma
matéria em particular

EDUCAÇÃO.http://www.cortezeditora.com.br
Conclusão
 As referências bibliográficas e
bibliografias auxiliam o leitor a
interpretar melhor o trabalho,
conhecendo suas fontes, e o
desenvolvimento feito pelo autor
 Ao final da consulta, o leitor poderá
retornar o assunto e aprofundar-se
melhor, guiando-se pelas referências
bibliográficas e bibliografias.
Algumas sugestões
de leitura

Bibliografia:

 Amanda Maximiano dos Santos Cunha, et al. Citação e Nota


de Rodapé. São Paulo. 2001.

Alexandre Gonçalves, et al. Resumo, Sinopse e Sintese.


São Paulo. 2001.

Carlos S. Thomioka, et al. Monografia, Artigo e


Ensaio. São Paulo. 2001.
Citação e Nota de Rodapé

Regras Gerais
Citação e Nota de Rodapé
 Aspectos conceituais: são
elementos estruturais
complementares da monografia,
porém fundamentais para o bom
desenvolvimento do assunto
 Aspectos formais:seguem padrões
estéticos.
Citação
 Corresponde à menção feita a um autor,
pelo emprego de um fragmento de texto
deste autor, devidamente identificado.
 Tem a finalidade de argumento, de
discussão de idéias, demonstrando
atitude racional frente às fontes
consultadas.
Citação Textual
 È a menção pela cópia fiel, literal,
de um fragmento de texto do autor
de interesse,com identificação
completa.
 Deve estar sempre entre aspas ou
em itálico.
Citação Textual Breve
 Desenvolve-se em 3 linhas ou
menos.
 É inserida no próprio parágrafo do
elaborador (entre aspas ou itálico).
 Apresenta sempre identificação
completa.
Citação Textual Breve
 Exemplo
... “ As citações são os elementos retirados dos
documentos pesquisados que se revelaram úteis para
corroborar as idéias desenvolvidas”
(Severino,1984,126)....
Citação Longa
 Quando for maior que três linhas.
 Separa-se do texto,diferenciando-se pelas
margens e pelo espacejamento de
entrelinhas.------------------------------------------------
“--------------------------
---------------------------
---------------------------
---------------------------
------------------”( )

-------------------------------------------------------------------
------------------------------
Citação Indireta ou
Conceitual
 Faz-se referência ao texto de um
autor sem reproduzir literalmente o
texto deste autor.
 Há sempre identificação da

obra,segundo o mesmo critério.


Ex: Segundo Severino (1984),
citações são elementos extraídos
do material consultado.
Nota de Rodapé
 Para identificação de citação,
usando numeração “sobre-
escrita”, em ordem progressiva;
 Para dar informações
complementares ao texto;
 Para tradução de estrangeirismos -
termos técnicos, expressões...
Estética da Nota de
rodapé
 Sempre em fonte menor e com espaço simples
de entrelinhas;
 Separa-se por um pequeno traço do restante do
texto(aproximadamente 12 espaços)
Nota de Rodapé
Exemplo estrutural:
-------------------------------
------------------¹------------

_____
¹-----------------------------
Monografia

Construção
Partes da Monografia
 Aspectos pré-textuais:
 capa, folha de rosto, epígrafe,
dedicatória, agradecimentos, resumo,
resumo em língua estrangeira,
sumário, lista de ilustrações
 Aspectos textuais:
 introdução, capítulos, conclusão
Partes da Monografia
 Aspectos pós-textuais:
 anexos, apêndices, referências
bibliográficas e bibliografia.

É fundamental a seqüência das partes


e a obediência às regras da ABNT.
Partes da Monografia
 Introdução
Apresenta algumas partes do Projeto
de Pesquisa:
 justificativa;
 finalidade;
 objetivos;
 indicação da metodologia de pesquisa;
Partes da Monografia
 Indicação dos pressupostos teóricos;
 estrutura dos capítulos da monografia -

títulos e sínteses.

- Apresenta-se em texto corrido, ou seja,


sem subdivisão.
- Normalmente, corresponde a 10% da
monografia
Partes da Monografia
 Capítulos da monografia (corpus)
Não há regras, porém:
 Aspectos históricos;

 Aspectos técnicos;

 Aspectos teóricos;

 Metodologia de pesquisa;

 Análise crítica dos resultados da pesquisa


Partes da Monografia
 Conclusão
Normalmente, é a menor parte do
trabalho:5% da monografia.
 Apresenta:

- a síntese da abordagem fundamental,


dos argumentos;
- oferece uma sugestão de seqüência
do estudo realizado.
Partes da Monografia
 Anexos
- todo material complementar:
 fotos;

 xerox;

 texto;

 questionário;entrevista;formulário;

 gráficos,quadros,tabelas..
Partes da Monografia
 Apêndices
- todo material complementar, feito pelo
próprio pesquisador

 Embora não haja um padrão ABNT,


destaca-se a necessidade de nomear e
estruturar uniformemente todos os anexos
e apêndices
Partes da Monografia
 Referências Bibliográficas
 Bibliografia

 Enumeração de páginas:

desde a Introdução até Bibliografia


obs: são contadas a partir da folha
de rosto, porém só da introdução é
que se escrevem os números.