Você está na página 1de 17

| 

 





 




 

Universidade Federal Fluminense


Prof. Rafael Viola
i istória de Roma é também a nossa istória
istória..

O Direito Romano é importantíssimo na formação do


jurista, pois ele operou uma profunda revolução interna,
que gerou uma transformação completa em todo nosso
pensamento jurídico.
jurídico.

i construção de um direito comum (sécs.


(sécs. XV, XVI e
XVII) na medida em que unifica as fontes é oriundo de
alguns sistemas jurídicos antigos.
antigos.

O fator principal da unificação dos direitos na Europa foi


o Direito Romano.
Romano.
Período de Roma:
Roma:

± Realeza (Monarquia Romana) 753 a.C. ² 510 a.C.

± República 510 a.C. ² 27 a.C.

± Império 27 a.C. ² 566 d.C.

± O Império é subdividido em ilto Império (27 d.C,.C,. ²


284 d.C.) e Baixo Império (284 d.C. ² 566 d.C.).
i importância do Direito Romano reside em
dois aspectos
aspectos:: (i) perfeição do direito romano;
romano; e
(ii) importância do seu legado.
legado.

Perfeição do direito romano os romanos


tiveram uma especial sensibilidade para o direito,
tendo criado soluções e conceitos cuja justiça se
mantém até oje
oje..
i ideia da perfeição reside no fato de que
existem padrões universais de justiça na
regulação das relações umanas
umanas..

Para tal, existiriam valores eternos de justiça


baseados numa natureza umana transtemporal e
transcultural..
transcultural
¬odavia, é preciso ressaltar que o direito é
construído, também, cultural e local.
local. Dessa
forma, é muito difícil encontrar valores ou
princípios que ten am vencido o tempo ou a
diversidade cultural.
cultural.

´O princípio do caráter sagrado e indisponível


da vida umana também não vigorou nem vigora
nas culturas que sobrepõem ao respeito pela vida
umana outros valores, como a segurança socialµ
intonio Manuel Hespan a
Importância do legado o interesse do direito
romano para a interpretação do direito atual.
atual.

É certo que o direito atual é erdeiro , nas suas


palavras, nos seus conceitos, nas suas tradições
de uma longa tradição na qual os textos do
direito romano tiveram um lugar central
central..
¬odavia, esses textos sofreram reinterpretações
contínuas, ao mesmo tempo que os protagonista
do discurso jurídico iam sucessivamente se
modificando..
modificando

iliás, com cada vez mais poder, os magistrados


romanos foram modificando e aperfeiçoado as
leis romanas.
romanas.
´Pode mesmo dizer-
dizer-se que, se não fosse essa
contínua alteração silenciosa do direito romano
invocado pela tradição romanística
romanística,, este não teria
podido sobreviver às enormes transformações
culturais e sociais da sociedade europeia durante
mais de dois milénios
milénios..µ
intonio Manuel Hespan a

O problema da culpa na responsabilidade civil


civil..
Daí que cada instituto ou conceito jurídico
recebe seu sentido a partir do seu contexto.
contexto.
Logo, mudado o conceito, os sentidos das peças
isoladas recompõem
recompõem--se, nada tendo a ver com o
que elas tin am no contexto anterior.
anterior.

- i fraqueza dos argumentos istóricos na


interpretação das normas jurídicas
jurídicas..
wual a importância então?

´(
´(...
...)) a crise provocada pela constatação da
impotência do direito, masmo no país clássico
dos estudos jurídicos (a ileman a), para impedir
a implantação de regimes que negavam alguns
dos princípios básicos da cultura jurídica
europeia,, fez surgir projetos de reforma
europeia
profunda do direito
direito.. No quadro destes projetos,
os romanistas apresentaram então o direito
romano, com a sua estrutura antilegalista e com
seu embebimento ético (... ...)µ

intonio Manuel Hespan a
i ¬radição Romanística

No Direito Romano, poucas eram as leisleis.. No


entanto, ao lado das leis, as ações (actiones)
actiones)
garantiam pretensões jurídicas.
jurídicas.

O pretor, encarregado da administração da


justiça, com o advento da Lex iebutia (149 a.C.),
passaram a ter maior poder discricionário para
decidir os litígios.
litígios.
O direito gan ou, então, um caráter casuístico
que incentivava uma averiguação muito fina da
justiça de cada caso concreto.
concreto.

Por outro lado, a lei não amarrava de modo


algum a criação do magistrado que tin a um
amplo espaço para imaginar soluções específicas
para cada situação
situação..
Um dos legados mais importantes do Direito
Romano foi o Corpus Iuris Civilis (séc
(séc.. VI d.C.).

O Imperador Justiniano empreendeu uma tarefa de


recol a de textos jurídicos e mandou reunir numa
compilação c amada Digesto e o Código.
Código.

Sua obra foi completada por um manual de


introdução c amado de Instituições
Instituições..

E uma compilação c amada de Novelas


Novelas..

É o Corpus Iuris Civilis que vai constituir a memória


medieval e moderna do direito romano.
romano.
Digesto: principal.
Digesto: principal. Obras dos principais artífices
do direito romano.
romano.

Codex: une as constituições imperiais e os


Codex:
rescritos..
rescritos

Novelas: coleção de leis promulgadas pelo


Novelas:
próprio Justiniano entre 543 d.C. e 556 d.C.

Institutos:: introdução para o uso dos estudantes


Institutos estudantes..
´O Corpus iuris civilis de Justiniano (o nome data
do século XII) é um dos mais célebres projetos
legislativos da História.
História. Representa a expressão
suprema do antigo direito romano e o resultado
final de dez séculos de evolução jurídica.
jurídica. io
mesmo tempo o Corpus iuris deveria ser uma
mensagem para os futuros juristas.
juristas.µ
R. C. van Caenegem