Você está na página 1de 23

Unidade de Ensino: UNIVERSIDADE ANHANGUERA –UNIDERP

Pólo de Apoio Presencial de Juazeiro- Curso de Letras
Português e Inglês 2ª serie
Título da ATPS: ASPECTOS HISTÓRICO E TEXTUAIS DA LÍNGUA PORTUGUESA
Tutor (EAD): Maria Gilse Lazarini Perosa
Cidade: Juazeiro/BA Data:10/06/2014

Disciplina: Aspectos Históricos Textuais da Língua Portuguesa
Equipe:
Iara Tatiane França RA 426619
Leda Cristina Gonçalves Gil RA 435313
Joana D’arc Rodrigues da Silva RA 439974
Odete Moreira da Costa RA 8348779496
Milton Shirakawa RA 434259

INTRODUÇÃO:
A língua portuguesa originou-se do latim vulgar, língua falada pelas pessoas do povo e pelos
soldados romanos que se opunham ao latim utilizado pela classe dominante e pelos poetas,
filósofos e escritores.
Por ser coloquial, o latim vulgar era mais expressivo e flexível que o latim clássico no uso do
léxico e das normas gramaticais, fácil de aceitar as mudanças, deixando-se influenciar pelas
línguas locais dos territórios conquistados.

Com o tempo, esses romanos foram se modificando e originando novas línguas. Assim, no fim
do século III a.C., a língua portuguesa começou a desenvolver-se. Já nos séculos XV e XVI,
com a expansão marítima, o idioma espalhou-se por várias regiões da África, Ásia e América.

diferentes dos usados no português europeu. esses dialetos compartilham as mesmas peculiaridades básicas do ponto de vista fonético. principalmente nas variedades vernáculas. especialmente no vocabulário. quando comparada com o português falado em outros países de língua de mesmo idioma. entretanto. nos textos formais as diferenças são bem menores. muitas vezes. há um grande número de variações regionais. Quanto a Fonologia. dentro de cada padrão. pronúncia e sintaxe.O PORTUGUÊS FALADO NO BRASIL Português falado no Brasil é o idioma dos mais de 200 milhões pessoa que vivem no nosso país. implica que o português brasileiro seja a variante do português mais falada. Vale ressaltar que dentro daquilo a que se convencionou chamar "português do Brasil“. Existem vários dialetos dentro do português brasileiro e o europeu. Há várias diferenças entre o português brasileiro e o de Portugal . O português brasileiro utiliza 34 fonemas. 14 vezes mais que a variante do país de origem. sendo treze vogais. lida e escrita do mundo. O português brasileiro. os fonemas do português do Brasil são.. . dezenove consoantes e duas semivogais.

com falantes seus se estabelecendo em enclaves ao longo da costa do continente africano. numa área que abrange hoje o norte de Portugal e a Galiza (região da Espanha). . MUITAS LÍNGUAS Apresentação do trabalho de Carlos Alberto Faraco Faraco . devido a expansão marítima de Portugal – se tornou uma língua internacional.Quando queremos ampliar nosso conhecimento da língua portuguesa e da realidade linguística do nosso país. a América em 1500. alcançando a Índia em 1498. a China por volta de 1515 e o Japão em 1543. Língua portuguesa: um breve olhar sobre sua história Origem do português é no noroeste da Península Ibérica. precisamos. aprender a nos maravilhar com a diversidade que aqui existe. Em meados do século 15. antes de qualquer coisa.PROPOSTA PEDAGÓGICA PORTUGUÊS: UM NOME.

2000). De seus entrepostos asiáticos. Nesse processo. uma economia de coleta (baseada no corte do pau-brasil e na exploração do trabalho indígena) foi transformada numa economia de produção açucareira intensiva baseada no trabalho escravo. Timor-Leste (até 1975) e Damão. na Índia (até 1961). presença que se sustentava em dois eixos integrados (cf. Diu e Goa. Alencastro. O primeiro foi a ocupação agrícola do Brasil a partir da segunda metade do século 16. de boa parte da rota comercial. À medida que Portugal foi perdendo sua rota asiática para os holandeses. manteve apenas Macau (até 1999). . no século 17.Com a perda para os holandesas. crescia sua presença no Atlântico Sul.

Isso torna o português a terceira língua europeia mais falada. no mundo. É falada em comunidades de imigrantes em vários países: Estados Unidos. Canadá. A língua oficial dos países: Portugal. como em Goa (Índia). França.SITUAÇÃO ATUAL DA LÍNGUA PORTUGUESA NO MUNDO 1. perdendo apenas para o inglês e o espanhol. Japão. Com este contingente de falantes. Guiné-Bissau. 2. está entre as dez línguas mais faladas do mundo. Paraguai. . 3. Timor-Leste e Macau. Alemanha. Atualmente aproximadamente 220 milhões de pessoas falam o português. Austrália e outros. Moçambique. É também falada em pequenas comunidades remanescentes do colonialismo português na rota da Ásia. ocupando possivelmente a sexta posição. África do Sul. ou em áreas de antiga ocupação portuguesa. São Tomé e Príncipe. como primeira ou segunda língua. Venezuela. Língua hegemônica em apenas dois países: Portugal e Brasil. como no norte do Uruguai. 4. Cabo Verde. Brasil. Angola.

possibilita que haja manifestações da diversidade cultural. que domina todas as possibilidade das atividades culturais características de cada descendência. Jorge: No Brasil. existe uma estreita relação entre a língua e cultura e por conseguinte entre a língua e identidade. o que significa que o uso do português acarreta uma escolha significativa. reforçando a posição políticoideológica do indivíduo. No Brasil há manifestação da uma consciência miscigenada. as condições do plurilinguíssimo possibilita uma opção por códigos distintos pela população. sem deixar de se apropriar da questão humanista da língua dos colonizadores. colonizados por portuguesas. a opção por um socioleto culto é condição sine qua non para que o indivíduo se integre a uma certa elite socioeconômica. Devido a flexibilidade da língua portuguesa. . ou seja. sem que se perca a capacidade de dialogo entre os povos dessa língua. MUITAS GENTES As variações da língua portuguesa no mundo.UMA LÍNGUA. Nos países africanos (Angola e Moçambique). o nosso aparente monolingüismo – que já sabemos ser falso – escamoteia a complexidade de nossas relações sociais.

falavam essa língua. o que revela que nessa época a maioria dos escravos da cidade da Bahia e outras localidades principalmente em Alagoas. Devido nosso país a cada dia. cont. e que fazem parte da diversidade linguística deste país. é importante conhecer e preservar a diversidade e o plurilingüismo. além dos imigrantes(alemães. a primeira gramática do quimbundo o(idioma mais falados pelos africanos) foi escrita em Salvador por um padre jesuíta.. em 1694.na cultura do Brasil é a mais importante. depois da cultura imposta pelos colonizadores. . cerca de 98% da sua população tem o português como língua materna. japoneses e outros que compões a nossa cultura).A DIVERSIDADE E A DESIGUALDADE LINGÜÍSTICA NO BRASIL No Brasil. italianos. pois a origem das palavras e expressões é muito significativo na compreensão do único idioma do futuro. formando uma cultura composta por diferentes povos. há cerca de 200 línguas indígenas a serem preservadas. A contribuição dos africanos(que falavam mais de 200 línguas diferentes). se tornar mais monolíngüe.

Sendo que até meados do século XX. restringindo se a flora e fauna. Tal tipo de repreensão causou o esquecimento de praticamente todas as língua africanas. como por exemplo: abaré. . ainda havia repreensão da religião praticado pelos descendentes de africanos.O Marquês de Pombal no ano de 1757. acarajé. senzala e quilombo. como por exemplo: caju. para o nosso idiomas ficaram restritos na área culinária e da escravidão. Iemanjá. mandioca. tatu e tamanduá. A contribuição de vocábulos dos africanos. Em relação às línguas indígenas. por meio de um decreto do governo do proibiu o uso da língua que não fosse dos colonizadores. houve um extermínio generalizado ficando alguns vocábulos quase que exclusivamente de origem do Tupi. abacaxi.

normalmente aplicada por escritores e literatas. A norma popular não se importa com os códigos da gramática. pois não há comprometimento no poder expressivo de uma variedade lingüística. . A diferença é notada no uso das regras de concordância nominal e verbal. conhecida também como norma padrão. não há razão para considerar uma forma superior a outra. pois possibilita que os indivíduos possam exercer a uma cidadania plena. tendo uma linguagem de qualidade inferior.A norma culta é a utilização da língua com os códigos dos livros de gramática. “O Papel da Escola” é resgatar essa consciência histórica e promover o respeito à diversidade cultural e lingüística em nome da democratização da língua no Brasil. Mas a norma culta deve ser sempre difundida e ensinada. Por exemplo: “nóis vai” ao invés de nós vamos Mas quando se diz respeito ao plano estritamente lingüístico.

asportanto. em sua maioria. . de fato. exceção e está. seja escrito. no uso que dela fazem. -O contato entre línguas ou entre dialetos favorece a variação e a mudança linguística -As sociedades em todo o mundo. são multidialetais e multilinguais. -A mudança linguística produz diferença.VARIAÇÃO NO PORTUGUÊS FALADO E ESCRITO NO BRASIL Premissas. nas práticas sociais dos falantes. mas não resulta nem em evolução. seja oral. -Essa variação está associada à construção das identidades sociais -Pode levar ou não à mudança linguística -A variação e sua avaliação social se verificam em todos os níveis de análise linguística -A variabilidade é inerente à linguagem humana entendida como fenômeno social -Nenhuma língua é estática. o monolingüismo é. vinculado a situações de opressão. línguas não ficam melhores nem -Saber umaisto língua. muitas vezes. todas elas mudam ao longo do tempo. todas as línguas são: -Primordialmente faladas. implica ternem o conhecimento e apiores capacidade de interpretar os contextos sociointeracionais -A língua (qualquer língua) só existe de fato e plenamente no seio da vida social. nem em degradação da língua. -Variam no tempo e no espaço. é.

VARIAÇÃO DO PORTUGUÊS FALADO E ESCRITO NO BRASIL Fatores que favoreceram a diversificação linguística do português no Brasil 1. Ensino inadequado da língua favorecendo a diversificação linguístico-cultural de caráter social Exemplo de diversificação e mudança na fala do português brasileiro: A substituição do pronome nós por “a gente”. Múltiplas culturas que formam a sociedade brasileira 4. tem ao longo do tempo. Grandes distâncias entre as comunidades 3. Os brasileiros passaram a ter acesso à língua portuguesa a partir do Século 19 5. no século 20. Território brasileiro(grandeza) 2. adquirido importância nos textos de diversos gêneros. .

as mulheres usam com mais frequência a concordância. com uso mais restrito ao RS. Estudo sobre o emprego da segunda pessoa do singular na fala de(Pelotas-RS). realizado por Amaral (2003) os resultados gerais mostram clara tendência ao não uso de concordância. . ou que têm suas atividades em setores que necessitam discernimento com o público alvo. Mas no próprio RS há zonas de uso exclusivo de tu. Quanto ao sexo. assim como zonas de uso exclusivo de você e zonas em que as duas formas se alternam. principalmente aquelas com mais nível de estudo. Em relação a condição social o usa da concordância é maior quanto maior for a condição sócio econômica. conforme a faixa etária é menor.VARIAÇÃO DO PORTUGUÊS E AS IDENTIDADES SOCIAIS Emprego do pronome “tu”.

Sendo no Nordeste cerca de vinte por cento a mais que nas outras regiões. . IDH. a fim de que os alunos possam conviver com a variabilidade cultural e que o ensino possa ser a ferramenta de aperfeiçoamento das relações estilísticas da língua. sendo que as nações indígenas sobreviventes preservam cerca de 180 línguas. além do português. e comunidades descendentes de imigrantes conservam 30 línguas ANALFABETISMO Ainda um dos maiores problemas do Brasil o analfabetismo e inversamente proporcional ao Índice de Desenvolvimento Humano.VARIAÇÃO LINGUÍSTICA E A ESCOLA Todo ensino da língua no Brasil deve obedecer as relações sociais. os conflitos e as potencialidades de desenvolvimento pessoal e comunitário. as desigualdades. A DIVERSIDADE LINGUÍSTICA DO BRASIL E A ESCOLA Atualmente são falados cerca de 200 idiomas.

A mudança de sentido acompanhada da mudança de atitude das pessoas conforme o tempo passa os entendimentos são outros.Interpretação do português brasileiro e suas variações regionais As diversa formas de interpretação da língua portuguesa. . leva à situações de alternância do entendimento.

Mostra Meu avô. pernambucano também que uma das razoes de termos tantos ritmos musicais O meu bisavô .. somos um caldeirão cultural graças a esta migração e miscigenação Assum Preto ( Autor: Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira) Tudo em vorta é só beleza Sol de Abril e a mata em frô Mas Assum Preto. canta A musica fala da miséria da região nordeste e usa De termos que o sertanejo usa no seu cotidiano.simbolismo da crueldade . cego dos óio Num vendo a luz. ai.. canta De dor . que ao mesmo tempo Chico Buarque) faz uma homenagem aos seus ídolos e aqueles que o O meu pai era paulista influenciou positivamente em sua carreira musical .. contada através da A música Paratodos (Autor historia de vida do próprio compositor . e justamente por causa desta mistura racial .Na música A música fala da miscigenação brasileira . através Da cegueira da ave que não enxerga a miséria..

Planta e Raiz) Planta e raiz e Rappin Hood estilo e atitude Tamo junto vagabundo Pro que der e vier Essa vai pra todos os jovens. as palavras pronuciadas soam Com tom de ameaça e apelo pela vida . A musica: Jovens fala do cotidiano dos Jovens da periferia de São Paulo... Estão pedindo uma Chance para se inserirem na sociedade E usam da linguagem dos pessoas das Periferias.part.Jovens (Rappin Hood.. onde A diferenaça de classes sociais faz a com Que esses jovens tomem atitudes para Poderem sobreviver.

.. precurô. Exatamente como as pessoas da região se comunicam... .. .A língua falada no Brasil e suas variações regionais Vídeos da internet João Bala e as “istora” de Lampião. Palavras de João para ontar esta “istora”: Vinha de a pé.... ... animale.. sem que haja preconceitos entre falantes e ouvintes por estarem no seu círculo social.

A língua falada no Brasil e suas variações regionais Vídeos da internet Variabilidade do português brasileiro. sendo que aos ouvidos dos não nativos é por muitas vezes muito estranho. Exemplos do vídeo: Bergamota= tangerina Cacetinho=pãozinho Negrinho=brigadeiro Cebolão=relógio de pulso . no RS os jovens de comunicam com vocábulos da terra.

.

br/a-origem-da-lingua-portuguesa-resumo/.br/chico-buarque/paratodos/.C. Acesso em 25 de Maio de 2014 A lingua portuguesa no mundo. http://analisedeletras. Ano XVIII boletim 08 .com/yjcgnxmvhhyy/copy-of-a-lingua-portuguesa-no-mundo/ .com. . A. Português: Um Nome.org/wiki/Portugu%C3%AAs_brasileiro.wikipedia.acervoescolar. Acesso em 25 de Maio de 2014 Português brasileiro http://pt. http://prezi.Maio de 2008.com. TV.REFERÊNCIAS A Origem da Língua Portuguesa – Resumo http://www. ESCOLA. Muitas Línguas. Acesso em 3 de junho de 2014. Acesso em 25 de Maio de 2014 Faraco.

http://cvc.wordpress. O papel das habilidades de reflexão fonológica em turmas de educação de jovens e adultos (eja) .html .com/2008/06/15/as-influencias-que-o-portuguesrecebeu-na-lingua/.wikipedia.htm. http://pt. Acesso em 21 de Abril de 2014 . https://docs. Volcão C.google. C.-. tabs. Fonética e Fonoloigoa.doc. http://www. brasileiro- Convenções e Transcrição Fonética. Acessado em 21 de Abril de 2014 .L. Nunes. Acesso em 20 de abril de 2014.. Física da Fala e da Audição.castelobranco.Seara .. I. Acessado em 20 de Abril de 2014. grafs.com/file/d/0B4BEqmKJ9xRHZDFiZjE4YzQtNGNjNC00OTY2LWFhOWYtMTY5N2RiZTc xZjkx/edit?hl=pt_BR&pli=1 . G. 2011. . 119 p. Acessado em 20 de Abril de 2014. Variação linguística.br/~kemp/f105wp/main. : il. Fonética e fonologia do português brasileiro : 2º período – Florianópolis: LLV/CCE/UFSC.pt/cpp/acessibilidade/capitulo2_1. Acesso em 18 de abril de 2014.instituto camoes. V. As Influências que o Português Brasileiro recebeu na Língua http://linguagemcontemporanea. http://ucbweb.unicamp.br/webcaf/arquivos/12864/5190/Lingua_Portugeusa_II..ifi..org/wiki/Varia%C3%A7%C3%A3o_lingu%C3%ADstica.

Disponível em: <https://docs. Acesso em 22 de abril de 2014. 2012.portaleducacao.SOARES. Acesso em: 19 set.com.br/pedagogia/artigos/45447/o-que-e-consciencia-fonologica. Ana Paula Campos Cavalcanti. . O que é consciência fonológica? http://www. O papel das habilidades de reflexão fonológica em turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA).google.com/fileview?id=0B4BEqmKJ9xRHZDFiZjE4YzQtNGNjNC0 0OTY2LWFhOWYtMTY5N2RiZTcxZjkx&hl=pt_BR>.