Você está na página 1de 34

| |

|  

HISTÓRICO E COMPONENTES
FÍSICOS

RAFAEL BEZERRA
!!! ³Durante as horas,naquela noite em que
John observava as veias distendidas da
paciente, seu pulso fraco, sua pressão e
respiração, ocorreu-lhe que suas condições
poderiam ser melhoradas, se existisse algum
modo de, continuamente, retirar algum
sangue de suas veias tumefeitas em um
aparelho onde pudesse captar oxigênio e
eliminar gás carbônico e ser, então,
bombeado de volta nas artérias´
Mary H! Gibbon
DEFINIÇÃO
Sistema no qual o sangue do
paciente, que normalmente
retorna ao átrio direito, é total
ou parcialmente desviado
para um equipamento, onde
é oxigenado e o CO2
removido(oxigenador)! Este
sangue ³arterializado´ é,
então, injetado (bomba
arterial) para o sistema
arterial do paciente,
habitualmente através da
aorta ascendente ou de uma
das artérias femorais
HISTÓRICO
| 28: ³ De Motus Cordis´ ± William Harvey
| : Boyle, Hooke e Lower ± fisiologia
respiratória
|  : Malpighi e a anatomia dos capilares
| 8 : Le Gallois e a circulação artificial
| 848- 858: Brown-Seqüard e o sangue como
perfusato
| 882: Von Schroeder e o primeiro oxigenador de
bolhas
| 885: Von Frey e Gruber e o primeiro sistema
coração-pulmão artificial
| 2: Brukhonenko e o uso de bombas na
circulação extracorpórea
|  de maio de 5: Jonh Gibbon e a cirurgia de
Cecília Bavolek
COMPONENTES FÍSICOS
CIRCULAÇÃO CRUZADA
-Fredericq e Hedon:
primeiras idéias
-Duncan e
Vecchietti: primeiras
aplicações em seres
humanos
-Estudos de
Andreasen e
Watson
O ADVENTO DOS OXIGENADORES

| Oxigenadores de películas
| Oxigenadores de bolhas
| Oxigenadores de membranas
OXIGENADORES DE PELÍCULAS

| Tipos:
! Cilindro
2! Tela
! Disco
4! Cone
OXIGENADORES DE BOLHAS

| O papel de Clark e de De Wall


| Tipos:
! Seqüencial
2! Concêntrico
OXIGENADORES SEQÜENCIAIS

| Estrutura:
! Câmara de oxigenação
2! Câmara de desborbulhamento
! Reservatório Arterial
OXIGENADORES CONCÊNTRICOS

| Mais compactos, menores e mais fáceis de


montar e usar
| Vantagens:
! Redução do tamanho do aparelho
2! Redução do volume do perfusato utilizado
! Redução do contato do sangue com superfícies
estranhas
4! Menor perda de calor para o meio ambiente
OXIGENADORES DE MEMBRANAS

| Vantagens:
! Evita a formação de bolhas
2! Torna a oxigenação artificial mais semelhante a
fisiológica
! Menor destruição dos elementos sangüíneos
| Desvantagens:
! Espessura da camada de sangue a ser
oxigenada
2! Seleção do material
PERMUTADORES DE CALOR

| Criados para solucionar a perda de calor da


circulação extracorpórea
| Tipos:
! Câmara de água que envolve a coluna
oxigenadora
2! Circulação de água e sangue em tubos paralelos
BOMBAS PROPULSORAS

| Responsáveis pelo bombeamento de sangue


através da circulação extracorpórea
| Tipos:
! Bombas cinéticas
2! Bombas de deslocamento positivo
FILTROS E CATA-BOLHAS

| Problemas da circulação extracorpórea:


! Embolias
2! Formação de agregados plaquetários
! Excesso de silicone liberado pelos
oxigenadores
4! Desborbulhamento incompleto
MATERIAIS UTILIZADOS

| Exigências:
! Não pode haver reação química com os
componentes sangüíneos
2! Devem ser resistentes ao impacto e a corrosão
! Devem ser impermeáveis e passíveis de elevado
polimento
| |

|  

HISTÓRICO E COMPONENTES
FÍSICOS

RAFAEL BEZERRA