Você está na página 1de 16

O TESOURO

Eça de Queirós
Levantamento das ideias
principais do conto
I
☻Os três irmãos de Medranhos: Rui, Guanes e
Rostabal eram fidalgos famintos que viviam no
reino das Astúrias;

☻O Paço de Medranhos, local onde viviam,


estava em decadência;
☻Viviam em plena miséria.
☻Na Primavera, numa manhã de domingo,
os três irmãos encontraram, na mata de
Roquelanes, um tesouro que conservava
as suas três fechaduras. O cofre estava
cheio de dobrões de ouro;

☻Rui decide que o tesouro devia de ser


rigidamente dividido pelos três, pesando-
se o ouro em balanças;
☻Os três irmãos, já desconfiados, decidem
que cada um deveria ficar com a sua
respectiva chave.

☻Partida de Guanes para Retortilho, para


comprar mantimentos.
II
☻Rui e Rostabal conversam sobre Guanes.
Rui alerta o irmão para o facto de Guanes
ser egoísta e de gastar o dinheiro em
tavernas;
☻Ambos decidem matar Guanes;
☻Rui convence Rostabal que deverá ser
ele a matar o irmão, por ser mais forte;
☻Ambos aguardam a chegada do irmão,
que é morto por Rostabal;
☻Arrancam a chave do cofre ao irmão
morto;

☻Rostabal debruçado sobre o tanque, lava


a face, quando Rui o atacou, matando-o
com uma facada no coração;

☻A terceira chave foi retirada de Rostabal.


III
☻Rui possuía as três chaves;
☻Abriu as três fechaduras e sentiu-se dono
daquele tesouro;
☻Examinou os alforges, trazidos por
Guanes, e resolveu comer o delicioso
manjar;
☻Bebeu o vinho de uma das garrafas,
estranhando o facto de o irmão só ter
trazido duas.
☻Começa a sentir-se queimar por dentro,
aflito, dirige-se à fonte onde jaz Rostabal,
mas a água não o aliviou;

☻Toma consciência de que foi envenenado;

☻Guanes tinha decidido envenenar os


irmãos
de forma a ser ele, apenas ele, o dono do
tesouro.
☻Os três irmãos jazem na mata de
Roquelanes;

☻O tesouro continua na mata de


Roquelanes.
A Acção
• Introdução: “ Os três irmãos de
Medranhos (…) cheios de dobrões de
ouro”
• Informações fornecidas:
Apresentação das personagens, do tempo,
do espaço e das acções descritas em
duas estações do ano.
Frase síntese: apresentação dos irmãos de
Medranhos e do seu modo de vida até à
descoberta do tesouro.
• Desenvolvimento: “No terror e no
esplendor da emoção (…)” até “(…) dono
de todo o tesouro.”

Acções: reacção dos irmãos à descoberta


do tesouro; caracterização das
personagens; partida de Guanes para
Retortilho, para comprar mantimentos;
Guanes, cantando, planeia atraiçoar os
irmãos, matando-os; modo como Rui
planeia a morte de Guanes; Rostabal
mata Guanes com uma espada,
Incentivado por Rui; Rui mata Rostabal com
uma navalha à beira da laje escavada em
tanque; euforia de Rui pela posse única
do tesouro; Guanes mata Rui com vinho
envenenado.

Frase síntese: A ganância pela posse


exclusiva do tesouro desencadeou os
sucessivos assassinatos.
• Conclusão: “Anoiteceu (…)” até “(…) na
mata de Roquelanes.”

Frase síntese: O tesouro mantém-se na


mata de Roquelanes, assim como os três
irmãos mortos.
Ficha de leitura
• Após a leitura do conto “O tesouro”, de
Eça de Queirós, a realização desta ficha
de leitura pretende averiguar o nível de
compreensão da mesma. Para tal,
pretende-se que o aluno reflicta sobre a
leitura efectuada.

1. Indica o assunto do conto


2. Que ensinamentos te proporcionou a
leitura deste conto?

3. Tendo em conta o comportamento dos


irmãos Rui, Guanes e Rostabal, comenta
o provérbio “A boca do ambicioso só fica
cheia com a terra da sepultura.”
4.  Gostei de ler este conto…  Não
gostei de ler este conto…
Porque …
BOM TRABALHO!