Você está na página 1de 23

Importância

da Música
no Culto
"Posto que Deus é o Rei de
toda a terra, cantai louvores
com inteligência" (Salmo 47:7)

"Cantai-lhe um cântico novo;


tocai bem e com júbilo" (Salmo
33:3).
A música é um extraordinário
instrumento para agrupar pessoas e
de alguma forma fixar mensagens.
Através dos tempos, a música tem
envolvido a humanidade de diversas
maneiras provocando também
reações e comportamentos que
muitas vezes não são explicados
logicamente.
Música é mencionada na Bíblia mais
de 800 vezes. Isto pode fazer com
que os crentes notem a ênfase que
as Escrituras dão a esse assunto.
Dança é mencionada cinco vezes,
Missões é mencionada doze vezes,
Ordem de brados 65 vezes,
Justificação é mencionada 70 vezes,
Ações de graças 135 vezes,
Santificação 72 vezes,
Canto 287 vezes,
Batismo 80 vezes,
Alegria é ordenada 288 vezes,
Tocando instrumentos musicais 317
vezes,
Louvor é mencionado e ordenado
332 vezes.
Música é uma das formas que Deus
quer que respondamos a Ele,
baseado nas muitas referências que
encontramos nas Escrituras.
Salmos 100:2 diz, "apresentai-vos
diante dele com cânticos." Isto é um
protocolo.
Se estamos indo a presença do Rei
dos Reis e Senhor dos Senhores,
nós devemos ir cantando!
Música é importante e o Pai gosta
disso.
Deus ainda requer o louvor que é só
Seu.
Ele quer levantar uma geração que
não O adorará apenas porque essa
é a Sua ordem, mas porque
desejam louvar e adorar ao Senhor,
em um ato de sua própria e livre
vontade.
Isto resulta honra e glória de Deus
em uma forma muito maior que o
louvor dos anjos!
MÚSICA NA BÍBLIA
Êx 15. 1-19 – Moisés e os filhos de
Israel cantam louvando ao Senhor
pela vitória sobre Faraó.
1Sm 16.23 – A música tocada por
Davi alivia Saul e afasta os maus
espíritos que o perturbam.
1Cr 6.31-32 – Davi designou
músicos para ministrar na casa do
Senhor.
1Cr 15.16 – Os cantores deveriam
louvar com alegria.
1Cr 25.3 – Jedutum profetizava com
harpas.
2Cr 5.13-14 – Salomão instituiu
músicos no Templo, e quando
louvaram a Deus a Glória de Deus
encheu o Templo.
2Rs 3.15 – O profeta Eliseu profetiza
ao som de instrumento.
2Cr 20.21-22 – O rei Josafá,
conhecendo através do profeta
Eliseu o poder do louvor, organizou
um exército para louvar a Deus, e o
Senhor destruiu os seu inimigos
(filhos de Amom e Moabe).
Mt 26.30 – Jesus e seu discípulos
cantam um hino na última ceia.
At 16.25-26 – Paulo e Silas oram e
cantam quando estavam presos.
Ef 5.19 – Louvar a Deus de Coração
e com gratidão (Cl 3.16).
1Co 14.26 – O louvor esta
relacionado na ordem de culto
estabelecida pelo apóstolo Paulo.
Tg 5.13 – Quem está alegre cante.
Ap 15.3 – No céu continuará
havendo cântico.
As referências nas Escrituras sobre a
música não se esgotam aqui, porém
fizemos um breve resumo para
reforçar que a Bíblia tem algo a dizer,
aliás, tem muito a nos dizer e ensinar
sobre a música para a Igreja de hoje.
Por outro lado, estas referências
reforçam para nós que a música é
um poderoso elemento em nossa
adoração a Deus.
Desta forma, àqueles
que lidam diretamente
com a música na Igreja
devem usá-la para
louvor e glória de Deus
e não como meio de
promoção pessoal,
tampouco ser mero
entretenimento no
culto.
Charles Landon: "A música é o
melhor dom de Deus ao
homem, a única arte do céu
dada à terra, e a única arte da
terra que levaremos ao céu.
Mas a música, como todos os
nossos dons, nos é dada em
germe. Cabe a nós desenvolvê-
lo e desdobrá-lo pelo cultivo e
pelo estudo."
O próprio João Wesley nos deixou
uma lista de observações que
devem sempre ser relembradas
quanto ao uso da música no culto:
“1 - Aprenda a música.
2 - Cante os hinos como estão
escritos.
3 - Cante o hino inteiro. Se isso for
uma cruz, tome-a e a achará uma
bênção.
4 - Cante vigorosamente e com
animação.
5 - Cante modestamente e não
grite.
6 - Cante no compasso certo, não
corra adiante e nem fique atrás.
7 - Acima de tudo, cante
espiritualmente.
Em cada palavra que cantar tenha
Deus em sua mente.
Procure agradar mais a Deus que a
si próprio ou a outra criatura
qualquer.
Para isto, preste atenção
cuidadosa no sentido do que está
cantando e tenha certeza de que
seu coração não está sendo
levado pela beleza do som que
está produzindo, mas, sim, que o
seu canto seja uma oferta contínua
a Deus.”
Tenha um bom arquivo de
músicas. Seja em letras, cifras ou
mp3.
Esteja preparado para imprevistos
em um culto.
Escolha as músicas
cuidadosamente e com o auxílio
do Espírito Santo.
Cuidado com o tom da música e
com as palmas.
Providencie sempre letras para os
cânticos: escritas a mão,
impressas, datashow, “se vire
você não é quadrado”.
Cuidado com o excesso de ordens
durante a ministração.
Cuidado também com a pregação
entre os cânticos.
Conduza a congregação a
adoração sem muito falatório.
Invista tempo com
Deus.
Se estamos
dispostos a gastar
tempo ministrando
diante de Deus,
então podemos
esperar vê grandes
manifestações da
Sua presença.

Você também pode gostar