Você está na página 1de 19

Relatórios Contábeis

Quais são. Introdução ao Balanço Patrimonial.


Ativo, Passivo e Patrimônio Líquido.

Capítulo 02

Prof. Renato Amador


Relatórios contábeis
e seus objetivos
 Relatórios contábeis

Regras
Regras

A
A PP

PL
PL

2 Prof. Renato Amador Cap 02


Relatórios contábeis
e seus objetivos
 Relatório Contábil é a exposição resumida e
ordenada de dados colhidos pela
contabilidade.
 Seu objetivo é relatar aos usuários os
principais fatos registrados pela contabilidade
me determinado período.
 Os Relatórios Contábeis são também
conhecidos por informes contábeis, na qual os
mais importantes são:
 Demonstrações financeiras
 Terminologia utilizada pela (LSA) Lei das Sociedades por
Ações.
 Ou Demonstrações contábeis
 Terminologia preferida pelos contadores
3 Prof. Renato Amador Cap 02
Relatórios contábeis
e seus objetivos
 A LSA (Lei das Sociedades por Ações)
estabelece que, ao fim de cada período
social, a diretoria fará elaborar, com base na
escrituração contábil, as demonstrações
financeiras, que são relacionadas da
seguinte maneira:
 Balanço Patrimonial.
 Demonstração do resultado do exercício.
 Demonstração de lucro ou prejuízos acumulados.
 Demonstração de origens e aplicações de recursos.

4 Prof. Renato Amador Cap 02


Relatórios contábeis
e seus objetivos
 Demonstrações financeiras
Demonstração
Demonstraçãodo
doResultado
Resultado
Balanço
BalançoPatrimonial
Patrimonial do
doExercício
Exercício

Demonstração
Demonstraçãode deLucros
Lucrosou
ou Demonstração
DemonstraçãodedeOrigem
Origem
Prejuízos
PrejuízosAcumulados
Acumulados eeAplicação
Aplicaçãode
deRecursos
Recursos

Notas Explicativas: (Complemento às Demonstrações Financeiras)

5 Prof. Renato Amador Cap 02


Relatórios contábeis
e seus objetivos
 Existem informações que se tornam difíceis
de ser identificadas nas demonstrações
financeiras (por exemplo; mudança de crédito
contábil).
 O exercício social terá duração de um ano,
não havendo necessidade de coincidir com o
ano civil.
 Pela legislação do Imposto de Renda, as
Sociedades por Quotas de Responsabilidade
Limitada deverão seguir parte dos
dispositivos das Sociedades Anônimas.

6 Prof. Renato Amador Cap 02


Relatórios contábeis
obrigatórios x não
obrigatórios
 Exigibilidade dos relatórios
contábeis
BP
BP
Sociedade
SociedadeAnônima
Anônima DRE
DRE
Obrigatórios
Obrigatórios Deverão
Deverãose
se DLPAc
DLPAc
Exigidos publicados
Exigidospela
pela publicados DOAR
Lei das DOAR
Lei das
Sociedades
Sociedades
por Ltdas. BP
Relatórios porações
ações Ltdas. BP
Relatórios Não
Nãoprecisam
precisam DRE
DRE
Contábeis
Contábeis ser publicados DLPAc
ser publicados DLPAc

Não
Não
Obrigatórios
Obrigatórios • •Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC)
Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC)
Não
Nãoexigidos ••Demonstração
exigidos Demonstraçãodo
doValor
ValorAdicionado
Adicionado(CVA)
(CVA)
por
porlei
lei ••Orçamentos
Orçamentos

7 Prof. Renato Amador Cap 02


Relatórios contábeis
e seus objetivos
 Balanço Patrimonial
BALANÇO
BALANÇO PATRIMONIAL
PATRIMONIAL

PASSIVO
PASSIVO

ATIVO
ATIVO
PATRIMÔNIO
PATRIMÔNIO
LÍQUIDO
LÍQUIDO

8 Prof. Renato Amador Cap 02


Balanço Patrimonial
 É a principal demonstração contábil
 Reflete a Posição Financeira em determinado
momento, normalmente no fim do ano ou de
um período prefixado.
 É como se fosse tirado uma foto da empresa e
se visse de uma só vez todos os bens, valores a
receber e valores a pagar em determinada data.
 O Balanço Patrimonial é constituído de
duas colunas
 Lado direito
 Passivo e Patrimônio Líquido
 Lado esquerdo
 Ativo

9 Prof. Renato Amador Cap 02


Balanço Patrimonial
 Ativo
 São todos os bens e direitos de
propriedade da empresa, mensuráveis
monetariamente, que representam
benefícios presentes ou benefícios futuros
para a empresa.
 Bens
 Máquinas, terrenos, estoques, dinheiro, ferramentas,
veículos, instalações etc.
 Direitos
 Contas a receber, duplicatas a receber, títulos a
receber, ações, depósitos em contas bancárias, títulos
de crédito etc.
10 Prof. Renato Amador Cap 02
Balanço Patrimonial
 Passivo
 De fato, se a palavra Ativo tem
conotação positiva, o termo Passivo
tem um significado negativo.
 Subdivisões do passivo
 Passivo exigível

Evidencia toda obrigação que a empresa
tem com terceiros.
 Não exigível

Também pode ser vista como uma dívida,
só que essa dívida não será reclamada.

11 Prof. Renato Amador Cap 02


Patrimônio Líquido
 Uma empresa é constituída por meio de um contrato legal, daí o
nome Pessoa Jurídica. Para que ela comece a operar de fato,
precisa de capital (dinheiro, bens, recursos).
 Os sócios da empresa (normalmente pessoas físicas), estão
dispostos a conceder uma quantia inicial para dar condições de
vida à nova empresa. Essa quantia é o Capital Social (pois se
origina de uma sociedade).
 A LSA denomina de Passivo todo o lado direito do Balanço
Patrimonial. Dessa forma, o Patrimônio Líquido estaria incluído na
denominação Passivo (Passivo não exigível).
 Em 1976 a obrigação não exigível passou a ser denominada de
Patrimônio Liquido pela importante LSA (Lei nº 6.404), num
modelo norte-americano. Hoje está consolidado como um grupo
independente e não mais um subgrupo do Passivo.

12 Prof. Renato Amador Cap 02


Patrimônio Líquido
 ATIVO-PASSIVO=PATRIMÔNIO
LÍQUIDO
BALANÇO
BALANÇO PATRIMONIAL
PATRIMONIAL

PASSIVO
PASSIVO
Obrigações
Obrigaçõesaa Pagar
Pagar
ATIVO
ATIVO
PATRIMÔNIO
PATRIMÔNIO
Bens
BenseeDireitos
Direitos LÍQUIDO
LÍQUIDO
Capital
Capital
Lucros
LucrosAcumulados
Acumulados

13 Prof. Renato Amador Cap 02


Patrimônio Líquido
 O Patrimônio Líquido evidencia recursos dos proprietários
aplicados no empreendimento. A aplicação inicial dos
proprietários, denomina-se contabilmente de capital.
 Proprietários de Empresas S.A.' s
 Acionistas
 Proprietários de Empresas Lda.' s
 Sócios
 Caso haja outras aplicações por parte dos proprietários, tem-se
acréscimo de capital.
 O Patrimônio Líquido não só é acrescido com os novos
aumentos de Capital, mas também, e isso é mais comum, com
os rendimentos resultantes do capital aplicado. Esse
rendimentos denominado de Lucro.
 O Patrimônio Liquido é também denominado Capital Próprio,
isto é, recursos próprios dos sócios ou acionistas.

14 Prof. Renato Amador Cap 02


Capital de Terceiros
x Capital Próprio
 A comparação Capital de Terceiros com o
Capital Próprio revela o grau de
endividamento da empresa.
 Quanto maior for o Capital de Terceiros,
maior será o endividamento da empresa.
 Não há dúvidas de que o bom equilíbrio
entre esses dois grupos é o desejável,
embora, para ser mais competitiva,
adquirir Ativos mais eficientes, haja
tendências por parte das empresas em se
endividarem mais.
15 Prof. Renato Amador Cap 02
Capital de Terceiros
x Capital Próprio
 Capital dos próprios sócios e Capital
dos outros
BALANÇO
BALANÇO PATRIMONIAL
PATRIMONIAL

PASSIVO
PASSIVO
(Capital
(Capitalde
deTerceiros)
Terceiros)
ATIVO
ATIVO
Bens
Bens++ Direitos
Direitos PATRIMÔNIO
PATRIMÔNIO
LÍQUIDO
LÍQUIDO
(Capital
(CapitalPróprio)
Próprio)

16 Prof. Renato Amador Cap 02


Capital de Terceiros
x Capital Próprio
 O Passivo e o Patrimônio Líquido significam origem de
Capital, que pode ser externa ou interna.
 Por outro lado o Ativo significa aplicações de Recurso
originando no Passivo e Patrimônio Líquido. Assim,
aplica-se dinheiro no caixa, em estoques, em bens de
vida longa etc.
 Isso explica o porquê de o Ativo ser sempre igual ao
Passivo + Patrimônio Líquido, ou seja, uma empresa
não pode aplicar aquilo que não tem origem.
 Dessa forma fica mais fácil entender a acepção do
termo Balanço. Origina-se de equilíbrio nos dois lados,
como uma balança de dois pratos.

17 Prof. Renato Amador Cap 02


Requisitos do Balanço
Patrimonial
 O Balanço Patrimonial é composto de um cabeçalho que
conterá:
 Denominação da empresa.
 Título da Demonstração.
 Data de encerramento do Balanço.
 A LSA dispõe que as demonstrações de cada exercício
deverá ser publicada com a indicação dos valores
correspondentes do exercício anterior.
 O Balanço Patrimonial, bem como todas as
Demonstrações Financeiras deverão ser apresentadas
em duas colunas:
 Exercício atual
 Exercício anterior
 Essa representação facilita ao usuário observar a
evolução dos valores, pelo menos, de um ano para
outro.
18 Prof. Renato Amador Cap 02
Requisitos do Balanço
Patrimonial
 Nome da Empresa (em $ mil)
BALANÇO PATRIMONIAL
ATIVO PASSIVO E PATRIMÔNIO
LÍQUIDO
Aplicação de 31-12-x1 31-12-x0 Origem de recursos 31-12-x0 21-12-x0
recursos
Bens Passivo
Caixa Obrigação exigível
Estoques (Capital de terceiros)
Máquinas Empréstimos a pagar
Imóveis Financiamentos
Direitos Fornecedores a pagar
Contas a receber Patrimônio Líquido
Ações outras Obrigação não
Empresas exigível
(Capital próprio)
Capital
Lucros acumulados
19 Total Prof. Renato Amador Total Cap 02