Você está na página 1de 25

Pós- modernidade

Cultura de massa
• Categoria básica – o mercado
• Não-folclórica, organizada por empresários
da indústria do lazer, estruturada em
função de certo público-massa
• Meios - jornais, revistas, rádio cinema,
televisão, internet
• A mensagem é construída em função de
códigos predeterminados e recebida e
interpretada pelo destinatário baseado em
códigos pessoais
• Produção de efeitos no maior número
possível de consumidores
Definição de pós-
modernidade
• Mudanças ocorridas nas
ciências, nas artes e nas
sociedades avançadas desde
1950, quando, por convenção,
se encerra o modernismo (1900-
1950). A pós-modernidade foi
gerada por volta de 1955.
Nasce com a arquitetura e
a computação nos anos 50
Toma corpo com a arte
pop nos anos 60
Cresce com a filosofia,
crítica à cultura ocidental,
nos anos 70
Amadurece atualmente
com a moda, o cinema, a
música e o cotidiano
programado pela
tecnociência (ciências +
tecnologia invadindo o
cotidiano)
Moda atual
A pós-modernidade é típica das
sociedades pós-industriais
baseadas na informação
Simulacro

• A cultura ocidental foi uma busca do


simulacro perfeito da realidade:
simular por imagens, que mostram o
mundo acontecendo, significa
apagar a diferença entre real e
imaginário, ser e aparência.
aparência Fica
apenas o simulacro passando pelo
real, que embeleza e intensifica o
real
Simulacro
• Fabrica um hiper-real, um
espetáculo, um real mais real e mais
interessante que a própria realidade.
O ambiente pós-moderno significa
que entre nós e o mundo estão os
meios tecnológicos de comunicação,
ou seja, de simulação. Eles não nos
informam sobre o mundo, mas eles o
refazem à sua maneira, hiper
realizando o mundo, transformando-o
em um espetáculo
Signo é toda palavra, número, imagem ou
gesto que representa indiretamente um
referente (objeto) através de uma referência
(idéia)

Signo Espírito
Linguagem Idéia
Simulacro Sujeito
Espetáculo Referência

Referente
Objeto
Realidade
Matéria
Linguagem na pós-
modernidade
• A linguagem dos meios de
comunicação dá forma tanto ao
nosso mundo (referente, sujeito),
quanto ao nosso pensamento
(referência, sujeito). Para serem
alguma coisa, sujeito e objeto
passam ambos pelo signo
• A pós-modernidade é um mundo
super-criado pelos signos
Desreferencialização do real /
dessubstancialização do sujeito
• Desreferencialização do real /
Dessubstancialização do sujeito: o referente (a
realidade) se degrada em fantasmagoria e o sujeito
(indivíduo) perde a substância interior, sente-se
vazio
• O individualismo atual nasceu com a modernidade,
mas seu exagero narcisista é um acréscimo pós-
moderno
• O pós-moderno contém um dês – um princípio
esvaziador, diluidor. O pós-moderno desenche,
desfaz princípios, regras, valores, práticas e
realidades. A desreferencialização do real e
dessubstancialização do sujeito, motivadas pela
saturação do cotidiano pelos signos são exemplos
disto
Narcisismo
Sujeito pós-moderno
• O indivíduo na condição pós-moderna é um
sujeito que é submetido a um bombardeio
maciço e aleatório de informações
fragmentadas, que não formam um todo e
com importantes efeitos culturais, sociais
e políticos
• A vida no ambiente pós-moderno é um
show constante de estímulos desconexos
onde as vedetes são o design, a moda, a
publicidade, os meios de comunicação
Pós-modernidade - estilo

• É um ecletismo, isto é, a
mistura de várias tendências e
estilos sob o mesmo nome. Ela
não tem unidade: é aberta,
plural e muda de aspecto
constantemente. É algo
inacabado, sem definição
precisa
Marcas da pós-
modernidade
• 1) Possui uma quantidade grande de
serviços
• 2) Possui muita informação e
comunicação, que dependem de
tecnologias avançadas
• 3) Ocorre com a sociedade pós-
industrial e multinacional
• 4) Significou a desmaterialização da
economia pela informação
Ambiente pós-moderno
• Sistema pós-industrial tem-se mostrado
resistente aos mecanismos de luta
modernos – sindicatos e partidos
• É gigantesco e diferenciado, mas não
forma um todo e não possui centro
• Pulverizou a massa numa nebulosa de
consumidores isolados, com interesses
diferentes, absorvendo qualquer costume,
qualquer idéia, seja revolucionário ou
alternativos
• É flexível e variado o suficiente para
nele conviverem os comportamentos e as
idéias mais disparatadas
Filosofia pós-moderna

• Mensagem: desconstrução do
discurso filosófico ocidental, da
maneira como o Ocidente pensa
e age. Desconstruir o discurso
não é destruí-lo, nem mostrar
como foi construído, mas
explicitar o não dito por trás do
que foi dito, buscar o silenciado
(reprimido) sob o que foi falado
Filosofia pós-moderna

• A pós-modernidade está
associada à decadência das
grandes idéias, valores e
instituições ocidentais – Deus,
Ser, Razão, Sentido, Verdade,
Totalidade, Ciência, Sujeito,
Consciência, Produção, Estado,
Revolução, Família
Filosofia pós-moderna
• Pela desconstrução, a filosofia atual
é uma reflexão sobre uma
aceleração de uma queda no
niilismo. Niilismo – nada – desejo de
nada, morte em vida, falta de valores
para agir, descrença em um sentido
para a existência. A desconstrução
pretende revelar o que está por trás
desses ideais maiúsculos, agora
abalados, da cultura ocidental
Filosofia pós-moderna
• Desde a Grécia antiga, as filosofias são
discursos globais, totalizantes, que
procuram os primeiros princípios e os fins
últimos para explicar ordenadamente o
Universo, a Natureza, o Homem
• A pós-modernidade é o declínio das
grandes filosofias explicativas, dos
grandes textos esperançosos como o
Cristianismo (idéia de salvação), o
Iluminismo (crença na tecnociência e no
progresso), o Marxismo (aposta na
sociedade comunista)
Filosofia pós-moderna
• Houve um choque entre racionalidade produtiva e
valores morais e sociais já no mundo moderno
• Pós-modernidade: a tecnologia invade o cotidiano,
mas não oferece valor moral além do hedonismo
consumista
• Fabricam-se fantasmas alarmantes como a ameaça
nuclear, o desastre ecológico, o terrorismo, a crise
econômica, a corrupção política, os gastos
militares, a neurose urbana, a insegurança
psicológica
• Filósofos pós-modernos querem revelar a
responsabilidade dos valores antigos com os
problemas atuais
Filosofia pós-moderna -
foco
• 1) Desconstrução dos princípios e das concepções
do pensamento ocidental, promovendo a crítica da
tecnociência e sua fusão com o poder político e
econômico nas sociedades avançadas, que
resultou no sistema
• 2) Desenvolvimento e valorização de temas antes
considerados menos ou marginais em filosofia:
desejo, loucura, sexualidade, linguagem, poesia,
sociedades primitivos, jogo, cotidiano – elementos
que abrem novas perspectivas para a liberação
individual e aceleram a decadência dos valores
ocidentais