Você está na página 1de 7

A INFLUNCIA DA RELIGIO NA

ECONOMIA, POLTICA, NO DIREITO


E NA VIDA EM SOCIEDADE

AUTORIA:
CLBER LOPES
Graduando em Licenciatura pela Universidade Federal do Esprito

A
INFLUNCIA
DA
RELIGIO
na histria

a influencia da religio na histria


a influencia da religiao na historia da humanidade
a historia da religio no brasil

ARTIMALHA
S PARA
DOMINAR A
ECONOMIA
E MANTERSE NO
PODER: as
armas da f

Os cancelamentos de casamentos em benefcio da


igreja
A venda do perdo aos endilheirados
A distribuio de ttulos para ampliar o poder
geogrfico
Aumento dos bispos
Aumento dos arcebispos

UM
CASAMENT
O
PERFEITO:
POLTICA E
RELIGIO

A igreja garante o voto e o candidato eleito garante o


retorno financeiro tambm conhecido como doao;
A interferncia da Igreja nos conflitos de terra em
benefcio dos grandes latifundirios
Ascenso de pastores, bispos, na representao
poltica e nas decises da sociedade

O DIREITO:
PECADOR,
INOCENTE
OU AQUELE
QUE SE
JULGA
ENGANADO

A mulher dona do seu corpo. Assim pode escolher


ter o filho ou no. Isso no uma questo religiosa.
uma questo de sade pblica
As Leis de centenas, dcadas, que ainda privilegiam
os mais ricos. Um juiz comete um crime e o Estado o
aposenta a bem do servio pblico
A demora em julgar nasceu do judicirio ou da Igreja
As desculpas para que o Direito no seja considerado
Errado

Com poucas excees a igreja discrimina, exclui,


diminui a capacidade da mulher em todos os sentidos

VIDA EM
SOCIEDADE
EA
RELIGIO

Uma sociedade regulada por religies levaria ao caos


total
Quem seria o profeta, o prometido, o novo Jesus
Discutir sobre essa vida em Sociedade baseada em
dogmas religiosos seria um desastre sem
precedentes
Mas preciso que estudemos a Vida em Sociedade e
a influncia exercida pela religio sobre esta para que
seja possvel diminuirmos os abismos que existem,
existiram e ao de aumentar e se tornarem cada vez
mais extremistas.

RELIGIO:
EM QUE
AINDA
VAMOS
CRER?

Abordar a diversidade de RELIGIES


PERCEBER QUE SUA CONVIVNCIA PODE E DEVE SER
PACIFICA
TER COMO PERSONIFICAO DA PALAVRA F: APENAS
RESPEITO