Você está na página 1de 13

Brasil: a questão urbana e o espaço rural

Antonio Milena – Editora
Abril

Índice

A questão urbana
O espaço rural
Agricultura e pecuária

Sérgio Dutti - Editora Abril

Acima: Travessia de pedestres – Avenida Paulista – São Paulo - SP
Abaixo – Morador da zona rural – Chapada de Araripe - PE

Internet
Vídeo: A urbanização do Rio de Janeiro
1

haja urbanização.A questão urbana A origem da urbanização brasileira • O crescimento urbano consiste na expansão das cidades e pode existir sem que. Ela caracterizou-se como dependente. a industrialização brasileira foi tardia comparada aos países europeus na qual esta ocorreu . • No Brasil ele começa a se configurar a partir da década de 1950 quando. Esta só ocorre quando o crescimento urbano é superior ao rural. pois ocorreu graças à importação acarretando endividamento. o país iniciou a expansão industrial. de fato. 2 . necessariamente.meados do século XVIII. • Sendo assim. • Este crescimento está intimamente ligado ao processo de industrialização.

AM 3 . que provocou um crescimento vertiginoso de cidades como São Paulo. Vendedores ambulantes na frente do Mercado Municipal de Manaus . guardadores e lavadores de carro. A indústria não absorvia toda a força de trabalho gerando grandes contingentes de desempregados e também de subempregados (vendedores ambulantes.Problemas urbanos brasileiros A indústria se tornou um forte atrativo para Pedro Matinelli – Editora Abril as cidades ocasionando um intenso êxodo rural. entre outros).

• Trânsito caótico. que também ocorre em outras cidades brasileiras. o crescimento urbano no Brasil se deu de forma irregular havendo grandes diferenças entre as Vista parcial da favela da Rocinha– Rio de Janeiro – RJ Ao fundo edifícios modernos evidenciando o contraste. • Violência. Oscar Cabral – Editora Abril formando em alguns casos as metrópoles. Além disso. regiões e cidades muito mais desenvolvidas do que as outras. • Ocupação irregular do solo urbano. em cortiços e favelas.A expansão desordenada e vertiginosa das cidades. Que outros problemas urbanos você identifica na sua cidade? Quais são os caminhos para resolvê-los? 4 . somada à concentração de renda são componentes dos principais problemas urbanos brasileiros: • Alto déficit de moradia: pessoas vivendo nas periferias (longe dos serviços essenciais).

Em função da importância de algumas cidades e das relações que estabelecem entre si existe uma classificação e uma hierarquização para elas. têm área de atuação mais reduzida e seus relacionamentos externos à sua própria rede ocorrem.São Paulo b) Metrópole nacional – Rio de Janeiro c) Metrópole – Manaus. Centro de zona 556 cidades de menor porte e com atuação restrita a sua área imediata Centro Sub-regional 169 centros com atividades menos complexas. sendo referidos como destino para um conjunto de atividades por um grande número de municípios. Fortaleza. Em 2008 o IBGE realizou um estudo no qual as cidades foram reclassificadas em cinco níveis: Metrópoles 12 principais centros urbanos: a) Grande metrópole nacional . Goiânia e Porto Alegre.  Em razão de sua importância no cenário internacional.473 cidades cuja centralidade e atuação não extrapolam os limites do seu município. Belo Horizonte. em geral. 5 . com três metrópoles Centro local 4. Curitiba. Salvador. São Paulo e Rio de Janeiro também são consideradas metrópoles globais. Belém. Recife.A rede urbana no Brasil O Brasil possui uma diversificada rede urbana da qual fazem parte desde as grandes metrópoles até as pequenas cidades. servindo apenas aos seus habitantes. Capital Regional São 70 centros que têm área de influência regional.

e a todas as áreas onde não há cidades nem vilas.O Espaço Rural • O espaço rural diz respeito ao campo. Nas últimas décadas vem se diversificando as atividades: hotéis fazenda. • Não se deve confundir rural com agrário. clínicas de repouso. Capataz da Fazenda Rio Vermelho.MS 6 .região do Pantanal Mato-Grossense . Ana Araújo – Editora Abril • Neste espaço não são realizadas apenas atividades agrárias. turismo rural e ecológico. pecuária e extrativismo. Rural se refere ao não urbano e agrário às atividades primárias: agricultura. tocando berrante . entre outras.

• Praticamente detém o monopólio da produção de alimentos e emprega a maior parte da mão de obra rural. 7 .A ocupação da terra pela agropecuária • A agropecuária é a atividade fundamental da economia brasileira. • As terras produtivas ocupam 27% do território brasileiro. • A subutilização das terras para a agropecuária torna-se muito grave porque é necessária a produção de alimentos.

batata.Divulgação – Editora Abril • O agronegócio vem se desenvolvendo muito nas últimas décadas confirmando a vocação agropecuária do Brasil.MT Colheitadeira e a vasta extensão desta cultura 8 .) são cultivados em pequenas propriedades e com métodos tradicionais. etc. Campo de soja . cana-de-açúcar. • Na nova cadeia do agronegócio há uma subordinação do campo à cidade. O setor se modernizou e obteve grandes investimentos.Lucas do Rio Verde . • Produtos para o mercado interno de alimentos (feijão. mandioca. • Os melhores solos. os maiores investimentos e as grandes propriedades estão voltados para o cultivo de exportação ou para matérias-primas para a indústria: soja. arroz. laranja. entre outros.

propriedades. Empresa rural. Latifúndio por exploração. A maior parte das terras ocupadas e os melhores solos estão nas mãos de um pequeno número de proprietários – os latifundiários. criado em 1964. seu número. Muitas dessas terras estão improdutivas.Estrutura fundiária Denomina-se estrutura fundiária a forma como Um dos grandes problemas agrários do as propriedades agrárias de uma área ou país Brasil é a sua estrutura fundiária na qual estão organizadas. Latifúndio por dimensão. O estatuto da terra. tamanho existe extrema concentração de e distribuição social. Essas terras chegam a 73% da área total das propriedades agrárias do país. isto é. 9 . dividiu os imóveis rurais do Brasil em quatro categorias: • • • • Minifúndio.

Dificuldades jurídicas. Custo para manter os assentados. ela pode inverter essa lógica. • No meio rural a concentração de terras nas mãos de poucos proprietários repete o problema da distribuição social da renda no Brasil. Dificuldades para a reforma agrária Fortes interesses dos grandes proprietários rurais. • Além de promover a distribuição de terra e renda ela contribui para o desenvolvimento acelerado e sustentável.Reforma agrária Reforma agrária é a redistribuição das propriedades do meio rural efetuada pelo estado que desapropria grandes fazendas improdutivas e distribui lotes de terras a famílias camponesas. 10 . • Ela foi feita em praticamente todos os países capitalistas e em alguns foi um dos fatores de seu desenvolvimento. • A reforma agrária tem impacto sobre a prevalência da produção de gêneros para exportação ou para a indústria sobre os alimentos básicos.

● Assalariados temporários – empregados pelas grandes fazendas apenas em épocas de maior necessidade de mão de obra (2 milhões em 1996 – 11 % da mão de obra agrária). • Arrendatários – arrendam a terra e pagam ao proprietário em dinheiro. Em 1996 eram 11 milhões (61% da força de trabalho permanente da agropecuária). Trabalhadores rurais com suas ferramentas 11 . Entre outros fazem parte deste grupo os boia-fria e os peões da Amazônia. • Parceiros – trabalham em uma parte das terras de um proprietário. Amilton Vieira – Editora Abril No Brasil a maior parte da força de trabalho no campo é formada pelos proprietários e seus familiares. • Assalariados permanentes – empregados que recebem salários e geralmente trabalham para grandes proprietários (2 milhões em 1996 – 11% da mão de obra agrária). ficando com uma parcela da produção.Relações de trabalho no espaço rural As relações de trabalho no meio rural podem ser assim classificadas: • Pequenos proprietários – lavradores que trabalham na base familiar.

São Paulo e Goiás Paraná e Rio Grande do Sul 12 Produção nacional 41. Café cana-deaçúcar Soja Laranja Milho Arroz Feijão Trigo Principais estados produtores Minas Gerais. cultivo nas piores terras. Alagoas. Goiás. Paraná.719 t (2008) 33.034. Minas Gerais e Paraná Paraná.100.009 t (2008) . É o maior produtor mundial de alguns produtos: soja. Santa Catarina e Pará Paraná.886. Espírito Santo.000 sacas (2004 648.6947. Agricultura Principais culturas brasileiras Produto A produção agrícola brasileira pode ser dividida em duas categorias: • Produção de alimentos – pequenas propriedades.460. • Exportação e transformação industrial – ocupam os melhores solos e as médias e grandes propriedades.668 t (2008) 18. Minas Gerais. Goiás e Mato Grosso Rio Grande do Sul. Paraná. com consequências ambientais por causa do desmatamento. Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul São Paulo.Agricultura e pecuária O Brasil se destaca no cenário econômico mundial pela produtividade e diversidade na agricultura e na pecuária. Minas Gerais e Pernambuco Mato Grosso. Minas Gerais.085 t (2008) 12.973. Mato Grosso. Bahia. Paraná e Bahia São Paulo.864. Sergipe.981 t (2008) 59. laranja e café. São Paulo. Bahia. • Nas últimas décadas as fronteiras agrícolas estão se expandindo para a Amazônia. entre outros.946 t (2008) 3.067 t (2008) 5.100. São Paulo.

Ela é um dos exemplos de como a indústria domina o meio rural: ● A maior parte da produção é controlada pela indústria alimentícia e pelos grandes frigoríficos. rações. 13 . ● Há uma dependência de produtos industrializados: máquinas.Pecuária Também na pecuária o Brasil apresenta grande diversidade e produtividade. vacinas e outros insumos.