Você está na página 1de 96

Revisão

Eletricidade básica

CORRENTE ELÉTRICA
Matéria
É tudo aquilo que possui massa e ocupa lugar no espaço.
Dividindo a água
Examinando-a
Encontramos sua menor partícula
Molécula
Menor parte da matéria que ainda conserva suas características.
Uma molécula de água
Uma molécula de água H2O

UM ÁTOMO DE
OXIGÊNIO

E DOIS ÁTOMOS DE
HIDROGÊNIO
Os átomos são formados de:

NÚCLEO
CONTENDO PRÓTONS E NÊUTRONS.

ELETROSFERA
COM SEUS ELÉTRONS.
NÊUTRONS: NÃO POSSUEM CARGAS ELÉTRICAS

PRÓTONS: POSSUEM CARGAS POSITIVAS

ELÉTRONS: POSSUEM CARGAS NEGATIVAS


ELEMENTOS
NEUTROS OU
SEM CARGA,
NADA
ACONTECE
N N
CARGAS IGUAIS
CARGAS IGUAIS

- -
CARGAS
DIFERENTES

+ -
CARGAS
DIFERENTES

+ -
Um átomo possui várias órbitas, cada órbita contém uma
quantidade de elétrons.
Átomos com :

Poucos elétrons na última


camada são condutores.
Têm facilidade de perder
elétrons.
Átomos com :

Muitos elétrons na última


camada são isolantes.
Tem facilidade de receber
elétrons.
ÁTOMO DE SELÊNIO ÁTOMO DE COBRE
( Mica )
No átomo de um material (considerado condutor), os elétrons da
última camada (elétrons livres), ficam trocando constantemente
de átomo.
Se aproximarmos um pólo positivo de um lado e um negativo de
outro:
Se aproximarmos um pólo positivo de um lado e um negativo de
outro:

- +
Estes elétrons passam a ter um movimento ordenado, dando
origem à corrente elétrica.

- +
Unidade de medida da corrente elétrica
AMPÈRE (A).
Múltiplos e submúltiplos

Para valores elevados, utilizamos os múltiplos e para valores


muito baixos, os submúltiplos.
Para descer um GA
degrau, caminhe com
a vírgula MA
3 casas à direita
kA
A
mA
Para subir um
µ A degrau, caminhe com
a vírgula
nA 3 casas à esquerda
23 mA = 0,023 A

62,5 mA = 0,0625A

0,2 kA = 200 A

6,6 kA = 6600 A
Corrente elétrica - é o movimento ordenado dos elétrons no
interior de um condutor.

Símbolo - I (intensidade de corrente elétrica)

Unidade - ampère (A)


Como obter uma corrente elétrica?

Para obtermos uma corrente elétrica precisamos de um circuito elétrico


Circuito elétrico
Para obtermos um circuito elétrico, são necessários três
elementos:
São eles:

Gerador, Condutor e Carga.


Orienta o movimento
GERADOR dos elétrons

Assegura a transmissão
CONDUTOR da corrente elétrica.

Utiliza a corrente elétrica


CARGA (transforma em trabalho)
Para que haja corrente elétrica

Gerador é necessário Carga

que o circuito esteja fechado.


Introduzimos um interruptor
Gerador para abrir e Carga

fechar o circuito
Gerador Carga
ABERTO
Gerador Carga
FECHADO
Gerador Carga

ABERTO
Gerador Carga
FECHADO
Aparelho de medida da corrente elétrica
Amperímetro

O amperímetro deve ser ligado em série com a carga.


Amperímetro

A
O amperímetro deve ser ligado em série com a carga.
Cuidados na utilização do amperímetro
A graduação máxima da escala
maior que a corrente medida
0 10
A leitura deve ser a mais próxima
possível do meio da escala

Ajustar o zero (sempre na ausência


de corrente)

A Não mudar a posição de utilização


do aparelho
0

10

A
Evitar choques mecânicos
Revisão
Eletricidade básica

TENSÃO
Faremos uma
analogia com um circuito hidraúlico
TEMOS UMA
DIFERENÇA
DE NÍVEL
D’ÁGUA

Se abrirmos
o registro
...NÃO HÁ
MAIS
DESNÍVEL.
Para termos um movimento de água, é necessário um
desnível de água (pressão).
O mesmo acontece com os elétrons.
Para que eles se movimentem, é necessário termos uma
pressão elétrica.
À pressão exercida sobre os elétrons, chamamos de
tensão elétrica ou d.d.p. (diferença de potencial).
Unidade de medida da tensão elétrica
VOLT (V)
Tensão elétrica - é a pressão exercida sobre os elétrons
livres para que estes se movimentem no interior de um
condutor.

Símbolo - V
Unidade - VOLTS (V)
Múltiplos e Submúltiplos
Para valores elevados,
utilizamos os múltiplos e GV
para valores muito baixos, os
submúltiplos.
MV

Para descer um
kV
degrau, caminhe com
a vírgula V
3 casas à direita Para subir um
mV degrau, caminhe com
a vírgula
µ V 3 casas à esquerda

nV
13,8 kV = 13.800 V

34,5 kV = 34.500 V

220 V = 0,22 kV

127 V = 0,127 kV
Aparelho de
medida da tensão elétrica
V

O voltímetro deve ser ligado em paralelo com a carga.


Cuidados na utilização do voltímetro
A graduação máxima da escala maior
0 10 que a tensão medida
A leitura deve ser a mais próxima
possível do meio da escala
Ajustar o zero (sempre na ausência
de tensão)

V
Não mudar a posição de utilização do
aparelho
Evitar choques mecânicos
0

10

V
Revisão
Eletricidade básica

RESISTÊNCIA ELÉTRICA
Comparando as correntes ao aplicarmos a mesma
tensão em duas lâmpadas diferentes
100 V
0,5 A
V
A
100 V

0,5 A 100 V

V
A
100 V

0,5 A

100 V 1A

V
A
100 V

0,5 A

100 V

V
100 V
A
1A
A 1ª lâmpada possui maior
100 V RESISTÊNCIA ELÉTRICA.

0,5 A

A 2ª lâmpada possui menor


100 V RESISTÊNCIA ELÉTRICA.

1,0 A
A oposição oferecida à passagem da corrente elétrica chamamos
de
RESISTÊNCIA ELÉTRICA
Todas as cargas
possuem uma resistência
Todas as cargas possuem uma resistência
que representaremos assim:
Unidade de medida da resistência elétrica

OHM (Ω ).
Resistência elétrica
É a oposição oferecida à passagem da corrente elétrica

SÍMBOLO - R
UNIDADE - OHM (Ω )
1 ohm é a resistência que permite a passagem de 1 ampère
quando submetida a tensão de 1 volt
Múltiplos e submúltiplos

Para valores elevados, utilizamos os múltiplos e para


valores muito baixos, os submúltiplos
Para descer um GΩ
degrau, caminhe com
a vírgula MΩ
3 casas à direita

kΩ

mΩ
Para subir um
µ Ω degrau, caminhe com
a vírgula
3 casas à esquerda
nΩ
Aparelho de medida da resistência elétrica
Ohmímetro...
...ligado aos terminais da resistência.


Cuidados na utilização do ohmímetro
A leitura deve ser a mais próxima possível
do meio da escala
0 10
Ajuste do zero
(curto-circuitar os terminais)

Ω Obedecer a posição de utilização indicada no


aparelho
Evitar choques mecânicos

10


Revisão
Eletricidade básica

POTÊNCIA
Capacidade de produzir trabalho
Fazendo a analogia com duas pessoas as duas são capazes de
realizar trabalho

200 kg 50 kg
Da mesma maneira as cargas elétricas possuem uma
capacidade de produzir trabalho.

A capacidade de produzir trabalho de uma carga elétrica é


expressa em Watts
Potência da lâmpada

Capacidade de produzir trabalho de 100 W


Se for ligada a uma fonte de 127 V
Potência da lâmpada

Capacidade de produzir trabalho de 100 W


Se for ligada a uma fonte de 220 V
Observemos o brilho das lâmpadas

60 W 100 W

220 V
A potência depende de outras grandezas

R - Resistência
V - Tensão
I - Corrente

Aplicando a tensão V na resistência R circula a corrente I


Assim temos:

P = R x I2 e P = V x I

NOS APEGAREMOS MAIS À SEGUNDA


P=VxI ONDE:

V I
V A

P=100 x 2 = 200W
No lugar do
voltímetro e do
amperímetro
200 W
Utilizamos o
WATTÍMETRO
W
Como vimos a leitura do wattímetro é igual ao
produto

VxI
BOBINA DE CORRENTE

Constituição LIGADA EM SÉRIE


do wattímetro

BOBINA LIGADA
DE EM
TENSÃO PARALEL
O
P=VxI

V=100
I=5 A
P = 500W

V
A W
Potência elétrica
É a capacidade de produzir trabalho.

SÍMBOLO - P
UNIDADE - WATT (W)