Você está na página 1de 24

Materiais Elétricos e Magnéticos

Materiais Elétricos e Magnéticos Fibra Óptica Daniela Muniz – 114350024 Paulo César Teixeira – 114350046 João

Fibra Óptica

Daniela Muniz – 114350024 Paulo César Teixeira – 114350046 João Paulo Vicentini – 124350001 Carla Regina
Daniela Muniz
– 114350024
Paulo César Teixeira – 114350046
João Paulo Vicentini – 124350001
Carla Regina Romao – 124350032
Maria Laura Salgado - 124350025
Professor: Sandro Zang
1

INTRODUÇÃO

Com a explosiva evolução da comunicação, motivados pela necessidade de aumento de capacidade de tráfego de voz, vídeo e dados de alta velocidade, constantemente nos deparamos com novos conceitos em tecnologias em termo de meios de transporte das informações.

É

nessa ideia

que surge

a fibra óptica,

que garante nível elevado de

fiabilidade a nível de transmissão de sinais e dados, voz e vídeo.

Os cabos de fibra óptica estão substituindo fios de cobre para aumentar a velocidade de transmissão de informação digital.

INTRODUÇÃO  Com a explosiva evolução da comunicação, motivados pela necessidade de aumento de capacidade de

2

O QUE É FIBRA ÓPTICA?

Definida por um cabo, a Fibra óptica é uma tecnologia que utiliza um filamento de vidro transparente e com alto grau de pureza como meio físico,podendo ser comparada a um fio de cabelo humano devido a sua espessura, sendo usada para transmitir raios de luz ao longo de grandes distâncias, permitindo carregar milhares de informações digitais sem perdas significativas.

O QUE É FIBRA ÓPTICA?  Definida por um cabo, a Fibra óptica é uma tecnologia

3

O QUE É FIBRA ÓPTICA?

Os sistemas de comunicações baseados em fibra ópticas utilizam lasers ou dispositivos emissores de luz (LEDS). Além disso, as fibras ópticas são imunes a interferências eletromagnéticas e a ruídos por não irradiarem luz para fora do cabo. Essa tecnologia permite altíssimas taxas de transmissão, na ordem de Gbps (bilhões de bits por segundo), porém para que haja o tráfego de dados e a taxa de transmissão no meio físico de fibra óptica é necessário equipamentos denominados conversores de mídias.

O QUE É FIBRA ÓPTICA?  Os sistemas de comunicações baseados em fibra ópticas utilizam lasers
O QUE É FIBRA ÓPTICA?  Os sistemas de comunicações baseados em fibra ópticas utilizam lasers

4

O QUE É FIBRA ÓPTICA?

O cabo

de

fibra óptica é formado pela

seguinte estrutura:

Núcleo : Um fino filamento de vidro ou plástico,por onde passa a luz. Quanto maior o diâmetro do núcleo mais luz ele pode conduzir.

Casca: Camada que reveste o núcleo. Por possuir índice de refração menor que o núcleo ela impede que a luz seja refratada, permitindo assim que a luz chegue ao dispositivo receptor.

Revestimento Primário: Camada de plástico que envolve o núcleo e a casca, protegendo-os contra choques mecânicos, danos de umidades e

excesso de curvatura.
excesso de curvatura.
O QUE É FIBRA ÓPTICA? O cabo de fibra óptica é formado pela seguinte estrutura: Núcleo

5

A FIBRA ÓPTICA E SEU FUNCIONAMENTO

A FIBRA ÓPTICA E SEU FUNCIONAMENTO 6

6

A FIBRA ÓPTICA E SEU FUNCIONAMENTO

A FIBRA ÓPTICA E SEU FUNCIONAMENTO 7

7

A FIBRA ÓPTICA E SEU FUNCIONAMENTO

A FIBRA ÓPTICA E SEU FUNCIONAMENTO 8

8

FONTES ÓPTICAS

Para sistemas de transmissão por fibra óptica utiliza-se como fonte de luz um diodo de amplificação da luz por emissão estimulada de radiação (LASER) ou um diodo emissor de luz (LED).

Ao escolher a fonte para emissão da luz na fibra, devem-se considerar os seguintes aspectos:

Potência; Velocidade de modulação (Taxa de transmissão); Comprimento de onda central e Largura Espectral; Custo e Confiabilidade; Acoplamento do sinal na fibra.

FONTES ÓPTICAS  Para sistemas de transmissão por fibra óptica utiliza-se como fonte de luz um

9

FONTES ÓPTICAS: LED

Alta radiância: relacionada com a potência e diagrama do feixe emitido (acoplamento com a fibra);

Tempo de resposta de emissão pequeno: necessário para modulação em altas taxas;

Alta eficiência

quântica: parcela dos pares elétron-lacuna que se

recombinam irradiando energia eletromagnética.

Pode ser de duas configurações: Emissor de superfície e emissor de extremidade.

FONTES ÓPTICAS: LED  Alta radiância: relacionada com a potência e diagrama do feixe emitido (acoplamento

10

EMISSOR DE SUPERFÍCIE

A região ativa de emissão é perpendicular ao eixo da fibra. O diagrama de irradiação tem padrão essencialmente padrão lambertiano.

EMISSOR DE SUPERFÍCIE  A região ativa de emissão é perpendicular ao eixo da fibra. O

11

EMISSOR DE EXTREMIDADE

A região ativa é confinada em estruturas para formar um guia de onda que canaliza a luz. O feixe de radiação é mais diretivo. O diagrama horizontal é lambertiano e o diagrama vertical é mais diretivo.

EMISSOR DE EXTREMIDADE  A região ativa é confinada em estruturas para formar um guia de

12

FONTES ÓPTICAS: LED

Nem toda a potência interna gerada é emitida para fora do dispositivo. Apenas raios com ângulo de incidência dentro do cone definido pelo ângulo θc (ângulo crítico).

LED’s

emissores

de

superfície

possuem

banda

mais

larga quando

comparadores a LED emissores de extremidade.

FONTES ÓPTICAS: LED  Nem toda a potência interna gerada é emitida para fora do dispositivo.

13

FONTES ÓPTICAS: LASER

Possui um controle de irradiação por polarização DC. Fenômeno LASER ocorre em uma cavidade. Dispositivos LASERS utilizam, em sua maioria, comprimentos de onda entre 1310nm e 1550nm.

FONTES ÓPTICAS: LASER  Possui um controle de irradiação por polarização DC.  Fenômeno LASER ocorre

14

LASER VS LED

LASER VS LED 15

15

TIPOS DE FIBRAS ÓPTICAS MONOMODO E MULTIMODO

As fibras Monomodo possuem um núcleo de diâmetro finíssimo (muito menor que os das fibras Multimodo) e também possuem um único modo de propagação com a luz percorrendo o interior da fibra por um único caminho, isto é um único modo.

Como as fibras Monomodo superam as capacidades de transmissão das

fibras Multimodo,

esse

tipo

de

fibra

é largamente utilizado em

comunicações de médias e longas distâncias. Os enlaces com fibras monomodo, geralmente, ultrapassam 50 km entre os repetidores.

As fibras do tipo multímodo normalmente possuem o diâmetro do núcleo maior do que as fibras do tipo monomodo. Assim, o núcleo permite que a luz tenha vários modos de propagação, percorrendo o interior da fibra por vários caminhos.

TIPOS DE FIBRAS ÓPTICAS MONOMODO E MULTIMODO  As fibras Monomodo possuem um núcleo de diâmetro

16

TIPOS DE FIBRAS ÓPTICAS MONOMODO

Usadas para transmissões de longa distância;

Normalmente utiliza Laser;

O núcleo tem um tamanho menor e a luz trafega no reto.

TIPOS DE FIBRAS ÓPTICAS MONOMODO  Usadas para transmissões de longa distância;  Normalmente utiliza Laser;
TIPOS DE FIBRAS ÓPTICAS MONOMODO  Usadas para transmissões de longa distância;  Normalmente utiliza Laser;

17

TIPOS DE FIBRAS ÓPTICAS MULTIMODO

Usadas em aplicações onde distâncias menores são consideradas;

Normalmente utilizam LED;

O tamanho do núcleo é menor.

TIPOS DE FIBRAS ÓPTICAS MULTIMODO  Usadas em aplicações onde distâncias menores são consideradas;  Normalmente
TIPOS DE FIBRAS ÓPTICAS MULTIMODO  Usadas em aplicações onde distâncias menores são consideradas;  Normalmente

18

VANTAGENS E DESVANTAGEM MULTIMODO

VANTAGENS E DESVANTAGEM MULTIMODO 19
VANTAGENS E DESVANTAGEM MULTIMODO 19

19

VANTAGENS E DESVANTAGEM MONOMODO

VANTAGENS E DESVANTAGEM MONOMODO 20
VANTAGENS E DESVANTAGEM MONOMODO 20

20

CONCLUSÃO VANTAGENS DO CABO DE FIBRA ÓPTICA

A primeira grande vantagem da fibra óptica é que ela tem muito mais largura de banda do que os cabos metálicos. Para se ter uma idéia dessa dimensão, pensem que a fibra ótica tem largura de banda da ordem de THz (1000 GHz), enquanto que o cabo coaxial é da ordem de GHz (1000 MHz) e o par-trançado é da ordem de MHz. Por isso a fibra óptica é o candidato ideal nas redes convergentes que trafegam dados, voz e vídeo – Todas as redes do "futuro".

Uma vez que a fibra óptica transmite informação através da luz, então ela é totalmente imune a interferências eletromagnéticas geradas por motores elétricos, lâmpadas, outros cabos elétricos, etc. Ambiente industriais que têm incidência de interferência eletromagnética implicam na perda de quadros em redes que utilizam cabos metálicos sem a devida blindagem, por isso a fibra óptica é uma excelente opção nesses casos.

CONCLUSÃO VANTAGENS DO CABO DE FIBRA ÓPTICA  A primeira grande vantagem da fibra óptica é

21

VANTAGENS DO CABO DE FIBRA ÓPTICA

Os limites nominais de comprimento das fibras óticas são bem maiores do que os cabos metálicos, chegando a vários quilômetros de distância. Apenas para fins de comparação, um cabo de par-trançado convencional (Cat5e) tem limite nominal de apenas 100m. Por isso as fibras são ideais como solução de cabeamento de redes de longa distância e são muito empregadas pelas operadoras de telecomunicações. As fibras também são utilizadas para ligar os continentes através dos chamados cabos transoceânicos.

Apesar de o processo de fabricação da fibra óptica ser bastante complexo e minucioso,a matéria-prima presente na sua composição (quartzo) é encontrada em abundância na natureza, afinal a fibra é feita de vidro, ao contrário do cobre e dos demais metais utilizados nos outros cabos, O que o torna mais barato que o cobre. O que encarece os sistemas ópticos é o tratamento que esse quartzo precisa sofrer como forma de retirar impurezas das fibras e o custo dos emissores e receptores dos diferentes comprimentos de onda. Com o avanço da tecnologia, no entanto, esse custo tende a baixar.

VANTAGENS DO CABO DE FIBRA ÓPTICA  Os limites nominais de comprimento das fibras óticas são

22

VANTAGENS DO CABO DE FIBRA ÓPTICA

A espessura de uma fibra óptica é muto fina, próximo a espessura de um fio de cabelo. Mais ainda, um cabo óptico é composto de várias fibras dentro dele. Ou seja, a largura de banda desse meio de transmissão é enorme.

Isolamento elétrico - Quando uma fibra óptica se rompe, não há faíscas, riscos de curto-circuito e outras condições que podem constituir perigo, dependendo da aplicação a que se destinam.

Um outro fato, mais importante nas aplicações militares, é que as fibras ópticas não são detectáveis por sensores, como detectores de metais, o que dificulta sabotagens aos sistemas de comunicação que utilizam fibras ópticas.

VANTAGENS DO CABO DE FIBRA ÓPTICA  A espessura de uma fibra óptica é muto fina,

23

DESVANTAGENS DO CABO DE FIBRA ÓPTICA

Fragilidade das fibras ópticas sem encapsulamento;

Dificuldade para ramificações (Uma rede ponto a ponto seria mais viável, caso contrário as conexões tipo “T” sofrem com perdas muito elevadas de dados);

Impossibilidade de alimentação remota dos repetidores; Falta de padronização dos componentes ópticos.

DESVANTAGENS DO CABO DE FIBRA ÓPTICA  Fragilidade das fibras ópticas sem encapsulamento;  Dificuldade para

24