Política e Organização da Educação

Básica I GDE-135
Docente: Giovanna Rodrigues Cabral

Bruna Barbosa
Natália A. S. Artur
Ricardo Oliveira
Tarik Miller

Sua função é complementar a alimentação dos alunos. Histórico . tenham bom desempenho escolar e bons hábitos alimentares. O PNAE é um programa do Ministério da Educação. contribuindo para que permaneçam na escola. também conhecido como Merenda Escolar teve seu início na década de 40 e posteriormente inserido na Constituição Federal de 1988.

OBJETIVO PRINCIPAL DO PNAE Suprir parcialmente as necessidades nutricionais dos alunos beneficiários. Objetivos . de forma a reforçar a aquisição de bons hábitos alimentares. visando atender os requisitos nutricionais referentes ao período em que este se encontra na escola. OBJETIVOS SECUNDÁRIOS DO PNAE -Melhorar as condições fisiológicas do aluno. de forma a contribuir para a melhoria do desempenho escolar. -Promover a educação nutricional no âmbito da escola. através da oferta de no mínimo uma refeição diária. -Reduzir a evasão e a repetência escolar.

de fevereiro à novembro. O FNDE utiliza como base para o cálculo do recurso a ser transferido ao município e aos Estados. A base de cálculo para determinação do recurso mensal. O PNAE é financiado com recursos do Tesouro Nacional. esses recursos são transferidos em parcelas mensais e idênticas. considerando o número médio de 20 dias letivos. o Censo Escolar do ano anterior. é a seguinte: Valor do recurso mensal = Nº de Alunos (Censo) X 20 dias Administração dos Recursos .

50 Administração dos Recursos .Pré-escola: R$ 0.Creches: R$ 1. o valor repassado é definido de acordo com a etapa e modalidade de ensino: .00 .Alunos do Programa Mais Educação: R$ 0.60 .Ensino integral: R$ 1.Ensino fundamental.50 .30 .90 .Alunos que frequententam o Atendimento Educacional Especializado : R$0.00 . Atualmente.Escolas indígenas e quilombolas: R$ 0. médio e EJA: R$ 0.

Administração dos Recursos .

Administração dos Recursos .

no Conselho Nacional de Assistência Social e constantes no Censo Escolar realizado pelo Inep. O público alvo do programa são os alunos dos Pré-Escolares e Escolas do ensino fundamental da Rede Pública (Municipal. Critérios de Participação . Estadual e Federal). creche e entidades filantrópicas que ofertem ensino regular e que estejam cadastradas junto à Secretaria de Estado da Educação.

para isso.Instituição de um Conselho de Alimentação Escolar (CAE). o cumprimento das seguintes exigências: ‹ .Cumprimento das normas estabelecidas pelo FNDE na aplicação dos recursos. Critérios de Participação .Prestação de contas dos recursos recebidos. como órgão deliberativo. ‹ . fiscalizador e de assessoramento. ‹ . bastando. Todos os Estados.Aplicação dos recursos exclusivamente na aquisição de gêneros alimentícios. ‹ . o Distrito Federal e municípios podem participar do programa.

com a participação do CAE e respeitando os hábitos alimentares de cada localidade. dando prioridade. Cardápio do Programa . que são de responsabilidade da Entidade Executora. aos semi- elaborados e aos in natura. dentre esses. Deverá adquirir os alimentos definidos nos cardápios do programa de alimentação escolar. elaborados por nutricionistas capacitados.A Entidade Executora não pode gastar os recursos do programa com qualquer tipo de gênero alimentício. sua vocação agrícola e preferência por produtos básicos.

Cardápio do Programa . a alimentação escolar deve possibilitar cobertura de no mínimo 15% das necessidades diárias do aluno. Como meta visa garantir uma refeição diária com aproximadamente 350 quilocalorias (Kcal) e 9 gramas de proteínas. Desta forma.

nas aplicações dos recursos financeiros transferidos pelo FNDE. O CAE acompanha e assessora às Entidades Executoras do PNAE. CAE . O CAE (Conselho de Alimentação Escolar) atua como instrumento de controle social do PNAE. Seu colegiado é deliberativo (isto quer dizer que o grupo de conselheiros após reunião/discussão pode aprovar ou contestar as ações realizadas pelos governantes no âmbito do PNAE).

Com a atuação do CAE é possível promover a integração de instituições. O CAE deve acompanhar a execução do PNAE em todos os níveis: do recebimento do recurso até a prestação de contas. CAE . mediante encaminhamento à instância competente para apuração de eventuais desvios. agentes da comunidade e órgãos públicos a fim de auxiliar a equipe gestora responsável pela execução do PNAE e colaborar na apuração denúncias sobre irregularidades no PNAE.

que é um documento em que são definidas normas básicas para sua efetiva atuação. Todo CAE deve elaborar seu Regimento Interno. Instituiçao do CAE .

tendo como mão de obra essencialmente o núcleo familiar. Agricultura Familiar . A agricultura familiar pode ser entendida como o cultivo da terra realizado por pequenos proprietários rurais.

Além disso. detém 84. Porque comprar da Agricultura Familiar para o PNAE? A agricultura familiar gera mais de 80% da ocupação no setor rural e responde no Brasil por 7 de cada 10 empregos no campo e por aproximadamente 40% da produção agrícola.4% dos estabelecimentos rurais. Atualmente. Agricultura Familiar . cerca de 70% dos alimentos que abastecem a mesa dos brasileiros vêm das pequenas propriedades.

promover o desenvolvimento rural e manter o produtor e sua família no campo são alguns benefícios que podem ser destacados com a oferta de gêneros alimentícios da agricultura familiar no PNAE. Ofertar alimentos mais frescos e que façam parte da cultura alimentar local aos escolares. Agricultura Familiar .

gov.br/programas/alimentacao-escolar/alimentacao-escolar-hist orico > Acesso em 03 de novembro de 2016.fnde.gov.br/aprendaMais/documentos/curso_PNA E.  Disponível em: http://portal.gov. php? conteudo=156 >Acesso em 03 de novembro de 2016.pr.tcu.br/lumis/portal/file/fileDownload. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  Disponível em: < http://www.br/modules/conteudo/conteudo.gestaoescolar.org.  Disponível em: http://www. .diaadia. jsp?fileId =8A8182A24D6E86A4014D72AC812A5383&inline=1 Acesso em 03 de Fevereiro de 2018.gov.agroecologia.portaldatransparencia.br/2016/08/17/merenda-escolar-uma-revolucao-para -os-agricultores-familiares Acesso em 18 de Dezembro de 2016  Disponível em: http://www.  Disponível em: < http://www.pdf Acesso em 30 de janeiro de 2017.