Você está na página 1de 28

Auditoria Interna

Trainees
Julho/2010
Agenda - Visão Geral

1. O Projeto

2. O que é Risco

3. Qual a mudança

4. Metodologia utilizada

5. Unidade de Auditoria Interna


O Projeto
Identificação
de riscos
Mapa de
Reavaliação críticos
Riscos
do riscos

Resultados Processo de
Auditoria Plano com
Interna Orientação PAAAI
ao Negócio

Execução do
Metodologia e Plano
Ferramentas
Agenda – Visão Geral

1. O Projeto

2. O que é Risco

3. Qual a mudança

4. Metodologia utilizada

5. Unidade de Auditoria Interna


Definição utilizada para Risco

“Qualquer evento, futuro e/ou


incerto, interno ou externo, que
pode afetar os objetivos e as
estratégias de negócio”.
Riscos
Gerenciamento de riscos

Não existe eliminação de riscos...


...sem riscos, não existem negócios...

“O risco em si não é nocivo,


nocivo é o risco mal
administrado, mal interpretado,
mal avaliado e indesejado”

As empresas de sucesso gerenciam


adequadamente seus riscos.
Agenda – Visão Geral

1. O Projeto

2. O que é Risco

3. Qual a mudança

4. Metodologia utilizada

5. Unidade de Auditoria Interna


Qual a mudança
O que a metodologia traz
Tradicional Foco em riscos
• Foco nas políticas e • Foco nos riscos estratégicos;
procedimentos existentes; • Identificação de riscos e
• Detecção de problemas e otimização de processos;
erros; • Auditoria compartilha o
• Restrito por linhas conhecimento com a
funcionais; organização;
• Investigadores/fiscalizadores • Aprofundamento na
• Abordagem substantiva; compreensão dos processos

• Orientação mais reativa. de negócio;

• Ambiente de controle e
controles chave;

• Orientação mais pró-ativa.


Qual a mudança
O que a metodologia traz

Para gestores

• Parceria com a auditoria interna

• Conhecimento dos riscos do seu


processo

• Avaliação dos controles utilizados

• Consciência de suas responsabilidades


Qual a mudança
O que a metodologia traz

Para os Dirigentes e Conselheiros

• Maior conforto e segurança quanto a


objetivos e riscos associados
• Menor exposição em relação a:

• Órgão Fiscalizadores

• Imagem da Entidade

• Pessoa Física
Qual a mudança
O que a metodologia traz

Para auditores
• Atuação mais Preventiva / Orientativa

• Foco nas causas e não nas conseqüências

• Padronização / Método de trabalho

• Banco de melhores práticas


proporcionando a troca de experiências
entre auditores do Sistema

• Pessoal Capacitado / Qualificado


Agenda – Visão Geral

1. O Projeto

2. O que é Risco

3. Qual a mudança

4. Metodologia utilizada

5.
5. Unidade
Relação A.
deInterna
Auditoria
/ Externa
Interna / CGU / TCU
Metodologia utilizada
Modelo de Negócio Questionários
(“Self-
Forças Externas
assessment”)
Processosde
GGerenciam
erenciam
erenciamento
GGerenciam ddos
ento os
ento
Processos
Processos Estratégicos
Estratégicos
Estratégico

Produtos

Mercados
Processos

Alianças

Clientes
Processos Básicos
do do
principais e
de
Negócio
negócio
Serviços
ea
e id Processosde Pr
m l ex io
G suporte
erenciam aos
ento
d os

u
Recursosdo
negóciosNegócio
riz
ol p aç
V om ão
C
COSO “Framework”

Modelo de Classificação de Dicionário de Riscos - DR


Processos - MCP

Consolidação riscos x processos

Re Governança Corporativa
ad
e
EXTERNOS
le id
vâ ic
PESSOAL
nc it
ia 1 2 Cr 3 4 5 6 7 8 9 10
Relacionamento com Órgãos Fiscalizadores G

ponibilidade de Recursos e
Aderência às Co
peracionais
peracionais

Plano Estratégico de Auditoria

lações com Acionistas


regras

ncorrência e Mercado
Processos
Processos

ite de Autoridade
cursos Humanos
Desenvolvimento de Incentivo de
Relacionamento com R

gulamentação
anciamento
Parceiros desempenho

rceirização
Soluções
Con

lítico

al
Sucessão
Metodologia utilizada - KPMG
Metodologia utilizada

 Abordagem "top-down“;

 Centra-se nos riscos estratégicos e

significativos;

 Centra-se nos processos mais críticos ;

 Envolve a participação dos diretores,

gerentes e auditores.
Metodologia utilizada
er excelência no desenvolvimento das MPE, contribuindo para a construção de um Brasil mais justo, competitivo e

cumprimento
sustentávelMapa Estratégico do Sistema Sebrae
M1- Promover a competitividade e o M2- Fomentar o empreendedorismo
da missão desenvolvimento sustentável das MPE

partes interessadas O que o Sebrae oferece às partes interessadas:


MPE e Empreendedores • Conhecimento sobre o • Comprometimento com o cliente
Sociedade
ambiente e o negócio da MPE • Credibilidade
C1- Ser reconhecido como líder na • Incentivo à Inovação • Transparência
• Articulação • Competência Técnica dos
C2- Ser reconhecido como
articulação e gestão de iniciativas que
• Estímulo à Cooperação profissionais importante instituição indutora do
elevem a competitividade das MPE
• Acessibilidade • Gestão com foco em resultados desenvolvimento do país
e fomentem o Empreendedorismo

processos
Ambiente da Empresa: Soluções para as MPE e Empreendedores Visibilidade Institucional e
(Individual e Coletivamente) Imagem Sebrae
Inovação Cooperação Mercado Gestão
P5- Ampliar a
P3- Potencializar a P4- Orientar e visibilidade P6- Ter excelência
P2- Fortalecer a e transparência na
P1- Promover a conquista e capacitar em gestão, institucional e
cooperação entre as aplicação dos
inovação nas MPE ampliação de tecnologia e fortalecer a imagem
MPE recursos
mercados processos do Sebrae

Ambiente Externo: Viabilizadores do desenvolvimento MPE e Empreendedores


Empreendedorismo Redes de Parceiros Desenvolvimento territorial Serviços Financeiros Ambiente legal
P9- Contribuir para o
P8- Articular e desenvolvimento P11- Articular, propor e
P7- Promover a P10- Estimular a
fortalecer redes de territorial e de apoiar a
cultura do ampliação do acesso a
parceiros em prol das sistemas produtivos implementação de
empreendedorismo serviços financeiros
MPE locais, com foco nas políticas públicas
MPE

Gestão integrada do Sistema Sebrae

P12- Ter excelência em gestão focada em P13- Fortalecer mecanismos que


resultados potencializem a atuação integrada do Sistema

pessoas, organização e tecnologias


A4- Aprimorar a utilização das
A2- Ter um ambiente de A3- Desenvolver e
tecnologias de informação e
A1- Desenvolver competências e trabalho que promova a implantar a gestão do
comunicação para dinamizar a gestão
reter talentos internos e externos cultura de resultados e a conhecimento sobre e
do Sistema Sebrae e o atendimento
qualidade de vida para as MPE
ao público externo
# RISCO

Avaliação dos riscos de 17 Prejuízo à imagem institucional pela


falta de um planejamento de
marketing que apresente a sociedade
negócio os benefícios que o Sebrae proporciona
às MPEs.
27 Incompatibilidade dos sistemas
• Com base nas avaliações realizadas chegamos aos (ERP/NA) ocasionando informações
incompletas ou inconsistentes.
10 principais riscos de negócio da Entidade: 8 Não atendimento a parcelas
significativas das MPEs em função da
limitação dos recursos orçamentários
Alto da entidade.
13 Equipes insuficientes para a execução
de projetos e atividades ocasionando
30 18 19 17 27 8 execução orçamentária ineficaz e
Significativo
15 13 28 14 dependência de pessoas.
Impacto

28 Prejuízo à execução orçamentária


causado pela mudança de sistema ERP
(Microsiga->RM)
Moderado
30 Retenção de parcela dos recursos de
contribuição social em decorrência da
baixa execução orçamentária derivada
do ritmo da execução de ações dos
Baixo
parceiros de projetos.
18 Perda de produtos, serviços e
18 conhecimento gerado em função da
Insignificante ausência de gestão do conhecimento.

14 Utilização indevida e contínua de


Remoto Improváv Possível Provável Quase credenciados para acompanhamento
el Certo de projetos, gerando passivos
trabalhistas
Probabilidad
19 Extinção e/ou diminuição das
Risco Alto e contribuições financeiras em função da
Risco Significativo não visibilidade por parte da sociedade
dos resultados obtidos pela Instituição
Risco Moderado e/ou por ausência de articulação junto
Risco Baixo às grandes corporações
Avaliação dos Processos Auditáveis
# Processos Auditáveis
a Execução e Gestão de
Projeto
b Tecnologia da Alta
a b c d e
Informação

auditoria
Prioridade dos ciclos de
c Recursos Humanos
d Planejamento h
Estratégico g i
f j
e Atendimento ao
Mercado
m
f Desenvolvimento de l n
soluções k o
g Aquisição de Bens e
Serviços
H Governança Corporativa p

i Fiscal e Tributário
Baixa
j Tesouraria
K Marketing
L Gestão do
Alta prioridade Significativa prioridade Moderada prioridade Baixa prioridade
Conhecimento
Metodologia utilizada
Metodologia utilizada
Entendimento dos processos
Metodologia utilizada
Entendimento dos processos

Estratégicos e dos
processos de negócio
Objetivos
Existem controles
internos que mitigam
a ocorrência dos
Riscos
riscos?

Que riscos podem


dificultar que os Controles
objetivos sejam
atingidos?

Manuais Automatizados
Agenda – Visão Geral

1. O Projeto

2. O que é Risco

3. Qual a mudança

4. Metodologia utilizada

5.
5. Unidade
Relação A.
deInterna
Auditoria
/ Externa
Interna / CGU / TCU
Equipe

• Marcelo Hallai
Gerência

• Iran Chuquer
• Maria de Fátima
Coordenadores • Carlos Berti

• Selma Ferreira – Secretária


Facilitadores • 02 Estagiários

• Delson Oliveira
Equipe de • Pedro Rodrigues
Campo • Carlos Alexandre
• 02 Vagas em aberto
er excelência no desenvolvimento das MPE, contribuindo para a construção de um Brasil mais justo, competitivo e

cumprimento
sustentávelMapa Estratégico do Sistema Sebrae
M1- Promover a competitividade e o M2- Fomentar o empreendedorismo
da missão desenvolvimento sustentável das MPE

partes interessadas O que o Sebrae oferece às partes interessadas:


MPE e Empreendedores • Conhecimento sobre o • Comprometimento com o cliente
Sociedade
ambiente e o negócio da MPE • Credibilidade
C1- Ser reconhecido como líder na • Incentivo à Inovação • Transparência
• Articulação • Competência Técnica dos
C2- Ser reconhecido como
articulação e gestão de iniciativas que
• Estímulo à Cooperação profissionais importante instituição indutora do
elevem a competitividade das MPE
• Acessibilidade • Gestão com foco em resultados desenvolvimento do país
e fomentem o Empreendedorismo

processos
Ambiente da Empresa: Soluções para as MPE e Empreendedores Visibilidade Institucional e
(Individual e Coletivamente) Imagem Sebrae
Inovação Cooperação Mercado Gestão
P5- Ampliar a
P3- Potencializar a P4- Orientar e visibilidade P6- Ter excelência
P2- Fortalecer a e transparência na
P1- Promover a conquista e capacitar em gestão, institucional e
cooperação entre as aplicação dos
inovação nas MPE ampliação de tecnologia e fortalecer a imagem
MPE recursos
mercados processos do Sebrae

Ambiente Externo: Viabilizadores do desenvolvimento MPE e Empreendedores


Empreendedorismo Redes de Parceiros Desenvolvimento territorial Serviços Financeiros Ambiente legal
P9- Contribuir para o
P8- Articular e desenvolvimento P11- Articular, propor e
P7- Promover a P10- Estimular a
fortalecer redes de territorial e de apoiar a
cultura do ampliação do acesso a
parceiros em prol das sistemas produtivos implementação de
empreendedorismo serviços financeiros
MPE locais, com foco nas políticas públicas
MPE

Gestão integrada do Sistema Sebrae

P12- Ter excelência em gestão focada em P13- Fortalecer mecanismos que


resultados potencializem a atuação integrada do Sistema

pessoas, organização e tecnologias


A4- Aprimorar a utilização das
A2- Ter um ambiente de A3- Desenvolver e
tecnologias de informação e
A1- Desenvolver competências e trabalho que promova a implantar a gestão do
comunicação para dinamizar a gestão
reter talentos internos e externos cultura de resultados e a conhecimento sobre e
do Sistema Sebrae e o atendimento
qualidade de vida para as MPE
ao público externo
Contribuição aos Objetivos /
Indicadores
• P6 – Ter excelência e transparência na aplicação de
recursos

 Variação % do número de processos classificados com grau de


criticidade alta (redução de 5%) – Efetivo de 33% (2 de 6 processos)

 Variação % do número de riscos classificados com grau de criticidade


alta. Não foi mensurado em 2009, previsto para 2º.sem/2010 (AGR)

• P13 – Fortalecer mecanismos que potencializem a


atuação integrada do Sistema

 Unidades de Auditoria utilizando ferramentas de gestão (05UFs)

 Unidades de Auditoria com metodologia de risco implementada (02 UFs)


Quadro de Horas Produtivas
Atividades Horas Horas % de
previstas Executadas Execução

Revisões Estruturais 4.044 3.756 108,55


Monitoramento 47 16 34,04
Trabalhos Recorrentes 3.360 2.179 64,85
Atendimento a Órgãos Fiscalizadores 1.640 1.680 102,44
Orientação Técnica / Consultiva 280 120 42,86
Trabalhos Especiais 800 921 115,13
Atendimento aos Estados 2.998 2.106 70,25
Treinamento 2.280 2.185 95,83
Aspectos Administrativos 5.658 5.106 90,25
Total 21.107 18.069 85,64
Marcelo Hallai
Vieira
Unidade de Auditoria
Fone: (61) 3348-7496
Cel. : (61) 9968-7594
E-mail: marcelo.hallai@sebrae.com.br