Você está na página 1de 16

História do Fogo

Instrutor: Wellington Chacon
Bombeiro Civil e Socorrista
Téc. em Segurança do Trabalho
Tecnólogo em Gestão Ambiental
Especialista em Meio Ambiente
Especialista MBA em SGI
Email: dwsolucoestecnicas@gmail.com

ou então. esperar um incêndio na floresta. os seres humanos tinham que esperar até que um raio caísse em uma árvore.O fogo foi um dos principais avanços da humanidade. Acredita-se que antes do descobrimento da produção do fogo. . Por isso o homem acabava ficando totalmente dependente do acaso para adquirir esse precioso bem.

 Devido a descoberta do fogo. . Produzir armas e utensílios. Se proteger de animais perigosos. agora podiam vagar por lugares mais afastados em busca de comida ou abrigo. Se aquecer nos invernos rigorosos. Pequenos grupos de homens que antes do fogo necessitavam andar em grandes bandos.Com o descobrimento do fogo o homem pré-histórico garantiu um enorme avanço: Agora ele podia cozinhar seu alimento. o homem primitivo tinha agora mais mobilidade.

Fogo!!! .

. foram utilizadas as puas de arco e corda para fazer com que o pequeno disco girasse mais rápido e o fogo pegasse mais depressa. Apenas algum tempo depois foi descoberto que podia obter faíscas apenas atritando uma pirita de ferro com uma pedra. Mais tarde. enquanto era pressionado contra uma soleira plana.Utensílios feitos: Um dos primeiros foi um pequeno disco de madeira que era girado rapidamente entre a palma das mãos.

A pirita é uma pedra também conhecida como o "ouro-dos-tolos" por sua cor dourada e semelhança com o minério nobre. Na maioria das vezes é encontrada com um conjunto diversificado de formas. .

.

sabiam curtir o couro e extrair corantes. prata e outros metais. Há evidencias que mostram que o homem já utilizava o fogo na Ásia e na Europa.  Por volta de 1400 a. . medicamentos e perfumes das plantas. fabricavam bebidas semelhantes à cerveja e etc.C. Eles trabalhavam com ferro. ouro.Fazer o fogo e utiliza-lo de forma produtiva foi extremamente importante para o homem começar o seu caminho ruma à civilização. mas principalmente no que alguns chamam de “química doméstica”. também utilizavam o papiro para a escrita. os egípcios já haviam atingido um nível tão avançado de desenvolvimento. fabricavam vidro. não só em relação à química metalúrgica.

por último. Segundo ele.Na tentativa de explicar qual a natureza da matéria. acima de todos o fogo. outro filósofo grego muito conhecido. tudo que existe no universo seria composto por quatro elementos principais: terra. em seguida vinha à água. Empédocles.C. Por exemplo. retomou essa ideia e acrescentou que cada um desses elementos tinha um devido lugar e procurava permanecer nele ou encontrá-lo.C. Por volta de 350 a. acima vinha o ar e. por volta do século V a. surgiram várias teorias.C.). . Uma delas foi criada por um filósofo grego. ar e água.. Aristóteles (384-322 a. fogo. a terra estava no centro dos quatro elementos.

Além de fornecer conforto térmico e melhorar a preparação de alimentos. na produção de novos materiais (ajudando a fundir metais. . por exemplo) e como fonte de calor para máquinas térmicas. ele desde cedo foi usado em rituais dos mais diferentes povos.A descoberta que mudou a humanidade A importância da utilização do fogo como instrumento de transformação da nossa sociedade se acelerou com o progresso da cultura humana. na fabricação de armas (até os dias atuais).

ocorreu o grande processo de industrialização que nos levou ao atual estágio tecnológico. . foi possível transformar a energia liberada em outra. Nesse caso. o principal combustível era o carvão e. com capacidade de realizar trabalho – ou seja. a partir da sua queima. Com o advento da máquina a vapor. no final do século 18.Revolução Industrial Um grande salto no desenvolvimento tecnológico ocorreu justamente quando se desenvolveu a máquina a vapor. dando início à Revolução Industrial. usando o fogo como fonte de energia. produzindo fogo. impulsionar máquinas e equipamentos a fazerem tarefas que antes dependiam da força bruta humana.

Um nova chama era então acesa e mantida sobre o peito de um prisioneiro — ardente homenagem ao deus Xiuhtecuhtli. A cada 52 anos os astecas apagavam todos os seus fogos. no que viria a ser o Peru. O que Héstia era para os gregos. as lareiras das casas que protegia. Os gregos tinham dois deuses para o fogo. responsável pela tecnologia do fogo: forjava os raios de Zeus. temidos e venerados na proporção das colossais dificuldades enfrentadas pelo homem primitivo até apropriar-se do fogo. devia ser imitada por suas sacerdotisas. Hefastos era tão importante embora não fosse nenhum Apolo. que tinham por obrigação manter o fogo sagrado e estavam proibidas de namorar. purificador dos pecados). Os cruéis Xiuhtecuhtli e Pachacamac tinham em comum algo existente em praticamente todo canto da Terra — eram divindades do fogo. . as vestais. Na América pré-colombiana. a deusa da beleza e do amor. o deus Pachacamac também recebia dos incas sacrifícios humanos. Vesta era para os romanos: virgem e pura (a pureza sempre foi associada ao fogo.A cultura do fogo. O outro deus era Hefastos. o maior dos deuses. A deusa Héstia simbolizava o fogo doméstico. ganhou como esposa ninguém menos que Afrodite.

assegurando assim a superioridade da raça humana. Antes de se completar os 30 mil anos do castigo. Zeus mandou que Hefesto acorrentasse Prometeu no alto de um monte. com o auxílio de Minerva.Ilustração de Prometeu roubando o fogo dos deuses Prometeu roubou o fogo dos deuses e o entregou à humanidade. onde todos os dias um abutre se alimentaria de um pedaço de seu fígado. Como castigo por seu crime. Prometeu foi libertado por Hércules. . que se regeneraria por ser Prometeu um imortal.

cai num lago. hoje. que persistiu ali até há bem pouco tempo. que liberta o fogo e o dá aos homens. onde é engolido por uma truta. os judeus religiosos antigamente não faziam fogo. enfim. a deusa do fogo e do lar era homem — Agni. Num mito finlandês. provavelmente é aparentado aos sacrifícios ao deus Agni. O fogo chegou aos índios brasileiros na lenda dos bororos de Mato Grosso sobre o pajé que ousou roubar a chama do Sol. . um pássaro que por isso mesmo tem o bico vermelho. a quem se faziam sacrifícios humanos.A cultura do fogo. O bárbaro costume de cremar as viúvas. Esse último peixe é pescado por um herói. por um lúcio. Já os cristãos acendem lâmpadas votivas e velas em grande quantidades e ainda queimam incenso. não acendem a luz. Nos dias santos. Na Bíblia. o fogo surge da espada de um deus. Como punição. virou japu. passa a pertencer a uma divindade do ar. Na Índia. depois por um salmão que come a truta e. o fogo aparece muitas vezes como instrumento da ação de Javé — que por sinal se apresentou em chamas a Moisés no Sinai.

rivalizaram-se também no espaço.. . favoreceu também corridas armamentistas entre nações imperialistas. o boom do milênio. o período da guerra fria.A evolução tecnológica. que representou uma guerra travada entre dois blocos –capitalistas e socialistas – e que ironicamente. favoreceu a evolução de tecnologias avançadíssimas ao passo que as duas grandes potências mundiais. rivalizando-se em terra. promovendo até mesmo a chegada do homem à lua. nos contemplou com a internet. já no final dos anos 90. em contextos expansionistas como o que precedeu a primeira guerra mundial.. século XX. aproveitaram até mesmo cientistas alemães nazistas para o incremento desta empreitada. E que diga-se de passagem. Após a segunda guerra.

FIM .